A Petronas apresentou a linha de óleos para caixas de câmbio Tutela com 31 aplicações para veículos leves e pesados, equipamentos agrícolas e industriais. A fabricante informa que, enquanto alguns lubrificantes da linha passaram por transição de nome, outros são novos e abrangem mais fabricantes originais de câmbios, como por exemplo, aplicações para a MAN, General Motors, Ford, ZF, Voith, Mercedes-Benz, Allison Transmission e Volvo.

Na primeira leva de lançamentos, serão 23 produtos. Dentre eles, seis são totalmente novos no Brasil e chegam a partir de dezembro deste ano e janeiro de 2019. A Petronas almeja comercializar em torno de 320 mil litros de lubrificantes Tutela nos próximos anos.

De acordo com a empresa, a nova linha Tutela foi desenvolvida e testada no Centro de Pesquisa e Tecnologia Global da Petronas em Turim, na Itália, em parceria com as montadoras e fabricantes de transmissões. Parte do desenvolvimento dos óleos de transmissão, assim como os outros fluidos fabricados pela Petronas, é feito na Fórmula 1 através da parceria técnica com a equipe Mercedes, atual tetracampeã consecutiva de construtores da categoria.

Em coletiva promovida pela Petronas em São Paulo/SP nesta quarta-feira, 8/11, o inglês pentacampeão mundial Lewis Hamilton revelou que os fluidos fornecidos pela marca são analisados “in loco” durante os finais de semana de corrida. “Existe um pequeno laboratório nos boxes que analisa as condições dos lubrificantes que são coletados dos carros após cada sessão de treino”, contou o piloto da equipe Mercedes.

Essas informações são repassadas para o time de engenheiros da Petronas nos centros técnicos e auxilia a desenvolver produtos que atuem melhor sob estresse máximo. Lewis Hamilton apontou como é importante a função dos lubrificantes dentro da regra da F1, que permite o uso de apenas 3 motores e 3 caixas de câmbio por temporada, e que fluidos melhores também permitem ganhos consideráveis na própria concepção do carro. “Por exemplo, um líquido de arrefecimento mais eficiente permite que a aerodinâmica do carro seja mais justa, com uma entrada de ar menor nas laterais”, apontou Hamilton.

“Heróis invisíveis”
A Petronas direciona a campanha de marketing da nova linha Tutela para exaltar o que a empresa chama de “heróis invisíveis” do veículo: sistemas que influenciam diretamente desempenho do veículo, mas que são ignorados pelos proprietários de veículos, tais como transmissão, freios, arrefecimento, rolamentos e sistemas hidráulicos.

“Um veículo possui diversos sistemas vitais, que são essenciais para o desempenho e normalmente acabam menosprezados pelos motoristas”, declarou o CEO da Petronas Lubricants International, Giuseppe D’Arrigo. “A Petronas é o único fabricante que oferece uma proteção tão direcionada e eficiente para esses sistemas. Isso porque quando se trata da performance de um veículo, cada sistema é importante Quando se trata da performance de um veículo, cada sistema é importante”, afirmou D’Arrigo.