fbpx


ônibus rodoviário movido a gás natural veicular (GNV) e/ou biometano

Ônibus rodoviário movido a gás natural ou biometano será utilizado para o transporte de colaboradores no Rio Grande do Sul

Scania, Gerdau, Turis Silva e Marcopolo apresentam o primeiro ônibus rodoviário do Brasil movido a gás natural veicular (GNV) e/ou biometano para fretamento. O modelo será utilizado na rota Porto Alegre-Charqueadas-São Jerônimo e deverá rodar 190 km por dia transportando colaboradores da usina de aços especiais da Gerdau.

“É um momento singular para Scania, Gerdau, Turis Silva e Marcopolo. Todas entram para a história com a apresentação desta solução mais sustentável. O planeta e a sociedade estão clamando por alternativas ao diesel e esta tecnologia é a ideal para a realidade do mercado brasileiro. Temos certeza absoluta que é o primeiro de muitos”, afirma Fábio D´Angelo, gerente de Vendas de Soluções para Mobilidade da Scania no Brasil.

O K 320 4×2 possui propulsor traseiro Euro 6 Ciclo Otto com 320 cv de potência, movido 100% a gás e biometano, ou a mistura de ambos. Entre seus benefícios estão força semelhante ao diesel, ser mais silencioso e oferecer autonomia de 300 km graças aos oito cilindros de gás localizados na lateral dianteira, não exigindo alterações significativas nos projetos das carrocerias. De acordo com as empresas, poderá ser estudada a instalação de mais cilindros para aumentar a autonomia, conforme a demanda do cliente.

- Publicidade -

Utilizando a carroceria Marcopolo Paradiso New G7 1050, o ônibus conta com acesso à internet, TV digital, poltronas semileito, sistema de monitoramento por câmeras, tomadas USB individuais, ar-condicionado e monitores no salão, podendo levar 44 passageiros.