fbpx


4º Congresso Brasileiro do Mecânico

Foram oito palestras na arena principal, além de 22 palestras técnicas com as empresas participantes; confira a repercussão do primeiro evento 100% online do segmento

Os preparativos para o 4º Congresso Brasileiro do Mecânico começaram há alguns meses, inclusive para a produção de todas as palestras. Na arena principal, que aconteceu ao vivo, foram escolhidos temas nos quais são de interesse no dia a dia do mecânico, sempre buscando a informação com importantes profissionais e empresas do segmento. Antes da execução do evento foi feita uma breve pesquisa a respeito de quais temas os profissionais automotivos mais gostariam de ver e foi exatamente isso que levamos nas palestras.

ARENA PRINCIPAL

4º Congresso Brasileiro do MecânicoComo precificar seu trabalho

O Analista de Negócios e Gestor de Projetos do Sebrae-SP, Reginaldo de Andrade Santos, apresentou o tema de forma direta para o mecânico, dando ênfase ao marketing digital que é necessário para que o trabalho do profissional seja reconhecido. “Eu gostei bastante pela praticidade, e apesar de não ter interação presencial, o online tem muita eficiência pela capacidade de alcance. A locomoção não se torna uma barreira. Tenho percebido que essa é uma nova realidade e que muitos treinamentos serão online”, disse Reginaldo
sobre o Congresso. Ele ainda completou que “muita gente achava que o online tirava a interatividade entre o palestrante e o participante, mas com o 4º CBM foi possível provar que isso não ocorre, pelo contrário, não é necessário restringir a interação ao tempo da palestra, pois as perguntas podem ser respondidas futuramente e diretamente à pessoa”.

- Publicidade -

4º Congresso Brasileiro do MecânicoDiagnóstico de falhas em injetores de injeção direta

Em nome do MecânicoPro, Renato Borbon, instrutor técnico Automotivo para América Latina, e Leonardo Pereira, consultor técnico, ambos da Bosch, falaram sobre injeção direta, que cada vez mais está presente na frota nacional. Sobre a experiência no evento, Leonardo destaca que “o que eu achei mais legal foi mostrar os testes ao vivo. A possibilidade de ter várias câmeras ao mesmo tempo consegue fazer com que os procedimentos sejam vistos com muito mais detalhes”. Já Renato destacou a eficiência do modelo
online: “Eu acho muito importante o alcance. Dependendo do assunto, tem uma carência grande em algumas cidades do país. E por isso, o online é mais cômodo por proporcionar acesso a qualquer um em qualquer lugar do mundo. Isso é fundamental”.

4º Congresso Brasileiro do MecânicoACC e Sistemas de Auxílio à Condução

Adilson Biazotti, gerente de Suporte ao Produto da Volkswagen, e Cecilia Bianchi, gerente de Operações de Campo Pós-Vendas da VW, palestraram sobre controle de cruzeiro adaptativo e outros sistemas de auxílio à condução que estão presentes no Nivus, lançamento da marca. Adilson destacou a importância de eventos voltados ao mecânico “Foi muito bacana. Não deixa de ser uma alternativa
muito boa para se levar o conhecimento técnico”. Cecilia também falou sobre a democratização que a internet traz: “A tecnologia
nos une, com ela você tem muito mais oportunidades de passar a informação. É muito importante para a Volkswagen estar com o mecânico sempre. E por isso, queremos cada vez mais investir em todos os tipos de canais, inclusive o online, para escutar e falar com o mecânico”.

- Publicidade -

4º Congresso Brasileiro do MecânicoCommon Rail

Abordado também no Congresso Brasileiro do Mecânico de 2018, o tema foi discutido dessa vez por Diego Riquero Tournier, Chefe de Serviços Automotivos para América Latina na Robert Bosch, que apresentou diversos aspectos do sistema de injeção direta de combustível diesel. Sobre o Congresso, Diego destacou a conveniência do modelo digital: “É algo novo pra mim, as vezes sinto saudade
da plateia, porém a internet oferece mais recursos”. Já sobre a apresentação, ele comentou sobre a vantagem do online
“É gratificante, mas assusta um pouco, pois são muitas realidades diferentes durante a mesma palestra. Mas sem dúvida
é um ganho claro quanto à disseminação em massa de conteúdo técnico”.

4º Congresso Brasileiro do MecânicoMotor Puretech 1.2

O Gerente de Desenvolvimento de Produto do Groupe PSA, Paulo Silva Pereira, falou do motor dos modelos Peugeot 208 e Citroën C3. Foi a primeira vez que o especialista participou de um evento do tamanho do 4º CBM. “A infraestrutura do estúdio é muito boa e claramente nos ajudou a levar o conteúdo técnico da melhor forma possível”, destaca. Sobre a possibilidade de falar com qualquer
mecânico do Brasil, Paulo conta que “às vezes o mecânico acha que nunca terá a possibilidade de ter um contato com a
montadora, mas por meio do 4º CBM isso foi possível”. Assim que a palestra acabou, o técnico respondeu, por meio da plataforma do evento, todas as dúvidas dos participantes.

