Rede PitStop celebra 10 anos com foco em novo conceito de varejo



A Rede PitStop comemora 10 anos com foco em novo conceito em varejo para o mercado de reposição. A empresa quer disseminar entre seus associados a importância de se ter uma loja cada vez mais voltada às novas tendências de consumo, nas quais os consumidores procuram por comodidade e devem ser levados a novas experiências no momento da compra. Com isso, o objetivo é mostrar o impacto, por exemplo, de se ter espaço com foco no Autoatendimento.

A marca ainda destaca que serão realizadas ações para apresentar outras inovações e fortalecer ainda mais o trabalho já realizado nos Clubes, que reúnem benefícios exclusivos oferecidos aos associados como Clube da Informação, Clube da Formação, Clube da Tecnologia, Clube de Negócios e Clube Financeiro.




Fras-le comemora 65 anos celebrando expansão comercial


A Fras-le chega aos 65 anos de atividades neste mês de fevereiro, estando hoje presente em 126 países. A comemoração aconteceu na última sexta-feira (22). Um dos pilares de celebração é o processo de expansão que a empresa estar passando, sendo que somente em 2017, foram adquiridas três empresas na Argentina e Uruguai e criados o escritório de vendas e o centro de distribuição na Colômbia, além de duplicada a unidade na China.

No Brasil, a estratégia de fortalecimento se deu através de uma joint venture com a multinacional americana Federal Mogul, hoje pertencente ao grupo Tenneco, que no início do ano seguinte resultou na formação da Jurid do Brasil, em Sorocaba/SP, com atuação no mercado de equipamento original para linha leve. Também em 2018, oficializou-se a criação da ASK Fras-le Friction, na Índia.

Ainda no ano de 2018 fechou parceria com a Nucap, através da aquisição dos direitos para fabricação de plaquetas com sistema de ancoragem mecânica – NRS (Nucap Retention System). E em julho foi renovado por mais 10 anos o contrato com a empresa americana Meritor, solidificando um acordo que já dura mais de 20 anos de comercialização e distribuição de materiais de fricção para veículos na América do Norte.

Em outubro do mesmo ano, a empresa comprou integralmente as ações da empresa Jofund S/A detentora da marca Fremax, adicionando 2.500 referências ao seu portfólio, em total sinergia entre os negócios de discos de freios e pastilhas. A empresa conta com um Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, integrado por Laboratórios Químico, Físico e Piloto, além do Centro Tecnológico Randon (CTR), que trabalha para homologar produtos junto às principais fabricantes de veículos.




Cummins comemora 100 anos de atividade

A Cummins comemora seu centésimo aniversário. São cerca de 60.000 pessoas empregadas na empresa no mundo todo para atender clientes em praticamente todos os países. Os produtos da Cummins vão de motores a diesel e gás natural até plataformas híbridas e elétricas, passando por peças para sistemas de motores e sistemas de controle.

Tudo começou quando Clessie Cummins e seu sócio, William G. Irwin, criaram uma companhia com objetivo de tirar proveito da tecnologia desenvolvida pelo engenheiro alemão Rudolf Diesel, no final do século 19. Atualmente, antecipando-se ao centenário, a empresa recentemente lançou o programa Cummins Powers Women, que segundo a empresa, representa o compromisso da Cummins em promover o desenvolvimento e crescimento de mulheres e garotas no mundo inteiro, sendo a próxima etapa do compromisso da Cummins para um impacto de larga escala na comunidade. Já o programa da Cummins Every Employee Every Community promove o engajamento dos funcionários garantindo a todo colaborador da empresa a oportunidade de contribuir com pelo menos quatro horas de sua jornada de trabalho prestando serviços à comunidade.




Empresas Randon comemoram 70 anos



As Empresas Randon que tem sede em Caxias do Sul/RS completam 70 anos. A celebração aconteceu na última segunda-feira (21). A Companhia, que teve origem com uma oficina de reforma de motores em 1949, lança como celebração a campanha comemorativa “Randon 70 anos: juntos, inovando por um futuro melhor”. O objetivo da peça publicitária é valorizar, em ações ao longo de todo o ano, o legado das Empresas Randon e projetar seu futuro por meio da inovação e das pessoas.

A Randon S.A. Implementos e Participações é a controladora das unidades de negócios Randon Implementos, Randon Veículos, Suspensys e Suspensys WE/Castertech. As fabricantes de autopeças Fras-le, Master e JOST Brasil também são controladas pelo grupo. Na área de serviços financeiros, a Randon Administradora de Consórcios e Banco Randon também está presente. Atuante com veículos para o transporte de carga, ferroviário e fora-de-estrada, sistemas automotivos, autopeças e serviços, a Companhia mantém uma rede internacional de vendas e serviços, atendendo a mais de cem países, em especial Chile, México, Canadá, Estados Unidos, África do Sul, e países localizados no Oriente Médio, Ásia, Comunidade Econômica Europeia e Mercosul.

