fbpx


Empresa explica que o óleo do câmbio sofre desgaste com o uso e acumula impurezas que podem afetar o funcionamento do sistema

É comum a dúvida sobre a necessidade de trocar ou não o óleo do câmbio automático e quando esse procedimento deve ser realizado. Por isso, a Valvoline alerta que a primeira dica é consultar o manual do fabricante do veículo e conferir as recomendações.

A empresa explica que esse óleo sofre desgaste com uso e, com isso, acumula impurezas. Por isso não realizar a troca pode causar danos no sistema.

Alguns indícios que podem indicar a hora da troca, de acordo com a Valvoline, são menor arranque, trancos e solavancos, aumento de temperatura e de consumo de combustível. A recomendação é fazer a troca preventiva do óleo de câmbio a cada 40.000 km.

- Publicidade -

E assim como ocorre com o lubrificante do motor, é fundamental seguir as especificações recomendadas no manual do fabricante para escolher o óleo ideal para cada tipo de câmbio.