4º Congresso Brasileiro do MecânicoCaixa Automática / Transmissão

A Nissan falou sobre o tema por meio do Gerente de Engenharia da empresa, Ricardo Abe. Ele abordou o mercado de transmissão como um todo e especialmente trouxe em sua palestra sua experiência em câmbio CVT. O Gerente destacou a facilidade que o digital traz
em alguns aspectos: “Foi uma experiência boa, bem conduzida e fácil, até mesmo as perguntas foram bem tranquilas. A meu ver o pessoal gostou e entendeu bem o tema”. Sobre o formato online do 4º Congresso Brasileiro do Mecânico, Abe destacou que foi bem
interessante. “Um dos principais atributos é esse de participar de onde for. Para mim, isso é uma forma otimizada de levar conhecimento. Sinto que esse método tende a se expandir cada vez mais, até mesmo pós-pandemia”.

4º Congresso Brasileiro do MecânicoNovo Motor GM 1.0 Turbo Flex – Onix/Tracker

O Engenheiro-Chefe Assistente na GM mérica do Sul, Fabio Soares, falou sobre o propulsor 3-cilindros da nova linha Onix e Onix Plus em sua versão turbinada. Segundo Fabio, o evento o surpreendeu principalmente por conta da infraestrutura: “Todo o direcionamento
da equipe ajudou a dar mais liberdade na hora de falar com as câmeras”. Quando mencionado os benefícios do formato online em contraposição ao presencial, o especialista citou que “o online abre uma possibilidade de pessoas que não conseguiriam se locomover até o evento poderem participar, mandando perguntas e interagindo. O online facilita muito mais a participação de todos em comparação a um evento presencial”, finaliza.

4º Congresso Brasileiro do MecânicoPAINEL FINAL: “Por que a injeção eletrônica ainda é um mito entre os mecânicos?”

O painel final trouxe o debate entre quatro especialistas sobre os mitos que ainda rondam o diagnóstico e a manutenção de injeção eletrônica nas oficinas brasileiras, com a participação de Diego Riquero Tournier (Bosch), Fernando Marcelino (Delphi), Luiz Napoleão
(Marelli Cofap) e Fernando Landulfo (professor de Engenharia da FMU e consultor técnico da Revista O Mecânico).

Cada um expôs sua experiência sobre o assunto e o posicionamento das empresas quanto ao acesso às informações do sistema. Sobre o evento, Diego Riquero Tournier destacou a importância do online: “O digital é mais confortável e prático, o que ajuda o acesso de muito mais pessoas em todo o país”.

Fernando Marcelino Pereira comentou que foi o seu primeiro evento online e que gostou bastante. “É divertido, porque você não sabe exatamente como a sua informação vai ser interpretada, por isso é necessário que o conteúdo da palestra online seja muito mais refinado”, disse.

Luiz Napoleão destacou que eventos e plataformas online facilitaram muito o trabalho dos técnicos na pandemia: “A gente que trabalha na rua visitando mecânicos para ensinar a aplicação correta do produto sabe que, por mais que tentemos correr contra o tempo, tem dia que não dá para atender todo mundo. Mas, com uma plataforma online, como foi o Congresso, isso ajuda demais”, finaliza. Fernando Landulfo enfatizou como o Congresso Brasileiro do Mecânico oferece uma experiência  extremamente positiva.

Já sobre a interação do mecânico com as empresas presentes no evento, Landulfo diz que “o guerreiro da oficina não encontra problema nenhum no online, pois, o online e o presencial se diferenciam no quesito contato entre o conteúdo técnico e o profissional automotivo”.

PALESTRAS DOS EXPOSITORES

Continental: O Técnico da Continental, José Roberto, falou sobre a empresa, informações sobre produtos, com ênfase no kit que inclui
bomba d’agua, correia e o tensor. Ferramentas, testes ao vivo e informações técnicas sobre sistema de sincronismo também foram
apresentadas durante a palestra da empresa.

Continental/VDO: Uma das marcas do grupo Continental, a VDO levou seu consultor técnico, Werner Heinrichs, para falar especificamente a respeito do diagnóstico do corpo de borboleta. Werner detalhou as peculiaridades do sistema na qual a empresa é fabricante original em modelos Volkswagen e Renault.

Dayco: Davi Cruz, Supervisor de Departamento Técnico e Nelson Morales, consultor técnico, falaram sobre correias elásticas e toda manutenção do item. Os profissionais abordaram as diferenças da correia elástica e a correia convencional, que por exemplo
para a primeira não há a necessidade de tensor na hora da aplicação.

