18731

 

Confira a representação gráfica dos circuitos elétricos do sedã

 

icone_texto_p Fernando Lalli

 

Carros importados costumam trazer dor de cabeça para as oficinas independentes, mas, se bem tratados, podem ser uma fonte de lucro. Tudo depende da bagagem de conhecimento do mecânico e se o investimento em ferramentas (de torquímetros a scanners) está em dia. A biblioteca de literatura técnica também deve estar em dia – ou, pelo menos, o mecânico deve saber onde buscar a informação que precisa. Para ajudá-lo a enriquecer a sua coleção, vamos apresentar nas próximas páginas os esquemas elétricos do sistema de Carga e Partida última geração do Chevrolet Omega que veio ao Brasil, importada de 2005 a 2010 com motor V6 3.6.

 

E não custa lembrar que serviços de autoelétrica demandam conhecimento básico e ter em mãos o esquema elétrico correto do sistema em questão, que mostra onde começa e onde termina cada fio, e se existem e quais são os fusíveis e relés no percurso da fiação. Ter o equipamento correto para fazer as medições e peças originais de reposição também é importante para garantir a qualidade da manutenção.

 

Após fazer o diagnóstico correto e partir para o reparo, tome alguns cuidados para proteger os componentes elétricos e evitar incêndios. Algumas dicas são:

 

Antes de remover a bateria ou desconectar o cabo dos terminais, desligue a chave de ignição e todos os demais interruptores, evitando assim que o componente do semicondutor seja danificado.

 

Não exponha conectores e componentes elétricos à água.

 

Sempre solte os cabos na seguinte sequência: primeiro o terminal negativo (-) e depois o terminal positivo ( ). Na montagem, faça o processo inverso.

 

Nunca puxe as conexões pelo chicote elétrico, segure nos conectores para separá-los. Na montagem, um click vai garantir que estão corretamente travados.

 

18732

 

18729t

 

18730t