Superbanner - Texaco (30/08 a 24/01/24)

Ônibus da Mercedes-Benz obtêm avanços com o uso de biodiesel

A Mercedes-Benz afirma que seus ônibus de linha podem ser abastecidos normalmente com o biodiesel B20 (20% de biodiesel + 80% de diesel de petróleo), combustível que foi amplamente testado e aprovado para uso nos ônibus e caminhões da marca sem necessidade de alterações no veículo e no motor, independente do ano de fabricação. “Os motores desenvolvidos pela Mercedes-Benz abastecidos com o biodiesel mantêm a eficiência e o excelente desempenho, com menores emissões e reduzido consumo”, afirma o gerente de Desenvolvimento de Motores da Mercedes-Benz do Brasil, Gilberto Leal.

16376

“O uso do B20, por exemplo, possibilita a redução de 35% na emissão de Material Particulado. Isso reforça a confiança da empresa no uso deste combustível alternativo, que se mostra como opção interessante, uma vez que não requer alteração na estrutura da frota atual”, explica Gilberto. Ainda segundo o executivo, o B20 pode ser utilizado com vantagens nas cidades que abrigarão grandes eventos, como a Copa do Mundo deste ano e as Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro. “Seria uma espécie de ‘Copa Verde’, com redução de emissões, melhoria da qualidade do ar e estímulo ao desenvolvimento do PNPB (Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel)”, completa.

A Mercedes-Benz do Brasil conta que já realizou mais de 2,2 milhão de km de testes de operação com biodiesel B20 em ônibus urbanos. “Mostramos ao mercado que esta é das mais viáveis alternativas de combustível ‘limpo’ para nosso País”, reforça Gilperto Leal. A fabricante de veículos ainda ressalta que, além do uso do biodiesel, a tecnologia BlueTec 5 dos novos motores Mercedes-Benz reduz em 80% as emissões de Material Particulado e em 60% as emissões de Óxidos de Nitrogênio (NOx), em relação à legislação anterior.

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php