Mostramos como fazer a manutenção e desmontagem da caixa de direção hidráulica do modelo popular da Ford, o Fiesta, equipado com motor 1.0 Flex

Carolina Vilanova

4848

Rodar com um carro alinhado e estável é essencial para a segurança dos ocupantes, por isso, é necessário fazer a manutenção do sistema de direção, com os cuidados especiais se contar com o auxílio hidráulico. Para ajudar os mecânicos nessa tarefa, mostramos nessa reportagem os procedimentos de manutenção, desmontagem e instalação da caixa de direção hidráulica dos veículos Ford Fiesta 1.0 Flex, com ano de fabricação 2006. Essa revisão foi apresentada no programa O Mecâniconline (www.omecanico.com.br) com apoio técnico da T-Drive.

O primeiro passo para iniciar a manutenção é retirar a caixa do veículo e fazer algumas inspeções com o componente adequadamente acomodado em uma bancada. Não esqueça de utilizar sempre as ferramentas adequadas e seguir os procedimentos recomendados pelo fabricante, que varia em cada veículo. Veja também se o carro conta com o sistema de air bag antes de começar a desmontagem. Se tiver air bag, solte inicialmente a coluna centralizada.

Desmontagem

1) Inicie os procedimentos com o desaperto dos parafusos de fixação da coluna da direção e em seguida, retire a peça.

4862

2) Depois, drene o fluido do sistema da direção do seu reservatório (2A). Eleve o veículo, retire as rodas e solte os terminais de direção. Solte ainda as mangueiras de alimentação dos seus respectivos terminais na caixa de direção (2B).

 

  • 4830
    3A
  • 4855
    3B

3) Solte os parafusos de fixação do quadro da suspensão. Lembre-se de apoiar o componente para facilitar a remoção. Para finalizar, retire o parafuso de fixação do coxim do quadro.

4824

4) Faça agora a retirada da caixa de direção que está presa no quadro. Para isso, remova a chapa defletora de calor e o suporte da mangueira de retorno do sistema (4A). Solte os parafusos de fixação da caixa e remova o componente (4B).

 

  • 4832
    4A
  • 4829
    4B

5) A desmontagem da caixa de direção começa da seguinte maneira: fixe o terminal e depois, solte a contraporca; retire o terminal e a contraporca (5A). Em seguida, retire as abraçadeiras e a coifa que faz a vedação das barras axiais (5B). Repita o processo na outra extremidade da caixa.

 

  • 4838
    5A
  • 4810
    5B

6) Coloque a caixa numa morsa e apóie firmemente. Depois, faça a remoção das barras axiais. Mude a posição de apoio da caixa e retire a tampa e a porca inferior da válvula. A seguir remova a tampa, a mola de regulagem e o Yoke.

4858

7) O próximo passo é retirar a trava do retentor da válvula e a válvula do seu alojamento. Não esqueça de remover o retentor e o rolamento superior da peça (7A). Em seguida, remova a porca/tampão da cremalheira e remova a peça (7B).

 

  • 4853
    7A
  • 4814
    7B

8) Com a caixa desmontada, faça a lavagem das peças e uma boa inspeção, principalmente, nas roscas e na parte interna da carcaça em busca de ranhuras ou trincas (8A). Em seguida, troque o retentor inferior da válvula (alta-pressão).

Obs.: Caso a cremalheira encontrada na caixa seja a de formato em Y, não remova o êmbolo da peça para efetuar a troca dos retentores. Se necessário, troque todo o conjunto da cremalheira. Vale lembrar que os veículos fabricados depois de junho de 2006 são equipados com a cremalheira em formato D, que foi desenvolvido para facilitar a remoção do retentor sem a necessidade de remoção do êmbolo (8B).

 

  • 4835
    8A
  • 4852
    8B

9) De acordo com o fabricante, o aplicador deve ficar atento, pois o jogo de reparo da caixa deve conter os anéis de vedação da válvula, o retentor inferior da válvula, retentor do eixo da cremalheira e o retentor superior da válvula (baixa-pressão).

4826

Montagem da caixa na bancada

10) Depois que os componentes estiverem limpos e analisados, apóie a carcaça na morsa e inicie a montagem com a cremalheira. Aplique um pouco de graxa na região dos dentes da cremalheira antes da instalação (10A). Recoloque o retentor e a porca/tampão da cremalheira. Em seguida, faça a centralização da cremalheira com as ferramentas especiais. Então, faça a aplicação da graxa nos dentes da válvula e instale-a na carcaça na posição indicada para esse determinado modelo de caixa (10B).

 

  • 4807
    10A
  • 4844
    10B

11) Comparando com a posição dos ponteiros de um relógio, a posição do rebaixo do eixo da válvula deve ser igual a indicada quando são três horas. Instale, em seguida, os retentores inferior e superior da válvula e a trava dos componentes.

