Superbanner - Texaco (30/08 a 24/01/24)

Nakata dá dicas para garantir a durabilidade das pastilhas de freio

A Nakata, fabricante de autopeças para o mercado de reposição automotiva que pertence à Affinia, alerta que alguns cuidados são fundamentais para garantir a durabilidade do componente. “É preciso fazer manutenção preventiva, com inspeção visual a cada 10 mil km e revisar o veículo na periodicidade recomendada pelo fabricante”, afirma Eduardo Guimarães, supervisor de treinamento da Nakata. As pastilhas devem ter no mínimo 2 mm de espessura e possuir as características originais preservadas.

16927

“Ruídos, vibração, pedal baixo, pedal duro e sinal de advertência no painel, podem ser indícios de desgaste das pastilhas”, diz o especialista. É importante verificar se o veículo está puxando para um lado na frenagem, altura do pedal, esforço ao acionar o pedal e flutuação da pastilha. Segundo Guimarães, a contaminação de agentes externos, rugosidade do disco, sobrecarga no freio dianteiro e até a forma de dirigir influencia diretamente no desgaste da peça. Por isso, é importante usar o freio motor.

Ao revisar o sistema de freio, é essencial também verificar o estado do cubo de roda, tubos flexíveis, fluido de freio, pinça de freio e cilindro de roda. “Sempre que estiverem em mau estado, discos e tambores de freio devem ser substituídos, pois a usinagem pode ocasionar assentamento inadequado, prejudicando a eficiência do sistema”, adverte.

Ao fazer a substituição das peças do sistema de frenagem, a recomendação é optar por marcas tradicionais do mercado, que possuam SAC para informar detalhes de construção e aplicação. Guimarães lembra também que o processo de certificação de pastilhas está em andamento e o prazo para fabricação com o selo do Inmetro está previsto final de janeiro de 2016. “O selo irá trazer ainda mais segurança ao consumidor, garantindo a qualidade do produto”, conclui.

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php