Gauss inaugura nova fábrica na China



A Gauss inaugura nova fábrica na China com quase 3 vezes o tamanho da anterior, contando com 19 mil metros quadrados, sendo 14 mil m² de fábrica e 5 mil m² de armazenagem e escritório. A empresa explica que além da maior dimensão, a nova fábrica conta com instalações mais modernas e permitirá a empresa investir ainda mais em novos equipamentos e linhas de produção. A operação da Gauss na China está em funcionamento desde 2007 e foi iniciada com o propósito de ganhar competividade para alcançar o mercado global.

A capacidade de produção na unidade chinesa aumentou. Hoje, são 200 mil reguladores por mês, 120 mil retificadores e 100 mil bobinas. “Nós investimos na Empresa buscando sempre a evolução em tecnologia, não apenas em mais estrutura física. Começamos com 5 produtos e hoje temos 3.600. Agora na planta da China, por exemplo, estamos iniciando a produção dos circuitos eletrônicos com tecnologia SMD (processo automático e preciso de montagem dos componentes), que antes só existia no Brasil.”, comenta o diretor executivo Claudio Doerzbacher Junior.




Gauss apresenta a nova identidade



A Gauss apresenta sua nova identidade visual. A empresa marca essa nova etapa com o slogan “A evolução é Gauss”. A empresa explica também que está investindo no suporte técnico prestado ao eletricista e ao mecânico. A marca, hoje, tem uma equipe que faz visitas às oficinas para levar conhecimento e aulas técnicas, como explica o Palestrante Norberto Donizeti. “A presença nas oficinas é extremamente importante, em função da constante evolução dos veículos. Às vezes, o eletricista tem pouco acesso às informações das montadoras e, como a GAUSS tem tecnologia própria, levamos até ele esses dados e essas novas inovações, para ele aplicar nos veículos. Ações como essas atualizam o eletricista com relação às novas tecnologias, ensinam como utilizar corretamente o produto e, com isso, nós estamos prontos para ajudá-los a serem ainda mais eficientes.”




AUTOMEC 2019: Confira a cobertura dos estandes

Entre terça-feira (23) e sábado (27) acontece em São Paulo a Automec 2019. A 14ª edição da Feira Internacional de Autopeças, Equipamentos e Serviços (Automec) é a segunda no São Paulo Expo (Zona Sul da capital paulista) tem mais de 90 mil metros quadrados e 1.500 marcas nacionais e internacionais. A entrada é gratuita e exclusiva para profissionais do setor pré-credenciados pelo site www.automecfeira.com.br


ALLIANCE TRUCK PARTS

A marca de peças de reposição da Mercedes-Benz espera expandir seu portfólio em até 40% até o final de 2019, agregando aproximadamente 430 novos itens a sua linha de autopeças (itens de freio são o carro-chefe) e acessórios para caminhões. O planejamento inclui uma linha de baterias ainda neste semestre. Na feira, seu principal lançamento são as lâmpadas, com 30 part numbers. “Desde o lançamento no Brasil em 2014, estamos dobrando em volume de peças e faturamento a cada ano”, relata o diretor da Alliance Truck Parts Brasil, Thiago Nicolini Pinto. Ainda de acordo com o executivo, será lançado neste ano um e-commerce dos produtos da marca e há planos para lançar uma loja própria em 2021.


BORGWARNER

O destaque da BorgWarner está nos turbos para reposição, incluindo o turbo de geometria variável para a Toyota Hilux, que chega ao mercado já neste mês de abril, turbos para a linha leve Kia, picapes Nissan e para pesados das marcas Iveco, Scania e Volvo. “Existem 7,1 milhões de veículos turbinados na frota circulante brasileira, incluindo 5,1 milhões de carros de passeio e comerciais leves. Os turbos estão entrando agora nos motores flex numa tendência de miniaturização e aumento de potência. A BorgWarner está se adaptando a esse mercado como fornecedora OEM e adequando o portfólio ao aftermarket”, afirma o gerente geral de Aftermarket, Nelson Bastos. Outros lançamentos incluem embreagens viscosas de ventoinha para picapes e caminhões extrapesados, alternador 40SI sem escova de carvão e dois motores de partida avançados.


BOSCH

A Bosch, presente mais uma vez na feira, exibe na Automec 2019 novos scanners das linhas KTS e KTS Truck, além de palhetas inéditas e equipamentos de calibração de sensores de sistemas de assistência ao motorista. “Se a oficina não estiver preparada para as novas tecnologias, ela irá morrer. Devemos atualizar os equipamentos da mesma forma que trocamos de celular, de tempos em tempos”, exemplifica o vice-presidente da divisão Aftermarket da Bosch para a América Latina, Delfim Calixto. Segundo dados da empresa, a Bosch apresentou crescimento entre 7% e 9% entre 2014 e 2018 no Aftermarket. Para este ano, segundo o executivo, a meta é avançar 9,3% sobre o 2018. “Nosso desafio é não deixar a oficina morrer”, explica.


CUMMINS

Além de exibir as linhas de filtros Fleetguard, os turbos Holset e os lubrificantes Valvoline, a Cummins lança na Automec 2019 seu sistema de gerenciamento de frotas Connected Diagnostics, capaz de prover um relatório detalhado de possíveis problemas do caminhão com o veículo em operação. A unidade de gerenciamento do motor informa o sistema e este mostra ao proprietário a porcentagem das possíveis causas. “Os dados do motor são enviados através da telemetria para a nossa nuvem e através de algorítimos e inteligência artificial o sistema dá as probabilidades”, comenta Antônio Almeida, diretor de filtros da Cummins para a América Latina. O sistema está disponível para veículos com motores da marca.


DANA

A empresa expõe sua linha de produtos reforçando a retomada da marca
Albarus no mercado de reposição com juntas homocinéticas, cruzetas e cubos de
roda. Na feira, lança quatro linhas com esta marca: componentes de cardã,
pinhão e coroa, bandeja de suspensão e amortecedores. Responsável por Relações
Institucionais, Comunicação e Marketing da Dana na América do Sul, Luis Pedro
Ferreira comenta que, em apenas um ano e meio, a Albarus já representa 40% do
faturamento total da Dana. “Desde 2017, quando desfizemos o negócio com nossa
antiga parceira comercial, nós dobramos nossas vendas”, afirmou o executivo.
Outra novidade no estande são os coxins de motor com a marca Spicer.


