Advertisement


Veja nessa matéria os procedimentos “passo-a-passo” da troca da embreagem do Ducato, o veículo comercial mais vendido da Fiat.

Carolina Vilanova

 

2636

 

A revisão e manutenção preventiva da embreagem em carros comerciais, que transportam passageiros e pequenas cargas pelas ruas das cidades, é muito importante para evitar que todo o sistema seja comprometido. Nessa edição, trazemos uma matéria sobre o procedimento de troca do componente, baseado no programa de O Mecâniconline, acessado através do site da Revista O Mecânico (www.omecanico.com.br). A matéria foi realizada com o apoio e supervisão técnica da Valeo. O modelo utilizado é um Fiat Ducato, 2.8 turbodiesel.

 

Muito importante é saber o momento certo da troca do conjunto de embreagem e avaliar sintomas como patinação, trepidação, ruído ou dificuldade no engate, que indicam avarias no sistema. Não utilize em nenhuma hipótese peças recondicionadas, falsificadas ou que apresentem danos. Procure exatamente a peça original indicada para a aplicação. Não esqueça de colocar as luvas e proteger os olhos quando estiver debaixo do carro.

 

Desmontagem

 

1) Em casos de substituição do conjunto de embreagem, o primeiro passo é desmontar os componentes na parte superior do motor. Desligue o negativo da bateria e remova as mangueiras e o suporte do filtro de ar, inclusive o duto que conecta à turbina. Desconecte o interruptor da ré, o cabo da embreagem e o sensor de rotação. Solte os parafusos do coxim superior, cheque o estado do componente para saber se precisa ser trocado.

 

desmontagem_1

 

desmontagem_1b

 

2) Com o veículo no elevador, comece a desmontagem na parte inferior. Remova as rodas dianteiras e esgote o óleo do câmbio. Solte os parafusos que prendem o motor de arranque e desencaixe a peça.

 

desmontagem_2

 

3) Em seguida, inicie a remoção dos parafusos da caixa de câmbio. Retire o suporte que liga a caixa de câmbio ao bloco do motor.

 

desmontagem_3a

 

4) Coloque um cavalete de sustentação no cárter antes de deslocar os coxins do câmbio. Remova depois o coxim do estabilizador do câmbio.

 

desmontagem_4

 

Obs.: Retire o coxim do câmbio com o suporte completo para evitar danos na bucha que faz o trabalho de engate das marchas.

 

5) Na seqüência, comece a desmontagem dos componentes da suspensão, desencaixe o quadro, o eixo cardan e toda a lateral do conjunto da manga de eixo.

 

desmontagem_5

 

6) Solte os terminais de direção e com a chave de fenda force a parte inferior para deslocar a bieleta e permitir a descida da bandeja.

 

desmontagem_6

 

7) Agora, remova os quatro parafusos do suporte do pivô, dessa maneira evita a perda da cambagem.

 

desmontagem_7

 

8) No sistema de freios, solte os parafusos do tipo allen 6 mm para evitar a sangria de fluído de freio. Em seguida, retire os parafusos da pinça de freio e deixe a peça presa com um arame. Por fim, tire a manga de eixo. Remova os componentes do outro lado também.

 

desmontagem_8

 

9) Remova o cabo do velocímetro e os outros parafusos que fixam a caixa de câmbio. Retire o caixa de câmbio com a ajuda de um macaco hidráulico.

 

desmontagem_9a

 

desmontagem_9b

 

10) Retire agora todo o conjunto da embreagem, que nesse modelo é do tipo “puxada”.

 

desmontagem_10

 

11) Ao remover o volante faça uma boa inspeção, veja se não está empenado, para isso use uma régua de luz, e se o desgaste está sendo uniforme. Cheque os dois lados do volante e o retentor em relação a desgaste e limpeza.

 

desmontagem_11

 

Avarias mais comuns nesse caso são:o Pino do garfo danificado;o Coxins do suporte do filtro de ar quebrados;o Nível de óleo do câmbio muito baixo;o Presença de material particulado dentro da caixa (atrito do garfo com os rebites do platô);o Garfo com folga;

o Volante empenado e molas membranas do platô com desgaste prematuro;

o Vazamento no retentor do volante.

 

Montagem

 

1) O primeiro procedimento é verificar se o retentor precisa ser substituído. Não esqueça de remover a proteção apenas depois de fixar a peça no volante.

 

montagem_1

 

2) Antes de instalar o volante, aplique um pouco de cola do tipo “trava-rosca” na região próxima aos furos dos parafusos para uma melhor vedação. Isso também impede a contaminação da peça por óleo.

 

montagem_2

 

3) Fixe os parafusos do volante de forma cruzada, com torque de 8 kgfm (80 Nm). Lacre os parafusos com uma marca de referência, para assim assegurar a garantia do serviço.

 

montagem_3

 

4) Antes de instalar o conjunto platô e disco limpe a pista de contato com um pano seco para eliminar resíduos de óleo, graxa e poeira. Coloque um pino-guia para a centralização do disco.

 

montagem_4

 

montagem_4a

 

Obs.: É bom lembrar que a colocação do disco tem posição certa, com a face plana voltada para o volante (as molas ficam para o lado de fora).

 

5) Depois de instalar o platô, fixe os parafusos de forma cruzada com torque de 1,5 kgfm (15 Nm). O platô deve ficar encostado por igual, para não causar desgaste irregular e não empenar a peça. Remova o pino-guia.

 

montagem_5

 

6) Antes de colocar o garfo, verifique se há desgaste ou folga, além de checar o estado geral do eixo-piloto. Se necessário substitua as peças.

 

montagem_6

 

7) Para finalizar essa etapa, instale o conjunto rolamento/garfo no câmbio. Não esqueça de passar graxa no eixo-piloto, mas cuidado para não exagerar na quantidade. Esse procedimento garante engates mais suaves.

 

montagem_7

 

8) Inicie a montagem do câmbio no carro, com a ajuda do macaco hidráulico coloque a caixa no seu devido lugar. Coloque apenas dois parafusos e somente quando a caixa estiver completamente apoiada coloque os restantes e aperte.

 

montagem_8

 

9) Coloque o suporte frontal, instale o motor de arranque e os coxins do câmbio, mais uma vez, tome cuidado com a bucha de fixação e coloque graxa para melhor deslizamento.

 

montagem_9

 

10) Para finalizar, coloque o estabilizador traseiro da caixa de câmbio.

 

montagem_10

 

Instalação da suspensão

 

1) Com o câmbio já preso no motor, inicie a instalação dos componentes da suspensão com a colocação do eixo cardan. Tome cuidado para não danificar o retentor.

 

montagem-susp_1

 

2) Aproveite e recoloque os cabos do velocímetro e das marchas. Monte a suspensão do lado esquerdo: manga de eixo, disco de freios, pastilha de freio e bieleta.

 

montagem-susp_2

 

3) Coloque o carro no chão para terminar de montar os demais componentes, como o sensor de rotação.

 

montagem-susp_3

 

4) Encaixe o rolamento dentro do platô, para isso pressione o garfo no sentido de trabalho até sentir que o rolamento encaixou nas molas do platô.

 

montagem-susp_4

 

5) Coloque o guarda-pó na janela do garfo e instale o cabo da embreagem. Passe um pouco de graxa no suporte no qual o cabo desliza. Depois de instalado faça a regulagem.

 

montagem-susp_5

 

6) Para finalizar, coloque o óleo de câmbio (2,8 L), faça a regulagem do pedal e recoloque o suporte do filtro de ar, sem esquecer da mangueira do respiro

 

montagem-susp_6