Magneti Marelli ganha prêmio de meio ambiente

A divisão Powertrain da Magneti Marelli acaba de ganhar o Prêmio AEA de Meio Ambiente, na categoria tecnologia com o FreeChoice – sistema de comando eletrônico para câmbios manuais da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva.

O Prêmio AEA tem por objetivo distinguir e homenagear as empresas que se destacaram através de desenvolvimento de projetos de tecnologias e responsabilidade social. “Esta premiação é mais um reconhecimento de tudo o que o Grupo Magneti Marelli desenvolve em prol do meio ambiente e dos usuários”, comenta o presidente da divisão Powertrain e representante da Magneti Marelli no Mercosul, Silverio Bonfiglioli.

O FreeChoice, ainda inédito no Brasil, foi criado para equipar veículos com motorização a partir de 1.0, dotando-os de sistema automatizado de mudança de marchas. A tecnologia já produzida e utilizada pela Magneti Marelli na Europa e na China começou a ser desenvolvida no Brasil em 2003 e recebeu, entre 2006 e 2007, investimentos de R$ 21 milhões para instalação e construção da nova linha de produção. Novos investimentos para o FreeChoice já são previstos para 2008 e 2009 para novas aplicações do produto.

Com o novo sistema de câmbio, o condutor do veículo pode escolher a maneira como quer dirigir: se no modo automático ou no manual, tendo ainda como opção o modo econômico. Tudo isso é possível porque o sistema é montado acoplado à caixa de transmissão do veículo, se encaixando no lugar do tradicional sistema de trambuladores, realizando as movimentações de mudança de marchas no lugar do motorista. Essa ação torna-se possível graças à Unidade de Controle da Transmissão, a TCU, uma “centralina” específica para operar as ações do câmbio.

Outra das vantagens da nova transmissão manual automatizada é que ela assegura redução média de até 10% no consumo de combustível em circuitos mistos cidade/estrada. Em utilização urbana, conseqüentemente, o FreeChoice pode diminuir sensivelmente o índice de poluentes, reduzindo em até 12% a emissão de CO2 na atmosfera.

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php