DAYCO

A grande novidade da Dayco para a Automec ficou por conta da entrada da marca no setor de motocicletas através de correias. “O segmento de motos, mais precisamente scooters, está crescendo muito no país, e estamos entrando na América do Sul via Brasil, e podemos expandir para outros países do continente”, afirma o Diretor de Aftermarket para a América do Sul, Marcelo Sanches. Além das correias para scooters, outra novidade na feira foi o Sistema Comutável APV3627, com aplicações no Brasil para Mini Cooper, Peugeot 208 e Citroen DS3 e DS4, cujo sistema permite ligar a bomba d´água apenas quando a temperatura do motor precisa ser ajustada.


DELPHI

Apresentando a mudança de sua marca e embalagens na reposição para a cor azul, a Delphi Techologies mostra suas linhas de peças no estande da Automec sob o conceito de “Start” (peças de ignição, como velas, cabos e bobinas), “Go” (peças de arrefecimento e filtros) e “Stop” (pastilhas, lonas e fluido de freio). Também expõe sua linha diesel, com destaque para remanufatura de injetores, que no mercado já atende a veículos Volvo, Mercedes-Benz e Hyundai. “Dependendo da aplicação, o injetor remanufaturado é entre 30% e 40% mais barato”, calcula o diretor de Aftermarket da Delphi, Amaury Oliveira. Hoje, a participação da reposição no faturamento da empresa, mundialmente falando, chega a 25% do total. No Brasil, ultrapassa os 30%.


DRiV

Da união global da Tenneco com a Federal-Mogul nasce a DRiV, empresa que agora administra as marcas Monroe e Monroe Axios no mercado de reposição. “Ainda estamos fazendo um estudo de mercado para decidir quais marcas serão comercializadas no Brasil”, explica o supervisor de Treinamento da DRiV, Juliano Caretta. No estande, estão expostas as peças das marcas que vieram da Federal-Mogul, como Champion, Beru, MOOG, Fel-Pro, FP Diesel e Goetze. “A fusão ainda é muito nova. Tanto que este é o primeiro estande da DRiV no mundo”, conta Juliano. Dentro das marcas já conhecidas dos mecânicos na reposição, a empresa apresenta a linha de juntas homocinéticas da Monroe Axios com 106 aplicações. Outra atração é a apresentação do amortecedor eletrônico da Monroe que equipa o McLaren 600 LT Spider.


DS

Para a Automec 2019, a DS levou a linha de sensor de posição
do câmbio, tanto para o dualogic quanto para o easytronic, além do filtro de
sensor Map que é utilizado na picape Toyota Hilux. A empresa ampliou também a
linha de módulo de combustível, que agora tem 58 modelos completos, a linha de
sensor de velocidade com 28 itens, a linha de sensor de níveis com mais de 206 produtos
e a linha de flange.

A linha de sensor de pedal que já tinha o sensor de posição
do pedal do acelerador, agora tem também itens para embreagem e freio. Para o
analista de Marketing da DS Tecnologia Automotiva, Higor Mattos, o ano de 2019 será
promissor “Estamos bem positivos para esse ano. Estamos ampliando nossa
fábrica que contará a partir de maio com 7.300m para atender melhor o mercado”.


EATON

A fabricante reconhecida por seus componentes de transmissão para pesados lança na Automec seu catálogo eletrônico com mais de 30 mil aplicações. Sua maior novidade em produtos são os óleos lubrificantes sintéticos para câmbios automatizados, tanto para caixas Eaton quanto de outras fabricantes. Na gama de embreagens, a novidade está na embreagem de 280 mm para linha Iveco Daily. Segundo o diretor de Negócios de Componentes Powertrain para Veículos Comerciais e Aftermarket, Sérgio Kramer, pelo uso de damper, que faz o amortecimento torcional da peça, essa embreagem consegue compensar a eventual eliminação do uso de volante bimassa. “Sabemos que (o volante bimassa) é um item caro e que pesa no bolso do usuário. Esta versão é uma alternativa para usar um volante simples”, relata Kramer. Outro lançamento é a linha de cabos de acionamento de transmissão.


ELRING

Fabricante de motores automotivos, a Elring está reforçando a participação da marca alemã no mercado nacional nesta Automec. “Nós fazemos lançamentos constante, nosso objetivo aqui é mostrar como nossos produtos estão presente nos veículos nacionais e como o cliente pode ter acesso às peças de reposição”, explica Perci Albergaria, Gerente de After Marketing da Elring Brasil. De acordo com Perci, 77% dos 90 milhões de motores produzidos no ano passado pelo mundo, foram feitos pela Elring. A marca atua tanto em veículos leves, quanto em veículos pesados.


FRAS-LE

A Fras-le, fabricante pertencente as Empresas Randon, levou para
o estande um pouco do portfólio de cada empresa do grupo. Porém, o destaque
ficou por conta dos produtos Fremax, marca recém adquirida, e da linha de
pastilhas Ceramax para veículos premium. Segundo o Diretor comercial de
marketing da Fras-le, Paulo Gomes, a Automec é um dos eventos mais importantes
para a fabricante “Hoje, 85% da receita da empresa vem do mercado de
reposição. Então, como a Automec é a principal feira do setor, esse é nosso
ponto de encontro com nossos clientes do Brasil e do mundo.”

Outro setor no qual a empresa irá fortalecer sua estratégia
é no segmento de motocicletas. Gomes comenta que estão lançando uma linha de pastilhas
de freios para motos com 100 aplicações em modelos de até 300 cilindradas.


EURO REPAR

A Euro Repar, rede de oficinas independentes e multimarcas do PSA Groupe, chega à sua primeira participação na Automec com uma meta ambiciosa: chegar ao total de 400 oficinas licenciadas no Brasil até o fim de 2019 – atualmente, são 154 unidades. A nível mundial, atualmente há 4.300 oficinas da rede Euro Repar, com objetivo de chegar a 6.000 no último mês deste ano.
“Estamos em um ritmo de 20 oficinas inauguradas por mês, em média. Na Automec 2019, pretendemos atingir 40 novas candidaturas”, afirma o diretor-presidente da Euro Repar Car Service do Brasil, Eduardo Grassiotto. Na América Latina, a Euro Repar conta com 12 famílias de produtos específicos para aplicações locais.


GATES

A empresa trouxe pela primeira vez para a Automec um vídeo 360º em realidade virtual que mostra todo o processo produtivo de suas duas fábricas. O gerente de Marketing América do Sul da Gates, Fabio Murta, explica que toda a linha de produtos é apresentada em uma modalidade com tecnologia ampliada. Esse processo possibilita ao visitante a experiência de ver todos os produtos da empresa em seus mínimos detalhes. Os kits com bomba d’agua também estão em seu estande, tais com 17 novos códigos para linha leve.

