SEG Automotive seguirá comprometida a longo prazo com o mercado de alternadores e motores de partida, diz executiva

Em entrevista, Diretora de Aftermarket também fala sobre a originalidade dos produtos da empresa e a eletrificação do mercado brasileiro

Foto: SEG Automotive

Ana Flávia Bicalho, que assumiu o cargo de Diretora de Aftermarket da SEG Automotive em novembro de 2023, conversou com a Revista O Mecânico e contou um pouco sobre as novas estratégias que pretende implementar na empresa. Segundo a executiva, a companhia irá fortalecer a comunicação com todos os elos da cadeia, bem como seguir comprometida a longo prazo com o mercado de alternadores e motores de partida.

“Um dos pilares que temos que fortalecer é a comunicação da marca em todos os elos da cadeia. O nosso foco será o aplicador já que os principais distribuidores conhecem a história da SEG Automotive. Em termos de estratégia, a SEG está comprometida a longo prazo com o mercado de alternadores e motores de partida. Diferente de outras empresas que estão direcionando seus esforços para a eletrificação e deixando esses produtos de lado, a SEG acredita firmemente que o mercado de reposição continuará a demandar essas peças por muito tempo”, disse Ana Flávia.

Além de falar sobre as estratégias para o futuro da SEG Automotive, Bicalho informou que todos os produtos vendidos no mercado de reposição são fabricados na mesma linha de produção utilizadas pelas montadoras, seguindo os mesmos critérios de criação, produção e qualidade. Já em relação a eletrificação do mercado brasileiro, a executiva disse que a empresa está pronta para acompanhar as soluções que as montadoras implementarem em seus novos veículos. Veja a entrevista com Ana Flávia Bicalho, Diretora de Aftermarket da SEG Automotive.

 

Revista O Mecânico: Ana Flavia Bicalho, quais serão as novas estratégias que você pretende implementar na SEG Automotive?

Ana Flávia: Um dos pilares que temos que fortalecer é a comunicação da marca em todos os elos da cadeia. O nosso foco será o aplicador já que os principais distribuidores conhecem a história da
SEG Automotive.

Em termos de estratégia, a SEG está comprometida a longo prazo com o mercado de alternadores e motores de partida. Diferente de outras empresas que estão direcionando seus esforços para a eletrificação e deixando esses produtos de lado, a SEG acredita firmemente que o mercado de reposição continuará a demandar essas peças por muito tempo.

 

Revista O Mecânico: Como a SEG Automotive e toda a história da empresa, garante a qualidade e a originalidade de seus produtos no mercado de reposição automotiva?

Ana Flávia: A SEG Automotive surgiu de uma empresa com mais de um século de experiência no mercado de alternadores e motores de partida. Após derivar o negócio destas linhas de produtos de uma grande organização do setor automotivo, em 2018 passou a se chamar SEG Automotive (as siglas do inglês: S- Starter, que significa Motor de Partida; E- de “Eletrification”, G-Generator, que significa Alternador).

Toda essa expertise foi transferida para a nossa empresa, desde maquinários de produção, patentes – o que inclui os códigos de produtos, e aprimoramos processos existentes. Quando falamos de qualidade e originalidade de nossos produtos, isso é evidente. Os produtos que oferecemos para o mercado de reposição são fabricados na mesma linha de produção utilizada para montadoras, seguindo os mesmos critérios de criação, produção e qualidade. Assim, os mecânicos e auto elétricos encontrarão nas autopeças e distribuidores o mesmo produto original que veem nos veículos que chegam às suas oficinas.

Temos o dever e a responsabilidade de entregar a melhor qualidade em alternadores, motores de partida e seus componentes para esses profissionais, que, no final das contas, são os formadores de opinião sobre as marcas.

Revista O Mecânico: Quais são os motivos dos alternadores e motores de partida originais serem bem recebidos no mercado nacional?

Ana Flávia: A SEG se preocupa com a opinião dos reparadores sobre a marca e com a utilização de nossos produtos nas oficinas. Por isso, disponibilizamos diversos canais para que os reparadores possam ter total confiança em nossos produtos. Um exemplo é a nova versão do nosso Catálogo Digital, que além de oferecer filtros por peça, código e veículo, agora permite a busca pela placa do veículo. Isso possibilita que o reparador encontre exatamente o alternador ou motor de partida necessário para um veículo específico, aumentando a confiança e satisfação do cliente final.

Acreditamos que o suporte e o contato direto com os reparadores são essenciais para os negócios. Quando um reparador utiliza um canal oficial e verifica que uma peça específica se aplica a um veículo específico, isso assegura que ele não terá retrabalho, o que garantirá a satisfação do cliente da sua oficina. Investimos significativamente para eliminar qualquer possibilidade de erro. Além disso, oferecemos treinamentos técnicos por todo o Brasil, em parceria com distribuidores, para compartilhar nosso conhecimento com esses profissionais que atuam diretamente e diariamente com os tipos de produtos disponibilizados.

 

Revista O Mecânico: Como a eletrificação da frota de veículos no Brasil pode afetar o aftermarket brasileiro e o que a SEG Automotive já tem feito para se adaptar aos veículos híbridos e 100% elétricos?

Ana Flávia: O mercado de reposição, frequentemente referido como aftermarket, pode ser entendido como uma extensão natural do mercado original (OE, Original Equipment), embora com um período de atraso nos primeiros anos após a venda do veículo. Isso ocorre porque, inicialmente, as manutenções e reparos são predominantemente realizados nas concessionárias, que utilizam peças originais fornecidas diretamente pelos fabricantes.

Essa dinâmica implica que o mercado de reposição será inevitavelmente influenciado pelas mudanças tecnológicas nos veículos. No entanto, como a SEG está intimamente ligada ao mercado OE e OEM (Original Equipment Manufacturer), estaremos prontos para acompanhar as soluções que as montadoras implementarem em seus novos veículos. Isso nos permite estar um passo à frente no desenvolvimento e produção de componentes que atendam às especificações técnicas mais recentes.

À medida que a eletrificação automotiva se tornar uma realidade crescente, estaremos preparados para atender a essa demanda. A transição para veículos elétricos não só alterará as características dos componentes necessários, mas também exigirá um profundo conhecimento técnico e capacidade de inovação para desenvolver produtos compatíveis com essas novas tecnologias.

Nossos produtos serão especificamente projetados e produzidos para atender às necessidades desses veículos elétricos e outras tecnologias emergentes. Assim, quando esses componentes forem requisitados no mercado de reposição, estaremos prontos para fornecê-los com a qualidade e confiabilidade que nossos clientes esperam.

Portanto, a SEG não apenas acompanhará as mudanças no setor automotivo, mas estará na vanguarda, garantindo que nossos produtos estejam disponíveis para reposição assim que forem necessários. Isso reafirma nosso compromisso em oferecer soluções avançadas e sustentáveis, alinhadas às tendências tecnológicas do mercado automotivo.

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php