As empresas são divididas em três divisões: Montadoras (implementos, vagões e veículos especiais), Autopeças (fabricantes de lonas, pastilhas, sistemas de freio, eixo, suspensão e conjunto de articulação e acoplamento) e Serviços Financeiros (administração de consórcios e suporte às vendas).




Renault comemora 20 anos de fabricação no Brasil



A Renault comemorou 20 anos de fabricação no Brasil na terça-feira (4). No evento, que aconteceu no Complexo Ayrton Senna, no Paraná, 7 mil pessoas incluindo colaboradores, autoridades, fornecedores e concessionários puderam reviver a história da fabricante no país. Desde o início de sua produção, a Renault já fabricou mais de 3 milhões de veículos e 4 milhões de motores – 30% desse total exportados.

O primeiro veículo com fabricação local foi o Scénic, em 1998, e no ano seguinte começou a produção de motores. Sua fábrica possuía capacidade de 280 mil unidades por ano e fabricava o motor 1.6 16V, que equipava os três veículos da produção nacional da Renault: o citado Scénic, o Clio Hatch e o Clio Sedan, além de ser exportado para a Argentina, para ser aplicado na linha Mégane.

Em 2001, foi a vez de inaugurar a fábrica de veículos utilitários, primeira unidade industrial da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi no mundo, produzindo veículos das duas marcas. Já em 2012 a empresa ampliou sua gama e passou a produzir Duster, Sandero e Logan.

Em 2018, com investimentos de R$ 750 milhões, a Renault novamente incrementou sua estrutura no Paraná, com dois projetos. O primeiro foi a inauguração da Curitiba Injeção de Alumínio (CIA), responsável pela produção de cabeçotes e blocos em alumínio para os motores 1.0 e 1.6 SCe e o segundo foi a ampliação da Curitiba Motores (CMO) para realizar a usinagem dos blocos e cabeçotes fabricados na CIA. Um dos destaques atuais da empresa é o subcompacto Kwid, e por isso, este ano a marca passou a oferecer o K-Commerce, uma plataforma on-line para compra do modelo.





RTE Rodonaves comemora 38 anos com anúncio de investimento de R$ 51 milhões



A RTE Rodonaves completa 38 anos de atividades no setor de transportes e anuncia investimento de R$ 51 milhões até o final de 2019. Sediada em Ribeirão Preto/SP, a companhia pretende deve abrir mais duas unidades nas cidades de Sumaré/SP e Uberlândia/MG, além de reforçar a estrutura de atendimento, inteligência e agilidade nos serviços prestados a mais de 1 milhão de clientes em todo o país. Em seu plano de expansão, a empresa já adquiriu 125 novos veículos.

“Um dia, eu estava na rodoviária de Ribeirão Preto observando o tráfego de mercadorias e percebi que ali havia uma oportunidade de negócio, vi que eu poderia iniciar um serviço de entregas”, conta João Naves, fundador e presidente da RTE Rodonaves e Grupo Rodonaves, sobre a criação da empresa.

Atualmente, a transportadora faz parte de um grupo de empresas que realizam negócios entre si e dão suporte umas às outras com a locadora, restauradora e mecânica, além de atuarem no mercado de modo geral com revenda de caminhões seminovos, concessionárias Iveco, corretora de seguros e transportadora dedicada ao agronegócio. Segundo o Grupo Rodonaves, seus rendimentos são superiores a R$ 1,1 bilhão ao ano.




Jamaica Mangueiras celebra aniversário de 50 anos com palestra sobre gratidão



A Jamaica Indústria de Artefatos de Borracha Ltda comemorou no último mês, dia 10 de outubro, seus 50 anos de atividades. Com o tema “gratidão” a festa contou com uma palestra motivacional onde os funcionários puderam estreitar as relações entre si. O diretor de operações, Erik Tominaga, ressaltou a importância da união com os funcionários “Esses 50 anos da Jamaica não são apenas de sucesso da empresa, mas também de todos os funcionários que contribuíram todos esses anos”.

Erik Tominaga


Fundada em 1968, a empresa só entrou no mercado com o nome Jamaica Mangueiras no ano de 1971. Em sua história, mostra que investiu pesado no ramo de borrachas. O início das atividades aconteceu com a produção de pequenos artefatos como calços, mangotes e alguns tubos de borracha.