Além disso, a linha das correias CVT para Scooter, a linha de mangueiras e a linha de tensionadores ABDS e SBDS completam a vitrine da Gates. “O Mercado tem se mostrado crescente para nós, mais do que estavel. A gente enxerga isso cada vez mais com novos distribuidores. Hoje conseguimos quase ter uma cobertura de 100% da frota nacional”, comenta Murta.


GAUSS

O objetivo da empresa é mostrar ao público da Automec 2019 sua evolução nesses 21 anos de atividade. O diretor Executivo, Claudio Doerzbacher Jr., comenta que a Gauss começou fabricando apenas o regulador de voltagem com 4 peças e hoje conta com um portfólio com mais de 24 linhas de produtos, sendo 3.600 itens no catálogo internacional e 2.400 no catálogo nacional. A empresa tem uma fábrica na China e um centro de distribuição na Alemanha.

Quanto aos produtos, o destaque no estande é a linha completa de reguladores com linguagens RVC, BSS e LIN e o equipamento de teste BT010. “Hoje, a Gauss se orgulha de participar das principais feiras ao redor do mundo, sendo a Automec o principal evento para nós. É aqui que a gente atende o nosso maior mercado, o mercado brasileiro”, finaliza Doerzbacher.


GEDORE

A Gedore traz como novidade para a Automec 2019 uma nova linha de peças, chamada de Red, com preço até 40% menor para o consumidor final. “Em 2019, comemoramos os 100 anos da empresa. Quisemos resgatar a história da Gedore neste centenário e lançar uma nova linha para o próximo século”, revela o diretor de Marketing e Vendas da Gedore, Fabio Siqueira.
A nova linha Red tem 1.200 itens, de um universo de 20 mil produtos Gedore. “Em breve, teremos uma nova linha de entrada além da Red”, adianta Siqueira. Nesta edição da Automec, pela primeira vez a marca irá comercializar produtos em seu estande. “Um dos diferenciais da Gedore são as ferramentas com maior rugosidade, mais seguras na hora da manutenção. Nós conversamos muito com os usuários para chegar nessa solução”, conta o executivo.i


HENGST

Fabricante de filtros conhecida pela linha pesada e aplicações premium em leves, a Hengst amplia seu portfólio mundialmente com os filtros Blue.maxx, pré-filtro de motores diesel, aplicações para veículos fora-de-estrada e toda a linha Euro 6. Para comunicar ao mercado sua tecnologia, exibe em seu estande módulos de filtragem completos, dos quais é desenvolvedora e fornecedora original. O diretor-presidente e CEO da Hengst na América Latina, Luiz Mirara, se impressionou com o movimento da Automec. “Eu nunca vi uma feira ‘bombar’ desde o primeiro dia. A feira está fantástica, eu tenho vários clientes importantíssimos da América Latina aqui, vindo para conversar, fechando mais negócios, uma feira muito positiva. Eu não consegui respirar até agora”, declarou Mirara.


HIPPER FREIOS

A Hipper Freios exibe como principal novidade na Automec
2019 o disco de freio Niobium Steel, que traz em sua composição alto teor de
Nióbio. “Isso traz mais resistência e faz com que o disco aqueça menos, o
que aumenta a durabilidade. Este fato foi comprovado por testes em
laboratório”, afirma o responsável pelo Marketing da Hipper Freios,
Jefferson Pereira. “A Automec é uma grande oportunidade de relacionamento
com todos os elos da cadeia de distribuição, que inclui distribuidores, autopeças
e mecânicos”, explica Pereira.


IGUAÇU

A empresa trouxe para a Automec 2019 suas válvulas
termostáticas e os sensores de temperatura. Segundo o Coordenador de Marketing
da Iguaçu, João Cunha, a empresa irá lançar ao decorrer do ano 100 novas
aplicações, sendo que os visitantes da feira já podem conferir 30 novidades. Veículos
com motores THP e TSI que fazem uso da tecnologia downsizing são os alvos dos lançamentos da fabricante. “Nosso foco
total é oferecer novos produtos para motores modernos” comenta Cunha.


ISAPA

A empresa que trabalha há 20 anos no mercado de autopeças levou seu portfólio e a linha de outras marcas que são trabalhadas com exclusividade, como por exemplo a MecArm. O Diretor Geral da empresa, Alberto Douek, apresenta ao público da Automec 2019 as marcas próprias da Isapa: a Allen para suspensão, a Roc para freios e direção, a Autotec para transmissão e a Frontier para motor.

Alberto explica que os resultados esperados para 2019 estão
sendo conquistados e que a feira é uma excelente oportunidade de alavancar isso
“É uma feira muito importante pois vem gente do mundo inteiro ver nossa
vitrine”, comenta.


KYB

A empresa que está há 4 anos no mercado de reposição levou para a feira os kits de montagem para amortecedores e mais de 71 aplicações lançadas em 2019. Segundo a gerente de Marketing da KYB do Brasil, Gélcia Batistel, além de disponibilizar o portfólio da marca, a empresa japonesa quer entender quais são as necessidades do mercado “Nossa expectativa é continuar no ritmo que estamos. Observamos que o mercado retomando seu ritmo e isso é muito bom para nós”. A pretensão da multinacional é que até o final do ano sejam lançadas mais 170 aplicações de amortecedores no Brasil. Outro atrativo ao visitante da feira é o próprio estande da marca “Acreditamos que a experiência que trouxemos para nosso estande, o autorama, acaba por nos aproximar de quem viemos buscar aqui, o nosso cliente final”, comenta Batistel.


MAGNETI MARELLI COFAP

Como já é de praxe, a Magneti Marelli teve um dos maiores e
mais estilosos estandes da Automec, exibindo as 56 linhas de peças com as quais
trabalha na reposição como obras de arte. Uma atração especial desse espaço foi
um Ford “hot rod”, que atraiu as selfies de muitos mecânicos. No primeiro
trimestre de 2019, a fabricante lançou 200 novos códigos de produto e outros
300 códigos devem ser anunciados pela empresa ainda neste semestre. A
expectativa da fabricante até o final do ano é atingir a marca de 1.300 novos
códigos, chegando a 62  linhas de produtos. Serão mais quatro linhas da
marca Cofap e mais duas Magneti Marelli.


MAHLE

Além das novas embalagens de componentes para a reposição, a Mahle anuncia quatro novas linhas para o mercado. São elas a de equipamentos de diagnóstico e serviço (incluindo máquinas recicladoras de fluidos de ar-condicionado e de óleo de câmbio), compressor de ar-condicionado, mecatrônica (alternador e motor de partida) e gerenciamento térmico – esta com radiador, viscofam e eletrofam, entre outros. “Temos a nossa fábrica em Arujá/SP, que era a antiga unidade da Behr, que agora se chama Mahle Behr. Aqui no Brasil nós já somos equipamento original, fornecemos para montadoras na linha pesada. Esses lançamentos chegam para a linha leve a partir do ano que vem”, comenta o diretor de Aftermarket da Mahle para a América do Sul, José Massari.


