Volkswagen celebra 20 anos da tecnologia Total Flex

Volkswagen celebra 20 anos da tecnologia Total Flex - Foto: divulgação/Volkswagen
Volkswagen celebra 20 anos da tecnologia Total Flex – Foto: divulgação/Volkswagen

 

A tecnologia Total Flex da Volkswagen, inteiramente desenvolvida no Brasil, está completando 20 anos. Foi em março de 2003 que a marca alemã mostrou ao público o Gol Power 1.6 Total Flex, primeiro modelo no País capaz de rodar com gasolina, etanol ou a mistura dos dois combustíveis em qualquer proporção.

Substituto do Gol, o recém-lançado Polo Track é o mais novo modelo da marca a ser equipado com a tecnologia. E mais do que toda a sua gama de veículos nacionais com a tecnologia flex, a Volkswagen oferece o Taos, fabricado na Argentina, também com motor flex.

Desde o lançamento do primeiro modelo Total Flex, a Volkswagen do Brasil já comercializou 8 milhões de veículos flex. Os dados contabilizam as vendas desde março de 2003 a fevereiro de 2023.

 

Desenvolvimento 

A investigação da possibilidade de usar misturas de etanol e gasolina iniciou em 1992, juntamente com o desenvolvimento do sistema de injeção de combustível com controle digital. No início dos anos 2000, a decisão da Volkswagen em implementar o Total Flex foi suportada pela existência de infraestrutura estabelecida para o etanol, pelo interesse do consumidor, e pela maturidade da tecnologia de controle digital dos motores, desenvolvida ao longo da década de 1990.

De lá para cá, muito mudou em termos de tecnologia. A Volkswagen lançou a primeira versão de um carro Flex sem o “tanquinho” no “Polo eFlex”, em 2009. As rotinas de software ficaram mais sofisticadas, identificando de forma mais segura o combustível e adaptando rapidamente o motor.

“Apesar destes avanços, eu creio que a maior mudança nestes 20 anos foi o propósito do flex. Assim como o etanol na década de 1980, o flex foi uma resposta a uma demanda econômica. Agora ele se tornou uma alternativa muito interessante para a descarbonização da mobilidade no Brasil e em países com potencial para produzir esse combustível de forma sustentável”, informa o gerente do Way to Zero Center, Roger Guilherme.

Inaugurado recentemente, o Way to Zero Center, localizado na fábrica da Anchieta, é o local de pesquisa que abrange projetos e tecnologias que irão contribuir com a descarbonização do setor automotivo, o que inclui a pesquisa em etanol.

 

Incentivo ao etanol

A tecnologia flex possibilita o uso imediato do etanol. Mas para isso, o cliente precisa escolhê-lo no momento do abastecimento. No App Meu VW, o consumidor pode fazer as contas com a calculadora digital para saber qual combustível é mais vantajoso: etanol ou gasolina. Muito além da questão financeira, a ferramenta mostra qual será a emissão de CO2 (dióxido de carbono) de acordo com o combustível escolhido, considerando a metodologia “poço-à-roda”.

Em parceria com empresas, a Volkswagen também possui o Programa Abasteça Consciente, que prevê incentivar o uso do etanol para abastecer os carros flex da marca Volkswagen com benefícios exclusivos de cada uma das empresas para os clientes.

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php