A ZF apresenta o conceito de chassis preditivo, o “Flying Carpet 2.0”, que ajuda a proteger as pessoas contra vibrações desagradáveis e ameniza efeitos de curvas, buracos e irregularidades no asfalto em carros autônomos. A empresa explica que o sistema integrado interconecta sensores avançados a uma unidade de controle e atuadores inteligentes, formando a base para os veículos automatizados do futuro.

“Com o nosso ‘Flying Carpet 2.0’, projetamos um conceito de chassis capaz de controlar praticamente todos os movimentos longitudinais, transversais e verticais do veículo”, explica o responsável pelo desenvolvimento de tecnologia de chassis para carros de passeio da ZF, Dr. Christoph Elbers.

A base da tecnologia é a combinação inteligente de diferentes sistemas ativos e semiativos que eliminam antecipadamente as vibrações incômodas da carroceria. O coração do equipamento é o amortecimento totalmente ativo sMOTION, que usa quatro atuadores para adaptar os movimentos da suspensão de cada roda à situação de condução e às características da superfície da estrada.

A empresa explica que os atuadores do sMOTION reagem aos estímulos e vão além da tarefa de apenas ajustar os níveis de resistência hidráulica. Eles possuem uma unidade externa compacta formada por um motor elétrico, uma bomba e um sistema eletrônico integrado que trabalha como um atuador bidirecional. Com isso, conseguem puxar ativamente cada roda para cima ou empurrá-las para baixo. Da mesma forma, o componente ajuda a compensar os movimentos de rolagem, solavancos e balanço da carroceria provocados pela aceleração, frenagem, esterçamento ou asfalto desnivelado.

O dispositivo de controle “cubiX” constitui a central de comando dessa tecnologia de chassis inteligentes: o algoritmo de controle de feedback interliga e coordena os atuadores ativos e semiativos. O sistema escalável tem estrutura modular, possibilitando que seja adaptado individualmente aos requisitos específicos de cada montadora.

A unidade de controle recebe os dados de um conjunto de sensores situado em cada roda, composto por um acelerômetro instalado no eixo acima do atuador e um sensor de altura. Auxiliado por um sistema de câmeras, a fabricante explica que um carro equipado com o “Flying Carpet 2.0” é capaz de identificar antecipadamente irregularidades no pavimento, além de obstáculos e objetos como placas de sinalização.