4809

12) Aplique um pouco de graxa na parte inferior do Yoke e instale a peça, seguido da mola e do bujão de regulagem. Não aplique o aperto final no bujão, apenas encoste o componente até que se obtenha resistência na rosca.

4812

13) O próximo passo é instalar a porca inferior da válvula e apertar com o torque especificado pelo fabricante (13A). Em seguida, coloque a tampa de proteção da porca inferior (13B).

Obs.: Com o bujão do Yoke encostado, verifique a suavidade da movimentação da cremalheira. Caso encontre dificuldade na movimentação, retorne 15º na posição de aperto do bujão. Se a dificuldade persistir, retorne mais 5º. Para verificar a pressão do Yoke na válvula, utilize um torquímetro de relógio, que deve ser colocado na ponta da válvula. Os valores de pressão devem ser consultados nas tabelas do fabricante (13C).

 

  • 4851
    13A
  • 485913B

483113C

14) Para finalizar, instale as barras axiais com torques especificados pelo fabricante. Em seguida, lubrifique as barras com graxa e instale as coifas de proteção.

4840

 

Na bancada de testes

Terminada a montagem, a caixa deve ser encaminhada para a bancada de testes hidráulicos (15A), onde serão realizados os testes para verificar possíveis vazamentos nos seguintes pontos:

• Conexões da tubulação rígida do mecanismo de direção.

• Conexão da tubulação na região do conjunto pinhão/válvula.

• Conexão da tubulação das mangueiras pressão retorno.

• Barra de torção do conjunto pinhão/válvula.

• Vedador superior do conjunto pinhão/válvula.

• Vedador inferior do conjunto pinhão/válvula.

• Vedador da cremalheira.

• Vedador da tampa da cremalheira

15) Se algum componente interno apresentar vazamento, a bancada indicará a queda de pressão no painel digital e no manômetro. No exemplo, ao chegar com a direção no final de curso, o mostrador digital deve apontar valor igual a zero, o que representa que não existem vazamentos. Da mesma forma, o manômetro indicará 100 BAR de pressão (15B). Verifique, também, se os vedadores externos não apresentam vazamentos.

Obs.: Fique atento, pois, o teste deve ser realizado em ambos os lados do final de curso da direção.

 

  • 4815
    15A
  • 4822
    15B

Instalação da caixa no veículo

16) Depois de passar nos testes de vazamento, instale a caixa de direção no veículo. Para isso, encaixe-a no alojamento do quadro da suspensão. Verifique o estado das borrachas que fazem parte das conexões da caixa com o quadro, o que evita o mau funcionamento e ruídos (16A).
Apóie o quadro e, em seguida, instale a chapa defletora de calor e as mangueiras de pressão e retorno do sistema (16B).

 

  • 4811
    16A
  • 4804
    16B

Fixação do quadro da suspensão

Em seguida, fixe o quadro da suspensão e com a ajuda do suporte, posicione o quadro e coloque os parafusos de fixação do componente. Finalize recolocando o parafuso de fixação do coxim do quadro da suspensão.

Cheque o aperto final dos parafusos depois de usar a pneumática, e então, monte os terminais da direção e faça o aperto final do parafuso de fixação do coxim do quadro da suspensão.

17) O próximo passo, já que a caixa da direção e o quadro da suspensão estão instalados, é recolocar as rodas e descer o veículo. Com a caixa e o volante centralizados coloque o articulado da coluna da direção (17A) e, depois, o fluido no reservatório até atingir a indicação de volume máximo (17B). Para tirar o ar do sistema, esterce a direção até o final de curso dos dois lados. Coloque novamente o fluido no reservatório, até chegar a indicação de volume máximo, e dê a partida no motor do veículo. Verifique novamente o nível do fluido e complete até a posição correta.

 

  • 4867
    17A
  • 4866
    17B

Deixe o veículo em teste com o motor ligado durante 30 minutos e verifique se ocorrem vazamentos no sistema. Esse procedimento garante que, mesmo com a elevação da temperatura e alteração da viscosidade do fluido da direção, não ocorra nenhum tipo de vazamento, ou seja, não há ponto do sistema com falha de vedação.

Dicas e considerações importantes

• Até junho de 2006, os veículos Ford Fiesta foram montados com o sistema de direção que possui a cremalheira em formato “Y” (ou Y shape), e que não permite a troca dos retentores internos da cremalheira. A partir dessa data, os veículos passaram a ser equipados com o sistema de direção que traz a cremalheira em formado “D” (D shape), que permite esse procedimento.

4865

• Consulte sempre a tabela dos fabricantes para realizar os procedimentos de forma correta, aplicando os torques recomendados nas várias etapas do processo.

• Utilize sempre as ferramentas específicas indicadas para cada modelo de caixa, conforme recomendação dos fabricantes.

• Sempre realize o teste na bancada hidráulica antes de instalar a caixa novamente e, após a instalação, teste o veículo com o motor ligado durante 30 minutos para uma verificação final em busca de possíveis vazamentos.