Palestra motivacional


Hoje, a Jamaica distribui seus produtos em todo o Brasil, além de atuar em todas as modalidades de mangueiras automotivas, desde tubos flexíveis de borracha para tratores, ônibus e caminhões até equipamento para as indústrias. Já seu portfólio conta com mais de 3.160 itens divididos entre Linha Leve, Linha Pesada, Linha Agrícola, Linha de Máquinas Pesadas e Linha Industrial. Há também projetos especiais desenvolvidos para atender as necessidades específicas do cliente.

Sua fábrica fica localizada na cidade de Itaquaquecetuba/SP e conta com uma área útil de 3.000m². Segundo a fabricante, o que faz a marca ser referência no mercado é o fato de não abrir mão de fazer investimentos em melhorias do processo produtivo. Outro ponto é como toda a equipe de colaboradores segue valores que prezam por matérias-primas de qualidade e a busca sempre atender aos padrões de qualidade estabelecidos.




Castrol lança primeiro óleo semissintético da família GTX



A família de lubrificantes Castrol GTX completa 50 anos e a fabricante comemora lançando duas versões. O novo GTX Ultraclean semissintético está disponível com viscosidades 5W-30 (API SN) e 15W-40 (API SL). Segundo a empresa, o produto usa tecnologia diferenciada que limpa a borra existente e previne contra a formação de novas borras no motor. Além de desempenhar o papel de lubrificação com o motor frio e quente.

“A Castrol se preocupa em atender as necessidades de seus clientes, sempre trazendo inovação para acompanhar a evolução do mercado. Neste ano, apresentamos um óleo de tecnologia semissintética dentro do guarda-chuva de nossa marca mais tradicional.” Afirma a gerente de marcas da Castrol, Tatiana Santos.




Iveco Daily comemora 40 anos



O comercial leve Iveco Daily completou 40 anos. Lançado em 1978, o desenvolvimento combinou um chassi derivado de caminhão com suspensão independente na dianteira. Uma solução adotada tanto pela fabricante quanto por outras marcas no segmento de comerciais leves. O primeiro Daily foi um furgão com capacidade de 7 m³ e 2,1 metros de altura interna. Sob o capô, trazia motor 2.5 diesel.

As alterações e inovações vieram em pouco tempo. A versão 4×4 chegou em 1984, enquanto no ano seguinte passava a ter propulsor turbo.

A produção no Brasil iniciou em 2000. Atualmente, o Iveco Daily acumula mais de três milhões de unidades produzidas e está presente em 110 países ao redor do mundo. Atualmente, em sua terceira geração ele é oferecido em diversas aplicações nas configurações cabine-chassi ou furgão.




Ford comemora 98 anos de Brasil e 90 anos do fim da produção do Model T



A Ford registrou, em maio último, dois marcos importantes que fazem parte da história da indústria automotiva no Brasil e no mundo: os 98 anos de instalação da empresa no Brasil e os 90 anos do fim de produção de seu primeiro produto montado no País, o lendário Modelo T.

O Modelo T é considerado o principal responsável pela inserção do carro em várias sociedades mundiais no início do século XX, entre elas a brasileira, formada principalmente, na época, por cafeicultores e comerciantes. Introduzido nos Estados Unidos no final de 1908, o Modelo T começou a ser montado no Brasil quando a Ford se instalou no País, em 1919, há quase um século, em um galpão no centro de São Paulo. O veículo impulsionou a expansão da marca e em 1925 estabeleceu o recorde anual de 24.250 unidades no mercado local.

Vendido pelo equivalente a US$ 850, foi o primeiro carro de massa acessível, usando peças padronizadas e intercambiáveis. O preço da versão básica do “Lizzie” – um dos apelidos mais populares do carro – caiu para apenas US$ 260 no final dos anos 30, como resultado dos ganhos de eficiência na montagem e da redução de custo repassada para os clientes.

Carro Universal

O Ford Modelo T vendeu no mundo mais de 15 milhões de unidades durante seus 19 anos de vida. Como parâmetro do seu sucesso, basta dizer que em meados da década de 1920 o “carro universal” da Ford representava mais da metade dos veículos existentes no mundo. Antes do lançamento do Modelo T, que foi o nono veículo criado por Henry Ford, a marca tinha produzido só 25.000 veículos.

Para diferenciar o sucessor do Modelo T a Ford foi buscar um nome no lado oposto do alfabeto, e optou por Modelo A, que já havia usado nos seus primeiros anos. Mesmo trazendo muitos aprimoramentos em relação ao Modelo T, principalmente nos aspectos de conforto, segurança e design, o Modelo A ainda era um carro acessível. Seu preço variava de US$ 385 na versão “roadster” até US$ 1.200 na configuração urbana.

Entre os avanços de segurança, tinha vidro com proteção contra estilhaçamento, freios nas quatro rodas e para-choques de série. Ele também produziu mudanças na estrutura da Ford, que criou os primeiros departamentos de cor e design para o seu desenvolvimento.