Superbanner - Texaco (30/08 a 24/01/24)

Verifique o histórico do óleo ao comprar carro usado

troca do óleo lubrificante Motul

Uso do óleo lubrificante incorreto pode gerar problemas a médio e longo prazo, exigindo uma avaliação especializada

 

Ao comprar um carro usado, além da carroceria, é fundamental checar o estado de manutenção da parte mecânica. E isso envolve o histórico de troca do óleo lubrificante. A Motul lembra que a parte mecânica pode esconder manutenções caras no motor e na transmissão, por isso a recomendação de consultar um mecânico de confiança para complementar a avaliação antes de fechar negócio.

“O óleo é como o sangue em nosso corpo: é parte vital do motor e um dos maiores responsáveis pela sua vida útil. Utilizar lubrificantes que atendam às especificações da montadora é uma parcela essencial para manutenção da vida útil projetada do veículo e quase sempre uma garantia a mais de que o motor estará em boas condições mecânicas”, diz Rafael Recio, gerente técnico da Motul Brasil.

troca do óleo lubrificante Motul

Caso o lubrificante usado esteja fora das especificações, os danos podem não ser instantâneos, mas aparecerem no médio e longo prazos. “O ideal é sempre consultar o manual do proprietário para checar as especificações corretas, assim como o intervalo e o plano de manutenção adequado. A manutenção preventiva sempre será mais barata e mais rápida que a corretiva”, completa.

É importante checar a tampa de abastecimento de óleo, por exemplo, o que pode indicar alguns problemas. “Podem ser observados vazamentos, presença excessiva de borra ou verniz e mistura de água no óleo, o que pode ser indicativo de uma junta rompida, além de ruídos incomuns de funcionamento, parâmetros incorretos ou códigos de falha armazenados na ECU via scanner, bem como correias, polias e seus rolamentos e suportes, condições da bateria, entre outros pontos”, afirma Recio.

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php