626-WRX_DIT___Baixa_resoluc

O motor Boxer “FA20” 2.0 litros turbo, de quatro cilindros horizontais contrapostos e injeção direta de combustível (tecnologia “DIT”), que equipa o esportivo Subaru WRX, foi eleito, pela segunda vez consecutiva, como um dos vencedores do prêmio “10 Best Engines”, concedido pelo jornal norte-americano WardsAuto, especializado no setor automotivo.

626-SUBARU_WRX___Alta_Resol

Na edição deste ano, o júri, composto pelos editores do WardsAuto, avaliou 31 motorizações, analisando criteriosamente atributos como: potência, torque, economia de gasolina, níveis de emissão de ruídos e vibrações, entre outros. Conforme os dados de fábrica, o motor Boxer “FA 20”, 2.0 litros, turbo, com injeção direta de combustível “DIT”, atinge a potência máxima de 270 cv a 5.600 rpm, com curva de torque que atinge o seu ápice de 35,7 kgfm entre 2.400 e 5.200 rpm.

Essa é a quinta vez que a Subaru conquista o prêmio “10 Best Engines”, do WardsAuto. Os dois primeiros foram em 2004 e 2010, com o motor Boxer, quatro cilindros, 2.5 litros, turbo (batizado de “EJ25”). O terceiro, em 2013, para o motor Boxer 2.0 litros, turbo, quatro cilindros (“FA 20”). E, o quarto prêmio foi concedido ao propulsor Boxer “FA20”, quatro cilindros horizontais, turbo, com 2.0 litros e injeção direta “DIT”.