MERITOR

Fabricante de eixos diferenciais, a Meritor expõe bem no meio do estande a Unidade Móvel de Treinamento da marca, uma das ações de parceria com os mecânicos e distribuidores que culminou em um crescimento expressivo de suas vendas. “Graças ao trabalho com os distribuidores, apenas no primeiro bimestre crescemos 45% na reposição de pesados, enquanto o segmento cresceu entre 10 e 12%”, comemorou o diretor responsável da empresa pelo mercado de reposição, Luis Marques. Ele também avalia que o mercado em que a fabricante atua cresce voltado mais a veículos pesados do que médios ou comerciais leves. “A Meritor não faz um lançamento sem que tenha certeza que haja demanda. Estamos escutando muito a ponta”, completou.


MTECH-MITSUBISHI

Linha de reposição da HPE Automóveis do Brasil, a MTech mostra na Automec tanto seus produtos originais para veículos Mitsubishi e Suzuki (que a empresa produz em Catalão/GO) quanto para o mercado de manutenção multimarcas. Para a feira, o lançamento é a chamada “linha de colisão”, que engloba lanternas, faróis e outros itens. “É uma oportunidade que nós vimos para atender o mercado de seguradoras e aquele cliente que não opta pela peça genuína por questão de preço, mas quer uma peça com padrão original e preço menor”, afirma o gerente Desenvolvimento e Comercial da MTech, Érico Toleco. A marca foi lançada oficialmente na Autopar 2018 e, em menos de um ano, já colhe frutos. “Estamos crescendo em torno de quase 20% em vendas todo mês”, celebra Erico.


MWM

A MWM, fabricante de
motores, reservou para a semana da Automec 2019 o lançamento de seu portal de
vendas online (www.lojamwm.com.br).
A loja virtual oferece 1.200 componentes distintos e, incialmente, opera como
um projeto-piloto somente no estado de São Paulo. “Em meados do ano, iremos
ampliar a atuação da loja online para nível nacional”, conta o presidente e CEO
da MWM no Brasil, José Eduardo Luzzi. A empresa mostra em seu estande itens de suas
três linhas de peças: genuínas, master parts (com aplicação para diversas
marcas de motores, exceto MWM) e opcionais (de menor custo para aplicação em
motores MWM). “Crescemos 15% no mercado interno na reposição e para 2019
esperamos o mesmo nível”, afirma o executivo-chefe.


NAKATA

Mais do que peças, a Nakata decidiu levar “gente” ao seu estande. O diretor de vendas e marketing da Nakata, Sérgio Montagnoli, explica que chamou todo o time de atendimento ao cliente para estar presente. “Embora a Automec seja uma feira em São Paulo, ela tem uma visitação nacional. Vem gente de vários cantos no Brasil para esta feira. E quando eles chegam no estande da Nakata, querem reconhecer as pessoas que o atendem no dia a dia”, conta Sérgio. Com uma estrutura de marketing visando a transformação digital do mercado de reposição, transmitindo os valores de confiança e qualidade da marca tanto ao mecânico quanto ao consumidor final, a Nakata também divulga ações como o “Feras da Oficina”,  uma biblioteca digital de dicas alimentada por mecânicos e validada pelos especialistas da fabricante de autopeças.


NGK

A fabricante de peças de ignição divulga seu portfólio e lança mais 8 novos códigos da linha de bobinas de ignição, que agora conta com 31 aplicações. A linha de velas, incluindo as especiais G-Power, também estão no estande da multinacional. Segundo o subchefe do departamento de Assistência Técnica da NGK do Brasil, José Eduardo de Souza, a empresa vê a Automec como uma excelente oportunidade de mostrar seus produtos ao mundo “A feira é uma vitrine, a gente consegue expor e destacar toda nossa linha de produtos para todas as partes do planeta”

A fabricante também deu início na Automec 2019 às comemorações de 60 anos de atividades. Para celebrar o ano especial, a empresa irá contemplar o consumidor final e os distribuidores com 120 prêmios. Além do seu aniversário, a NGK comemora a retomada do segmento de autopeças “Nossa economia deu uma aquecida no mercado de peças originais e, consequentemente, de reposição”, finaliza José Eduardo.


NIDEC

Com foco na linha de bombas d’águas e óleo, a marca ressaltou
a importância da divulgação de peças originais no mercado de reposição. Segundo
o Gerente de Vendas da Reposição, Claudio Vicente Coppia, a multinacional levou
para seu estande seus produtos nacionais e europeus. A linha de eletro
ventiladores originais também foram disponibilizados para os visitantes da
feira “O mecânico tem um apelo e uma necessidade a peça original e é isso
que fazemos por ele”, comenta.


OLIMPIC

A fabricante de autopeças está mudando sua identidade visual
e atualizou seu catálogo com 60 novos produtos que foram lançados em 2018. Em
seu estande estão presentes as novas linhas de sensor de direção hidráulica,
sensor de ar condicionado e sonda lambda. Há também a linha de interruptores de
óleo, freio e ré como carro-chefe de sua gama de componentes. A Responsável por
Vendas e Marketing da Olimpic, Regina Maria Zaneti, vê a feira como uma
oportunidade de aproximação com a ponta do mercado “A feira está sendo importante
para divulgar esses novos produtos. Os clientes que chegam ao nosso estande são
clientes muito qualificados que querem fazer negócio” salienta.  


OSRAM

A Osram, fabricante de lâmpadas automotivas, trouxe três novidades para a Automec 2019. Duas delas são as luminárias em LED para modelos off-road e as lâmpadas em LED Cool Blue Intense. Outra linha exposta no estande da empresa é a de faróis completos em acrílico com iluminação full LED para três modelos: Volkswagen Golf (geração 7), Ford Focus (geração 3) e Volkswagen Amarok. Os faróis são do tipo plug and play e têm custo médio de R$ 5,5 mil (o par) para o consumidor final. “O mercado de reposição é muito importante pois representa 20% do nosso faturamento”, conta o CEO da Osram do Brasil, Ricardo Leptich.


PETROBRAS DISTRIBUIDORA

A fabricante dos lubrificantes Lubrax marcou presença na
Automec 2019 com a linha Lubrax Valora SN Plus para linha leve e Lubrax Top
Turbo Pro para a linha pesada. Outra estratégia da empresa foi divulgar sua
parceria com a Stock Car, onde todos os carros da competição contam com seus
produtos, e com a Formula 1, que leva a tecnologia e itens Lubrax nos carros da
McLaren. O Gerente de Marketing de Lubrificante, Kleber Lins, destaca a
importância da difusão de conteúdo no setor “A gente quer ficar mais
próximo do segmento de reposição com capacitação, conteúdo relevante e fornecer
sempre informação ao mecânico”, comenta.


