Superbanner - Texaco (30/08 a 24/01/24)

Toyota lança motor 2.7 VVT-i Flex Fuel nos modelos Hilux e SW4

A Toyota está lançando a linha 2012 da picape Hilux e do utilitário esportivo SW4, que agora, além das versões a diesel, estão disponíveis com o motor 2.7 VVT-i Flex Fuel 16V, desenvolvido especialmente para o mercado brasileiro e que equipará exclusivamente os comerciais leves da marca. Dados da marca apontam que o novo motor rende 163 cv a 5.000 rpm no etanol e 158 cv a 5.000 rpm com gasolina. O torque máximo com etanol ou gasolina é de 25 kgfm a 3.800 rpm.

Image converted using ifftoany

De acordo com a montadora, o 2.7 VVT-i Flex Fuel foi desenvolvido para aliar performance, baixo nível de consumo e emissões, baixa vibração e alta durabilidade. Entre as melhorias feitas no bloco, a montadora enumera o sistema de duplo comando de válvulas com tecnologia VVTi na admissão (que melhora o torque em toda a faixa de rotações), duas árvores de balanceamento rotacionando em sentidos opostos (para reduzir vibração), coletor de admissão em plástico (que melhora a passagem dos gases), coletor de escapamento em aço inox (permitindo melhor eficiência do catalisador), pistões refrigerados com jatos de óleo (reduzindo a temperatura de funcionamento), bielas forjadas e bloco com galerias de água (ambos para garantir maior durabilidade).

9482

Todas as versões da Hilux e do SW4 são equipadas com câmbio automático de quatro marcas. Quanto às opções de tração, a Hilux SRV Flex 4×4 dispõe de caixa de transferência mecânica, que distribui o torque entre as quatro rodas. O dispositivo permite que seja possível trafegar em três tipos de tração: 4×2 (traseira), 4×4 e 4×4 reduzida, com engate feito por uma alavanca ao lado do câmbio.

9483

Na suspensão, a Toyota especifica que o acerto da picape Hilux a diferencia das concorrentes, utilizando sistema dianteiro independente, com barra estabilizadora, braços duplos triangulares e molas helicoidais, que permite mais suavidade na rodagem e nas manobras. A suspensão traseira, por sua vez, é formada por um eixo rígido com molas semi-elípticas de duplo estágio. Já no SW4, a suspensão traseira é do tipo independente, com braços 4-link.

São duas versões da Hilux Flex a venda: SR cabine dupla com tração 4×2 e SRV cabine dupla 4×4. O SW4 Flex está disponível na versão SR 4X2 de cinco lugares, que conta com a mesma lista de equipamentos da Hilux SR 4×2. Para todas as versões do utilitário e da picape, a Toyota oferece itens de série como freios ABS nas quatro rodas, airbag duplo frontal, travamento das portas por controle remoto, que integram também alarme.

9484

Para o conforto dos passageiros, a Hilux SR traz de série itens como direção hidráulica progressiva, ar-condicionado manual, coluna da direção regulável em altura, fechamento da caçamba por meio de chave, assento traseiro rebatível e banco do motorista com regulagem de altura. No topo de linha SRV, além da tração 4×4, os diferenciais ficam por conta do painel central, que conta adicionalmente com uma tela de LCD, conexão Bluetooth, computador de bordo dotado de sete funções, banco do motorista com regulagem elétrica, ar-condicionado digital, entre outros.

Confira a tabela de preços das versões (para todo o Brasil):

Hilux SRV 4×4 cabine dupla automática: R$103.420,00
Hilux SR 4×2 cabine dupla automática: R$88.730,00
SW4 SR 4×2 automática 5 Lugares: R$114.150,00

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php