Turbo Honeywell ganha tecnologia que permite o uso de alumínio no rotor



A Honeywell desenvolveu uma tecnologia que proporciona melhor desempenho e maior vida útil sem utilizar titânio. Diferentemente dos rotores convencionais (onde há um furo que passa por toda a peça), essa tecnologia elimina o furo passante do eixo que fixa o rotor do compressor ao rotor de turbina e possibilita a utilização do alumínio fundido ou fresado, solução mais econômica que o titânio usado por outros fabricantes de turboalimentadores.

A tecnologia já está em aplicação na linha de turbos Garrett para caminhões e ônibus das montadoras Scania e Volvo. A Honeywell também comercializa produtos com essa tecnologia para aplicações Mercedes-Benz na reposição, para os motores OM924LA e OM457LA.

Sabe-se que o eixo do turbo e os rotores nele montados giram em rotações extremamente elevadas, perto de 120.000 rpm, no caso de caminhões extra-pesados. Assim, os rotores estão sujeitos a uma força centrífuga extremamente elevada, que tem seu valor máximo na região de maior diâmetro.

No turbo Boreless, a região sujeita à maior força centrífuga (a de maior diâmetro do rotor), não possui o furo passante, o que permite oferecer mais durabilidade, mesmo com a utilização de material mais comum e mais acessível, como o alumínio.

Os turbos com tecnologia Boreless estão disponíveis tanto na linha original Garrett quanto na linha Reman Original Garrett, lançada pela empresa e composta por componentes remanufaturados, com garantia de fábrica idêntica à das peças novas e preço de custo inferior ao de um componente 0 km.

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php