PHILIPS

Com a marca Lumileds, a Philips exibe na feira a ampliação de sua linha de lâmpadas automotivas em LED para o mercado de reposição. Os novos formatos são H1 e HB3/HB4, complementando o portfólio que já contava com os formatos H4 e H7. “Em testes para alteração da documentação do veículo, requisito obrigatório para mudar o sistema de iluminação, o nosso LED passa e garante a segurança. A tecnologia do LED une os três pilares de nossa linha de lâmpadas: proporciona estilo pela temperatura de cor maior, emite 160% mais luz e sua durabilidade é ampliada, chegando a 8 anos”, afirma a gerente de Marketing da Philips, Juliana Gubel. Outro lançamento é a lâmpada em LED para motocicletas, a Philips Moto LED, que proporciona 130% mais visibilidade se comparada às halógenas convencionais, e tem temperatura de cor de 6.000 K.


PIONEIRO

Fabricante de baterias automotivas e sistemas de escapamento em Santa Catarina, a Pioneiro divulga na Automec 2019 a expansão de sua linha de baterias de chumbo-ácido de aplicação estacionária, motocicletas (MBR) e para veículos com sistema start-stop (EFB). “Baterias para start-stop possuem diferença em sua fabricação. Como são acionadas mais vezes, a bateria tem que ter mais capacidade de carga e a placa de chumbo tem que ser muito maior”, explica a diretora industrial da Pioneiro, Emely Barbieri. A Pioneiro também tem outras duas empresas de reciclagem, uma que recupera até 98% do material de baterias de chumbo ácido e outra que recicla 100% de pneus através do processo de pirólise.


PRO AUTOMOTIVE

A empresa expõe suas linhas de rolamentos, cubos de rodas, tensores e polias, além de divulgação da marca para poder lançar em 2020 toda a linha de suspensão, direção e transmissão. O gestor da marca, Mauricio Ferreira, explica que a Pro Automotive veio com intuito de mostrar ao público da feira que a empresa está com planos para o mercado nacional. “O mecânico é um formador de opinião e é para ele que queremos mostrar nossa proposta de trabalho”. Ainda segundo o coordenador, o público da feira é um público que realmente veio com intuito de fechar negócio com a indústria, o que mostra uma retomada do mercado e uma solidez do nome da Pro Automotive no setor de reposição.


RAJA AUTO PEÇAS

A Raja, importadora de peças
automotivas, lançou na Automec algumas peças vindas da China. “Alguns modelos
de amortecedores, como da Grand Cherokee, nós estamos apresentando aqui, porque
o evento gera uma grande visibilidade, abrindo mercado para o Brasil inteiro e até
para o exterior”, conta João Paulo Souza, proprietário da Raja. A especialidade
da marca é trazer do exterior peças para veículos importados, onde há maior
dificuldade para achar no Brasil. “A perspectiva para 2019 é muito boa, em relação
ao primeiro trimestre do ano passado, nosso crescimento foi de 6% a 9%”, ressalta.


RAVEN

A Raven, que há poucos meses abriu uma loja conceito em São
Paulo, levou para a Automec 2019 a linha de mobiliário king Tony composta pelos
carrinhos Bumper. Os produtos dessa linha contam com aparato antichoque e anti-risco.
Já os armários e móveis modulares também estão disponíveis no estande da
empresa.

Bruno Pinheiro, sócio-diretor e gestor de marketing, explica que os visitantes que tiverem interesse em conferir a linha de ferramentas da fabricante verão os novos modelos de torquímetros e a máquina de injeção de fumaça para detectar vazamentos em veículos. “A Raven esta expandindo e mostrando para seu público final que pode ajudá-lo desde a manutenção de veículos até na construção de sua oficina”.


REDE ANCORA

A distribuidora
de autopeças que está no mercado a 20 anos trouxe para a Automec 2019 seu novo
sistema de franquia. O Presidente do Conselho de Administração da Rede Ancora,
Said Raidan de Sales, explica que para participar desse projeto é necessário
que o interessado já tenha uma loja de autopeças física há pelo menos 2 anos.
Segundo ele, a feira está trazendo um público qualificado a participar dessa
novidade, o que mostra um cenário otimista para o ano de 2019. “A ideia da Rede
Ancora é expandir. Queremos ter pelo menos mais 40 lojas no nosso time por meio
do sistema de franquia”, finaliza. 


SCHAEFFLER

O principal lançamento da Schaeffler é a plataforma de treinamento online Repxpert, voltada para mecânicos, estudantes, engenheiros e profissionais de autopeças. O vice-presidente de Aftermarket da Schaeffler no Brasil, Rubens Campos, explica que a plataforma contém informações de todas as aplicações das peças da Schaeffler (LuK, INA, FAG) em vídeo. “Temos um objetivo ambicioso de conseguir o cadastro de 5 mil mecânicos até o final do ano”, declara Rubens. Entre os lançamentos de autopeças, destaque para o LuK Gear Box, kit que reúne todos os rolamentos e juntas necessárias para o reparo de câmbios. Estão expostos também os kits LuK 2CT (dupla embreagem), FAG Smart Set (rolamentos de pesados) e kits de distribuição INA (rolamentos, tensionador e correia).


SKF

A SKF marcou presença na Automec 2019 para promover a aproximação
com os mecânicos. Para o Diretor Comercial Automotivo, Daniel Leite, um dos
objetivos da multinacional é inovar e promover conhecimento para os
profissionais do setor “Queremos ajudar o mercado a inovar, crescer e
apresentar novas tecnologias”. Quanto o portfólio de produtos da SKF o
destaque foi o novo aparelho de diagnóstico Mityvac. Leite ainda comenta que a
empresa também está investindo no setor de motocicletas com 150 produtos, além
de disponibilizar o novo modelo de negócio, o SKF Car Center, que tem como
objetivo aproximar a fábrica ao mecânico.


STARKX

A Starkx surge como uma marca “guarda-chuva” de unidades de negócio que incluem, entre outras fabricantes, a Stampjet, que fabrica contrapesos para balanceamento e demais componentes para reparação de pneus, e a Autel, que fornece aparelhos de diagnóstico automotivo, de calibração de sensores de veículos semiautônomos (ADAS) e programação de chaves inteligentes. O diretor Executivo da Starkx, Ricardo Silva, explica que esse posicionamento está sendo revelado pela primeira vez ao mercado de reposição na Automec. “Há quatro anos estamos expondo sob a marca Stampjet e sabemos que profissionais de toda a América do Sul vem para a Automec para entender as tendências do mercado”, conta Ricardo.


