Schaeffler lança tecnologias para transmissão automotiva



A Schaeffler disponibiliza novas tecnologias para transmissão automotiva. Entre as novidades está a embreagem E-Clutch que, segundo a fabricante, automatiza o acoplamento e desacoplamento do motor sem que o motorista precise acionar o pedal da embreagem enquanto faz as trocas de marchas manualmente. Com a E-Clutch, o motor do veículo também desliga automaticamente quando sua operação não é necessária, por exemplo, se o motorista retira o pé do acelerador devido a um declive, aproximação de um semáforo ou diante do trânsito lento à sua frente, fazendo com que haja uma economia de combustível significativa.

Já módulo híbrido desenvolvido pela Schaeffler é instalado entre o motor de combustão e a transmissão, o que permite sua integração nas plataformas de veículos existentes. Ele é oferecido tanto para sistemas de 48 volts como para os de alta voltagem. Já produzido em série, o módulo híbrido de alta tensão – arranjo P2 – é uma nova tecnologia de eletrificação que reduz o consumo de combustível em até 70% em um percurso de até 50 quilômetros.

A Transmissão Híbrida Dedicada é uma tecnológica que integra o modulo híbrido e o câmbio do veículo. A empresa desenvolveu dois tipos de Transmissão Híbrida Dedicada, destinados aos veículos híbridos plug-in, que podem rodar apenas com o motor elétrico ou, quando necessário, acionando também o motor a combustão.

Ambos os tipos possuem transmissão híbrida DH ST 6+2, dividida em duas unidades parciais, que disponibilizam seis marchas para o motor a combustão e duas marchas para o motor elétrico, conferindo ao veículo um desempenho melhor e um consumo menor. Em vez de ser posicionado na frente ou atrás da transmissão, o motor elétrico é integrado na estrutura da transmissão de tal modo a ter duas marchas disponíveis. Já a transmissão híbrida DH CVT combina o motor elétrico a uma transmissão CVT para o motor a combustão. O motor elétrico está completamente integrado à estrutura da transmissão, resultando em um sistema de tamanho inferior a outras transmissões híbridas existentes.

Por fim, a empresa destaca também a otimização dos eixos de transmissão, com cálculos computacionais realizados pela Schaeffler em diferentes simulações que permitem definir qual o rolamento para o eixo de transmissão mais adequado de acordo com o veículo.