Superbanner - Texaco (30/08 a 24/01/24)

Volkswagen apresenta a perua Space Cross

Com modificações substanciais na suspensão e no visual, a Space Cross é a nova proposta da Volkswagen para o segmento de mercado que a montadora chama de “Cross Light”: peruas urbanas em roupagem “off-road”, pensadas para viagens e estradas de terra menos irregulares.

Malagrine

Em relação à SpaceFox normal, a versão Cross teve a geometria de suspensão modificada, com novas molas e amortecedores, e ganhou bitolas mais largas nos dois eixos: 1.448 mm na dianteira e 1.435 mm na traseira, acréscimo de 33 mm e de 23 mm, respectivamente. Somadas aos pneus maiores (205/55 R15 contra os 195/55 R15 convencionais), as alterações deixaram a perua mais alta em cerca de 3,5 centímetros.

Malagrine

Apesar disso, e de todo o retrabalho visar o comportamento em condições de terra e cascalho, a perua ganhou consideravelmente em estabilidade nas curvas no asfalto. Os freios também foram alterados, agora contando com discos de 280 mm na dianteira (24 mm maiores) e ABS de série, o que só colabora com a sensação de segurança que o veículo passa ao motorista.

8331

O visual externo transmite esportividade com elegância, com uso bastante comedido de apliques plásticos e conjunto ótico com faróis auxiliares incorporando simultaneamente as funções de faróis de neblina e de longo alcance. As rodas de liga-leve de 15 polegadas são de série, assim como os airbags dianteiros, faróis com acendimento automático e função coming & leaving home, sensor de chuva, retrovisor externo com função tilt down (que se abaixam para facilitar as balizas), sensor de estacionamento traseiro e computador de bordo com sete funções.

8332

O interior traz poucas cores e um cuidado especial com o acabamento, com materiais que, segundo a Volkswagen, passam pelos mesmos testes e tratamentos que os utilizados nos veículos fabricados na Alemanha, privilegiando o toque e o conforto. O porta-malas de 430 litros é o mesmo da SpaceFox comum, podendo ser ampliado para 527 litros de acordo com a regulagem longitudinal do banco traseiro.

O motor da Space Cross é o 1.6 VHT Total Flex (EA 111), que equipa outros modelos da marca, capaz de desenvolver 104 cv quando abastecido com etanol ou 101 cv com gasolina. Estão disponíveis duas opções de transmissão: manual de cinco marchas (caixa MQ200) ou a automatizada ASG (Automated Sequential Gearbox) na versão I-Motion.

Malagrine

No quesito desempenho, de acordo com a Volkswagen, a Space Cross com câmbio manual e abastecido com etanol acelera de 0 a 100 km/h em 11,5 segundos (11,8 s com gasolina) e tem velocidade máxima de 177 km/h (ou 175 km/h com gasolina). Com transmissão I-Motion, a perua faz de 0 a 100 km/h em 12 segundos e chega a 177 km/h com etanol e, com gasolina, acelera em 12,3 segundos e chega a 175 km/h. Quanto ao consumo, a montadora declarou o consumo médio (cidade/estrada) em 13,8 km/l de gasolina e 9,3 km/l de álcool.

Como opcionais, a Space Cross pode receber rádio com CD-Player ou rádio AM/FM, ambos com entrada USB, Bluetooth e interface para iPOD, coluna de direção com ajuste de altura e profundidade e o pacote com volante multifuncional em couro, com Shift Paddles (comandos para troca de marchas) nos veículos com transmissão I-Motion.

A Space Cross estará disponível nas concessionárias com preços de R$ 57.990 (câmbio manual) e R$ 60.990 (versão I-Motion).

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php