SUN

A SUN, especialista em sistemas de reparo e informações, levou bastante novidade para a Automec 2019. “Trouxemos funções relacionada à automação, que é um mercado que está começando a entrar no Brasil, com muitos carros que possuem sensores em várias partes. Sensores que achávamos em Mercedes há 15 anos, hoje já estão em carros mais populares. Então isso é algo que as oficinas terão dificuldades nas calibragens e estamos com esses recursos dentro dos nossos aparelhos para auxiliá-los”, explica Alberto Santos, Gerente de Vendas da SUN. Outra novidade da marca foi na plataforma inicial do scanner de diagnósticos, o PDL 3100, que agora também opera nos SUVs da Jeep, Renegade e Compass.


TAKAO

A Takao focou na reformulação do
planejamento estratégico da marca para os próximos 5 anos, que aconteceu no final
do ano passado. “Estamos lançando aqui na Automec, o catálogo de junta nacional,
que é nosso principal foco, mostrando para os mecânicos brasileiros mais sobre
os produtos feitos no país, não focando só em importados”, comenta Aécio Pikler.
Outro destaque da empresa é a interação com o público. Eles colocaram em
exposição um motor boxter e um carro de Fórmula 1, onde as pessoas podem formar
uma dupla para realizar a troca de pneus. “A dupla que fizer a troca no tempo
mais rápido, ganha vários brindes, e quem fizer o menor tempo até o final da feira,
eles ganham um ingresso para o GP do Brasil”, explica Pikler.


TEXACO LUBRIFICANTES

A Texaco Lubrificantes, empresa da Iconic Lubrificantes, está na feira para mostrar que é a marca mãe de produtos da Havoline e Ursa. Segundo o Coordenador de Marketing, Danilo Sad, apesar de não terem novidades para a feira, a Automec será uma excelente oportunidade de destacar os produtos Texaco. “Queremos saber qual a opinião dos distribuidores e mecânicos para assim melhorar o serviço de uma forma geral”, comenta Sad. No estande da empresa o visitante pode conhecer de perto o carro de Stock Car do piloto Nelsinho Piquet que participou do campeonato de 2018. “A feira está muito cheia de gente buscando novidades de tecnologia e produtos automotivos”, finaliza.


TRAMONTINA PRO

A Tramontina Pro
exibe em seu estande ferramentas inéditas feitas para aplicações especiais na
manutenção automotiva. Entre elas, estão soquete especial para remoção de sonda
lambda, para recuo de pinça de freio e desmontagem da barra axial da caixa de
direção. A marca também traz aspiradores de pó da linha profissional e
organizadores móveis para oficinas. De olho na tendência de eletrificação, a
Tramontina Pro também lança ferramentas isoladas para manutenção de veículos
híbridos e elétricos, que requerem cuidado especial por parte do mecânico.


TECFIL

A fabricante de filtros levou o lançamento Volkswagen T-Cross para mostrar aos visitantes da feira que além de atuar no segmento de reposição, a empresa também está presente no setor de originais. Segundo a supervisora de Marketing da Tecfil, Simone Minhoto, as coisas estão mudando no mercado automotivo “Estamos vendo uma revolução no segmento. E a Tecfil está voltando seus trabalhos para as cadeias varejistas que tem contato direto mecânico”. No estande, a empresa disponibiliza o Kit de filtros com quatro itens (filtro de óleo, combustível, ar e ar condicionado), além dos filtros DSF desumidificador fabricados no Brasil.


TOTAL LUBRIFICANTES

Durante o evento, a empresa mostra seu portfólio com a linha de lubrificantes para veículos leves PCMO Total Quartz Ineo, que tem a tecnologia Low Saps e Fuel Economy. Segundo o Diretor Comercial Lubrificantes Total Brasil, Jean François Pinharanda, outro ponto que a multinacional busca na feira é mostrar que está dentro de todos os segmentos, desde motocicletas e linha leve até a linha pesada “Um dos focos da nossa empresa aqui é explicar ao público que não somos só um produto, mas sim uma marca com diversas gamas de lubrificantes, graxas e combustíveis” comenta Pinharanda.


TUDOR

A fabricante de baterias automotivas mostra suas duas linhas
de baterias para carros com sistema start-stop: EFB (com aplicação em veículos
nacionais com bateria armazenada no cofre do motor, fora do ambiente dos
passageiros) e AGM (regulada por válvula e atende a requisitos para
armazenamento em pontos do habitáculo). Outra novidade é a nova identidade
visual da linha TFS (garantia de 15 a 18 meses), que é livre de manutenção. “A
feira está surpreendente. Desde o primeiro dia, a feira está muito bem
frequentada. Espero que isso se converta em negócios e vendas”, comentou o
diretor-presidente da Tudor, José Carlos Caminha.


TW DIESEL

A TW Diesel, que atua no mercado
de peças para reparação de injeção a diesel, traz como destaque na Automec 2019
uma marca chinesa, chamada Kingstar, que produz peças para reparação de
componentes diesel. “Aqui temos peças que já costumamos trabalhar, não trouxemos
uma novidade para a feira em si. A novidade é realmente a marca Kingstar que
agora faz parte do nosso portfólio, oferecendo uma qualidade superior às marcas
chinesas que já estão no mercado”, conta Douglas Rodrigues, Diretor da TW
Diesel.


URBA-BROSOL

A Urba-Brosol destaca 15 lançamentos de bomba d’água para
linha leve, que inclui modelos da JAC Motors (J2, J3 e J5), Fiat (Palio 1.8),
Jeep (Renegade 1.8), Volkswagen (Tiguan, Jetta e Golf 2.0), Audi (Q3), Nissan
(Sentra, Livina e Tiida) e Chevrolet (Cruze 1.4). “Para a linha agrícola,
lançamos uma família nova de bombas d’água para este segmento”, afirma o
gerente de produtos da Urba-Brosol, Gabriel Abrahamian. A Brosol exibe ainda
sua linha de carburadores. “Temos uma família completa de carburadores e
conseguimos atender o nicho de restauração de carros antigos. É um cliente
exigente, que quer sempre o componente original. E o nosso carburador mantém as
mesmas especificações de quando os modelos saíram da linha de montagem”,
explica Abrahamian.