Delphi: Fernando Marcelino, Técnico de Suporte ao Cliente, que também participou da Arena, fez uma palestra sob a chancela da Delphi falando sobre o diagnóstico do sistema de ignição do Hyundai HB20 com ênfase na questão de potência e consumo.

Fras-le: O Consultor de Vendas das Autopeças do grupo Randon, Ricardo Crespo, deu dicas sobre a troca e manutenção de componentes do sistema de freio automotivo. Ele também realizou testes em um Ford Ka ano modelo 2010/2011 que tinha reclamações de chiado e baixa eficiência do freio.

Gates: Fabio Murta, Gerente de Marketing da Gates, Luciano Santana da Assistência Técnica e Duylio Costa da Engenharia de Aplicação falaram sobre a bomba d’agua da marca, evolução dos sistemas de sincronismo e acessórios, e ressaltaram a importância da
manutenção preventiva.

Gauss: Norberto Donizeti dos Santos, Coordenador de Divulgação Técnica, palestrou sobre os reguladores de voltagem e sua história, principalmente a atual geração do componente que conversa com a central de injeção, além de explicar o protocolo LIN.

Groupe PSA: As tecnologias embarcadas da câmera de vídeo multifunções do novo Citröen C4 Cactus foi o assunto abordado por Levi Condutta, instrutor Técnico. Sistemas de frenagem automática, alerta de colisão, alerta de atenção ao condutor, indicador
de descanso recomendado e alerta de saída de faixa foram dissecados durante a palestra.

Hengst: A equipe da Hengst falou a respeito do sistema de filtragem de ar, óleo e combustível. A empresa comentou sobre a tecnologia  usada nos produtos e realizou um procedimento ao vivo em um veículo da linha pesada.

KYB: Alexandre Parise, Coordenador Técnico da KYB, deu dicas técnicas sobre a montagem dos amortecedores da marca e citou algumas soluções especificas para alguns veículos. Outro tema abordado pelo especialista foi como evitar o desgaste
do componente.

Mahle: Caique Barbosa, Engenheiro de Assistência Técnica da Mahle, falou sobre o sistema de ar-condicionado e como realizar o conserto de forma correta, além de abordar equipamentos para manutenção automotiva.

Nakata: José Roberto, Técnico da Nakata, explicou como orientar o cliente sobre a importância da substituição do amortecedor, onde mostrou um pouco os diferenciais dos componentes da marca e a história da empresa.

NGK: Hiromori Mori, Consultor de Assistência Técnica, abordou o sensor de oxigênio linear da NTK, mostrando alguns testes em um T-Cross 250 TSI. Também falou sobre a história da empresa, incluindo a marca NTK.

Sabó: O consultor técnico da empresa, Francisco Barreiro, falou sobre juntas, retentores, metal borracha, bieletas, coifas de homocinéticas e outros componentes presentes no motor. Barreiro também explicou detalhes sobre a aplicação de cada produto.

Schaeffler: Attilio Pericles Gioielli Junior deu dicas para os sistemas de distribuição (circuito primário) e FEAD (circuito acessório), componentes do trem de válvulas e bomba d’água, além de explicar um pouco a respeito da empresa detentora das
marcas: INA, LuK e FAG.

SKF: Helber Tadeu Calheiros Antonio, Engenheiro de Aplicação da SKF falou sobre as ferramentas Mityvac para troca de fluido de freio em leves, motos e sangria do atuador da Ranger. Helber ainda realizou alguns procedimentos durante sua palestra.

Takao: Maurício Ferrareis deu dicas sobre o que você precisa saber a respeito dos motores de 3 cilindros, que equipa veículos de várias
montadoras, como por exemplo o propulsor EA211 da Volkswagen. O palestrante ainda explicou rapidamente sobre downsizing.

Tecfil: Odair Junior, consultor técnico da empresa, explicou sobre a aplicação de filtros no novo SUV da Volkswagen, o T-Cross. Ele ainda realizou a troca dos componentes durante sua palestra e explicou os diferenciais da marca.

Texaco: Pedro Elias Sachet, consultor técnico da marca, explicou a evolução dos motores, inclusive as noções básicas de seu funcionamento e deu detalhes de como ocorre a lubrificação internamente.

Total: A empresa apresentou seu novo projeto de lubrificantes e a especificação de cada produto. Denise Novaes, Coordenadora de Produto da Total, ainda mostrou toda a gama de itens para veículos da linha leve.

Urba Brosol: A Urba Brosol fez sua palestra com a seguinte questão: “Motor E.torQ da Fiat, qual a correta bomba d’água?” E para respondê-la, a empresa deixou a palestra nas mãos do Orlando Fernandes, engenheiro responsável pela Assistência Técnica.

Volkswagen: A fabricante de automóveis levou seus instrutores Técnicos, Lucas Policarpo e Cristiano Norberto, para apresentar os procedimentos de diagnóstico em transmissão DSG. Particularidades, especificações e mecatrônica do componente foram abordados
durante a palestra.