Advertisement


3253Os modelos Renault Mégane Sedan e Renault Mégane Grand Tour ganharam uma série limitada, denominada de “Extreme”, que oferece um conjunto de equipamentos, e está disponível nas motorizações bicombustível 1.6 16V Hi-Flex e 2.0 16V, gasolina – esta última com opção de câmbio manual de seis marchas ou “Proactive” automático/sequencial. Produzidos a partir da versão de acabamento Dynamique, na cor metálica “Preto Nacré”, esses veículos contam com aerofólio e saias laterais esportivas – ambos produzidos em polipropileno, rodas de liga-leve de 16 polegadas (Nervastella) na cor cinza grafite, pneus de perfil baixo na medida 205/55, identificação “Extreme” nas laterais das portas traseiras e retrovisores externos pintados no tom grafite. “Esperamos comercializar as 1.500 unidades dessa série limitada “Extreme” em cinco meses, sendo que desse total cerca de 1.000 modelos serão na carroceria sedã”, finaliza Cássio Pagliarini, diretor de Marketing da Renault do Brasil.

A versão de acabamento Expression, que serviu de base para a série limitada “Extreme”, conta com uma ampla lista de equipamentos de série, direção elétrica com assistência variável, airbag duplo auto-adaptativo, freios ABS com EBV, entre outros. Equipada com motor 2.0 16V, a versão Extreme da linha Mégane, desenvolve 138 cv de potência a 5.500 rpm e torque máximo de 19,2 mkgf a 3.750 rpm. Já o propulsor 1.6 16V Hi-Flex é tradicionalmente conhecido pela robustez mecânica e a potência varia de 110 cv, com gasolina, a 115 cv com álcool. Além disso, o torque fica entre 15,1 kgfm e 16 kgfm, com força máxima aos 3.750 rpm. Os modelos “Mégane Sedan Extreme” e Mégane Grand Tour Extreme” estão disponíveis a partir de R$ 57.950,00.

- Publicidade -
- Publicidade -