Superbanner - Texaco (30/08 a 24/01/24)

Sebastian Vettel vence com folga a primeira etapa da F-1 na Austrália

Sem dar qualquer chance à concorrência, Sebastian Vettel liderou praticamente de ponta a ponta as 58 voltas do Grande Prêmio da Austrália de Formula 1, realizado na madrugada de sábado para domingo (27/03) no circuito de Albert Park, em Melbourne. Largando na pole position, o atual campeão do mundo em nenhum momento foi ameaçado pela McLaren de Lewis Hamilton, 2º colocado, enquanto seu companheiro de Red Bull, Mark Webber, mesmo correndo em casa não foi além do 5º lugar.

7299

A surpresa do pódio foi a presença do russo da Renault, Vitaly Petrov, 3º, em seu melhor resultado na carreira. Repetindo a última corrida de 2010, em Abu Dhabi, Petrov manteve atrás de si o bicampeão Fernando Alonso, 4º, que ficou insatisfeito com o desempenho de sua Ferrari, única equipe das grandes a fazer três paradas nos boxes.

Também sofrendo com o desgaste de pneus, Felipe Massa (Ferrari) começou a corrida fazendo uma ótima largada, depois se defendendo dos fortes ataques da McLaren de Jenson Button, mas foi caindo na classificação durante a prova e terminou apenas na 9º colocado. Após a corrida, subiu duas posições com a exclusão dos dois carros da Sauber por uma pequena irregularidade na asa traseira de ambos. Um dos desclassificados, o mexicano estreante Sérgio Pérez, havia conquistado um brilhante 7º lugar após conseguir fazer toda a corrida com apenas um pit stop, conquistando seus primeiros pontos – que, depois, foram parar nas mãos de Massa.

Rubens Barrichello (BRA), Williams F1 Team. Albert Park Circuit.

Rubens Barrichello (Williams) teve um final de semana ainda mais infeliz. Durante o Q2 no treino oficial, errou sozinho na curva 3 do circuito e teve que largar da 17ª posição. Na corrida, vinha em ótima corrida de recuperação, mas, excessivamente confiante, bateu em Nico Rosberg, da Mercedes, na mesma curva onde havia rodado no sábado. “Não estava pensando em ultrapassá-lo, eu estava defendendo do Kobayashi, que vinha logo atrás. Estávamos com pneus diferentes, pois um tem boa aderência e outro nem tanto, e por isso tivemos diferentes pontos de freada. O Rosberg freou mais cedo e eu freei dentro da curva e não pude parar o carro”, explicou. Barrichello foi punido pela direção da corrida com um drive-through (passagem pelos boxes), e estava em 15º antes de ter problemas no câmbio e abandonar a corrida. Entretanto, o brasileiro saiu animado com a competitividade de seu Williams durante todo o final de semana.

A próxima corrida será o Grande Prêmio da Malásia, no dia 10 de abril.

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php