VALEO

A Valeo exibe na
Automec 2019 novidades divididas em três frentes de atuação: eletrificação,
digitalização e automação. “Estes são os pilares do atual momento. Queremos ser
um agente de mudanças no mercado de reposição”, afirma o gerente geral de
Aftermarket da Valeo Service para a América Latina, Marco de Luca. No pilar de
eletrificação, a novidade da Valeo é o alternador para o sistema híbrido leve
de 48 V. Ele funciona como motor de partida e gera força auxiliar para o motor
a combustão em arrancadas, além de permitir o funcionamento do start-stop em
velocidade de cruzeiro. Em digitalização, as novidades são as palhetas com a
tecnologia “Clean For You” (limpe para você, em inglês), que permite o
acionamento dos limpadores de para-brisa pelo celular. Já as novidades em
automação são sensores e câmeras para sistemas de frenagem autônoma, recurso já
disponível em carros nacionais abaixo dos R$ 100 mil.


VIEMAR

O foco da empresa foi divulgar sua nova identidade visual que, segundo José Inácio Salis, diretor Comercial da Viemar, busca internacionalizar a marca para atingir novos mercados em um prazo de 3 a 5 anos. José salienta também a experiência da fabricante no setor de pivôs, terminais e axiais, o que segundo ele foi um dos motivos para o crescimento no primeiro trimestre de 2019 acima dos 25% “Apesar de termos o projeto de importação, a gente tem uma expectativa muito boa para mercado nacional”.

A empresa expõe um Mercedes-Benz CLA 45 preparado para mostrar ao visitante da Automec sua parceria com marca alemã como
fornecedora técnica. A Viemar também fornece toda a suspensão traseira dos veículos AMG.


VP

A marca levou a nova linha de flanges de combustível para os
veículos da Mitsubishi, sensores para o SUV Hyundai Creta fabricados a partir
de 2017, Chevrolet Ônix, Renault Sandero e Logan, e o Ford New Fiesta. As
bombas de combustível para Citröen também são destaque no estande da VP.
Segundo o Gerente Técnico, Júlio Cesar, e o Assistente Técnico, Fernando
Augusto Santana, a empresa está conseguindo atender o público com conteúdo
técnico “Estamos tendo bastante informação de que os mecânicos estão
gostando de nossos produtos”, comenta Fernando Augusto.


WEGA

A fabricante de filtros investiu em passar orientação técnica aos mecânicos sobre a importância de trocar o filtro de óleo, ar, combustível e cabine juntos. O destaque do estande ficou por conta do filtro para câmbio automático, que segundo o CEO da Wega, Cristian Rodrigues Neto, deve chegar ao mercado com 30 aplicações ainda esse ano de 2019. O intuito é ampliar a linha até 240 aplicações.  “Para nós o evento é uma grata surpresa por conta do movimento, pois o volume de pessoas está sendo grande”, comenta Neto. De acordo com o executivo, outro segmento no qual a empresa esta investindo com força é no segmento de veículos pesados.


WIX FILTERS

Para a Automec 2019, a Mann+Hummel focou seus lançamentos para o futuro da mobilidade por meio da tecnologia, com grande apelo sustentável. Com previsão de chegada ainda para este ano, a marca mostrou o filtro de partículas para poeira do freio. “Ele é instalado no próprio disco do freio, e pode ser feito em qualquer tipo de motorização. A poeira do disco é um dos principais causadores de poluição, e com o nosso filtro 80% deste pó é filtrado”, afirma Fábio Moura, Diretor de Vendas e Marketing Reposição.

Outro destaque da Mann+Hummel é o Senzit, focado em linhas pesadas, que monitora o sistema de filtro do ar. O sistema é instalado na carcaça do filtro do ar do motor e monitora o desempenho da peça por meio de um aplicativo, mostrando seu desgaste, as condições de uso e até quando ele foi acionado, tendo assim um controle sobre o tempo de operação do veículo. “No Brasil está está em fase de estudos, sendo testado em mineradoras e empresas de agricultura”, conclui o Moura.


YIMING PARTS

A grande novidade da Yiming Parts para a Automec 2019 são as novas bombas d`água que chegam para o mercado de reposição do Brasil. A fabricação das bombas são próprias da Yiming, mas quem fornece os materiais é a Volkswagen chinesa; as bombas são apenas para a linha de leves. “Nossos produtos são importados da China, mas a grande maioria é todo adaptado para o mercado brasileiro, já que são países com características opostas”, diz Cristiano Avelino, Gerente de Vendas da Yiming Parts do Brasil.


ZF

A ZF reservou para a Automec 2019 a estreia do projeto “irmão” do já conhecido ‘Amigo Bom de Peça’: é o ‘Amigo Bom de Venda’, um treinamento online gratuito para vendedores de autopeças e com emissão de certificado. Os vídeos são apresentados pelo vendedor televisivo Ciro Bottini. Na coletiva de imprensa, o presidente da ZF para a América do Sul, Carlos Delich, mostrou otimismo com o mercado. “Vamos dobrar nossa produção em Limeira/SP em 4 anos. Não vamos esperar decisões do governo para investir”, revelou o executivo-chefe para a região.  A empresa apresentou ainda sua visão para o
futuro da mobilidade, dividida em quatro pilares: conectividade, eletrificação,
veículos autônomos e mobilidade compartilhada.

Serviço:

Automec 2019 – 14ª Feira Internacional de Autopeças, Equipamentos e Serviços
Data:
23 a 27 de abril de 2019
Horário: das 13h às 21h (terça a sexta-feira) / das 9h às 17h (sábado)
Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center
Endereço: Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 – Vila Água Funda
Credenciamento: www.automecfeira.com.br




Gauss lança reguladores de voltagem com tecnologia RVC na reposição

626-gauss-ga941

A Gauss lança no mercado brasileiro de reposição novos reguladores de voltagem com a tecnologia RVC, utilizados em veículos da marca GM (Onix, Cobalt, Cruze, Spin e Novo Prisma).

Segundo a empresa, o sistema RVC pode ser traduzido para o português como “controle de voltagem do regulador”, ou seja, nestes novos reguladores, a central de injeção do veículo é quem determina a voltagem do regulador dependendo da quantidade de carga na bateria, com variação de 11V a 15,5V. Assim, quando a bateria está com mais de 80% da sua carga total, o alternador irá produzir apenas a carga necessária para manter o carro em funcionamento.

626-gauss-ga712-aberto

Produzidos no Brasil, os reguladores RVC da Gauss, de acordo com a fabricante, possuem circuitos híbridos a filme espesso (thick film) e software desenvolvido pela engenharia Gauss. Ainda possuem circuito de controle de corrente (avisa a central de anomalia no rotor do alternador) e suportam variação de temperatura de -40°C até 125°C).




