Superbanner - Texaco (30/08 a 24/01/24)

Tuper alerta para os perigos do tanque de combustível muito cheio

A fabricante de escapamentos Tuper está fazendo a divulgação de uma lei catarinense e uma campanha educativa realizada em alguns estados brasileiros que alertam para o fato que de encher o tanque de combustível até a “boca” pode causar prejuízos ao veículo.

14322
Catalisador Tuper

Desde janeiro, em Santa Catarina, os postos de combustíveis estão impedidos de ultrapassar o limite da trava da bomba de abastecimento do carro, conforme a Lei 16.333/14 sancionada pelo governo do Estado. Outros estados que não tem a lei aderem a campanha “Não Passe do Limite”. O motivo desse movimento é que o famoso “chorinho” prejudica o funcionamento do veículo, levando à perda de desempenho do motor.

Isso acontece porque os tanques têm uma capacidade fixa de abastecimento, com uma área ‘extra’ prevista para receber o volume de combustível que se expande e os gases produzidos em função da temperatura na qual o combustível se encontra. Ao ultrapassar esses limites, o combustível ocupa todo o espaço interno e encharca o cânister, um dispositivo feito para absorver os vapores de combustíveis gerados dentro do tanque.

Com o excesso de combustível abastecido, o líquido entra no cânister e o sistema de filtro perde sua função, o que pode causar falhas no motor, danos à pintura, desperdício e outros problemas de abastecimento fora dos padrões.

O consultor técnico da Tuper Escapamentos e Catalisadores, Salvador Parisi, reforça que com o tanque cheio “até a boca”, o combustível chega ao cânister e quando isso acontece o sistema é destruído e deve ser substituído imediatamente, sob o risco de danos maiores a outros componentes do veículo. “A orientação das montadoras é abastecer com o gatilho da mangueira da bomba na posição ‘automático’ e, após o terceiro desligamento, interromper o processo”, comenta.

A medida é necessária porque, segundo Parisi, ao abastecer completando o tanque até a ‘boca’, o combustível ocupa todo o espaço interno, inclusive o destinado à sua dilatação. “Nesta situação, não haverá mais espaço interno para expansão, e não somente o tanque estará completo de combustível, como também a mangueira de conexão, entre o bocal de abastecimento e tanque”, diz.

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php