Entrevista

Apostando em crescimento e tecnologia

 

ed-268-entrevista

 

Por ocasião do aniversário de 60 anos da Meritor, o diretor geral da empresa na América do Sul, Silvio Barros comenta sobre a expectativa pelo crescimento do mercado de caminhões em 2017

 

Revista O Mecânico: Quais você considera as principais conquistas da Meritor nestas seis décadas de trabalho?

Silvio Barros: Liderança de mercado em produto, qualidade e presença em todas as montadoras instaladas na América do Sul.

O Mecânico: A severa crise no mercado de veículos pesados fez as vendas de caminhões voltarem a patamares dos anos 90. Entretanto, em encontro com a imprensa no mês de julho, você disse esperar que a Meritor aumente sua produção de eixos em mais de 20% no ano de 2017. A que fatores você deve essa projeção?

Silvio: À venda de caminhões equiparada aos anos 1997-1999 quando PIB per capita estava em 3.500 dólares. Hoje esse valor está ao redor de 10.000 dólares apesar da crise, portanto existe espaço para expansão de PIB e, consequentemente, demanda de caminhões.

Outro fator é a qualidade de inventários de caminhões ruim e o volume muito baixo, portanto, parte importante desse aumento de produção virá para cobrir esse item. A renda agrícola atual é três vezes maior que no período de 1997-1999, portanto, mais uma oportunidade de investimento em compra de caminhões.

A situação política pós-agosto se resolverá e destravará o índice de confiança dos empresários, impactando o investimento de forma imediata. Sendo um bem de capital, o caminhão deverá ser um dos primeiros investimentos a ser contemplado com esse novo ambiente devido a necessidade de renovação da frota e a demanda reprimida criada nos últimos dois anos onde esse mercado só encolheu.

O Mecânico: Como estão os negócios da Master (joint-venture da Meritor com o Grupo Randon para a produção de componentes de freio para pesados)? Também há perspectiva de crescimento?

Silvio: Para a Meritor, a Master deverá acompanhar a trajetória de demanda do mercado.

O Mecânico: Mundialmente, a Meritor se divide em 76% mercado original e 24% aftermarket. Assim, qual é a importância da reposição para a Meritor do Brasil e como está estruturado seu departamento de pós-venda?

Silvio: O aftermarket no Brasil representa pouco mais de 10% de nossa venda pois, diferente de outras regiões, nós estamos muito focados na demanda de eixos e seus componentes, somente. Estamos ampliando essas linhas para outros produtos e temos o objetivo de chegar a 20% até 2020. Hoje possuímos uma sinergia muito grande entre a fábrica e Aftermarket, o que nos auxilia nesse crescimento.

“A situação política pós-agosto se resolverá e destravará o índice de confiança dos empresários, impactando o investimento de forma imediata. (…) O caminhão deverá ser um dos primeiros investimentos a ser contemplado com esse novo ambiente”



O Mecânico: A Meritor espera que seu negócio do aftermarket caia de 10 a 12% em 2016. Mas, para 2017, o já comentado otimismo da projeção de produção também pode se estender ao mercado de reposição? Quais fatores podem influenciar essa fatia do negócio?

Silvio: A Meritor irá crescer mais de 5% no mercado de aftermarket esse ano, e o mercado de reposição para veículos pesados irá cair mais de 10%. Para o próximo ano estimamos um crescimento de mais de 10% impulsionados por uma maior utilização de frota circulante e, consequentemente, de maior desgaste dos componentes dos veículos comerciais, resultado de um aumento da atividade econômica brasileira. Além disso estamos investindo fortemente em ampliação de portfólio de produtos e no nível de serviço prestado a nossa rede de distribuidores e montadoras.

O Mecânico: Qual é a importância do mecânico para a Meritor do Brasil?

Silvio: O mecânico é a parte mais importante desse elo entre o fabricante e usuário final, pois através dele atendemos os nossos clientes e asseguramos a satisfação com relação aos nossos produtos.

O Mecânico: Uma das principais demandas da reparação independente é a falta de informações das fabricantes de veículos. Quais ações a Meritor direciona para apoiar o mecânico nesse sentido?

Silvio: A Meritor tem investindo muito em capacitação voltado a esse público através do programa “Frota Parceira”, onde ministramos treinamentos nas oficinas de nossos clientes em todo território nacional através de uma van com todo ferramental e componentes necessários para isso. Esse programa proporciona a Meritor a oportunidade de não somente promover as melhores práticas de serviço, como também aprender muito com esse público cada vez mais especializado. Nesse segundo vamos lançar nosso treinamento a distância, programa chamado de “Universidade Meritor”, onde poderemos realizar uma imersão desse público no mundo Meritor. Além disso, realizamos continuamente treinamentos em nossa fábrica para temas específicos.

O Mecânico: No Brasil, a Meritor tem feito atualizações em suas fábricas para a produção de peças com novas tecnologias. Quais foram os últimos avanços implementados por aqui e onde essas novidades já podem ser vistas?

Silvio: A Meritor foi pioneira no desenvolvimento local de tecnologias como solda a laser e eixos com redução no cubo. Na área de aplicações especiais, a empresa tem a patente do eixo “detachable tandem” que tem como características permitir o veículo 6×4 rodar vazio na versão 6×2/4×2 ao suspender um dos eixos traseiro e em breve poderemos ver esta solução plenamente nas estradas, haja vista que temos uma das marcas mais importantes de caminhões em vias de lançar esta solução em produção e outras já em desenvolvimento.

“O mecânico é a parte mais importante desse elo entre o fabricante e usuário final, pois através dele atendemos os nossos clientes e asseguramos a satisfação com relação aos nossos produtos”



O Mecânico: O sistema de transmissão tem um papel importantíssimo para a redução no consumo de combustível e, consequentemente, na emissão de poluentes de um veículo, seja leve ou pesado. Qual será a contribuição da Meritor para que os veículos do futuro – e seus respectivos processos de manutenção – poluam e consumam menos?Claudio: Criamos um departamento chamado TecGauss, cujo objetivo é passar informações técnicas a respeito dos nossos produtos e dos sistemas onde eles são aplicados. Fazemos isso através de vídeos técnicos, redes sociais, visitas técnicas ao aplicador, palestras, e-mail marketing, divulgação no site, etc.

O Mecânico: Na visão da Gauss, qual é a importância de disseminar informação técnica para o mecânico independente?

Claudio: Entendemos que o aplicador precisa de muita informação, principalmente, em um mercado de tanta evolução tecnológica. O objetivo é ajudar nessa melhor capacitação do aplicador, e também criar esse vínculo com ele para deixá-lo confiante em usar os produtos Gauss, que sabemos, pode ajuda-los em muito no seu dia-a-dia, tanto em termos técnicos, quanto em termos econômicos.