NGK recomenda manutenção das velas e cabos de ignição nas férias

Com a chegada das férias, dobra-se a necessidade de realizar manutenção preventiva. Para que haja problemas nas viagens de final de ano, a NGK recomenda que também seja feita a revisão periódica das velas e cabos de ignição, a fim de evitar possíveis transtornos na estrada.

A empresa alerta que as velas sejam verificadas a cada 10 mil quilômetros. Outra dica é consultar o manual do fabricante ou tabela de aplicação da NGK, com as orientações específicas para cada modelo de veículo.

Velas de ignição com a vida útil ultrapassada podem gerar uma série de problemas ao veículo, como queda de rendimento, dificuldades na partida, falhas no motor, aumento do consumo de combustível e emissão irregular de poluentes, além de reduzir a vida útil de outros componentes como cabos, bobinas, transformador, distribuidor e até o catalisador.

“Diante destes problemas, caso o mecânico detecte o fim da vida útil nas velas e cabos de ignição, eles devem ser substituídos. A troca destas peças é rápida e fácil, mas deve ser feita por um profissional capacitado, pois a instalação incorreta pode danificar o motor e comprometer o funcionamento do carro”, afirma Ricardo Namie, chefe da Assistência Técnica da NGK.

De acordo com a empresa, cada veículo possui um modelo de velas e cabos apropriado, conforme descrito na Tabela de Aplicação da NGK ou especificado no manual do proprietário. A utilização de peças inadequadas também pode comprometer o funcionamento do motor, além de danificar o sistema de ignição ou o motor do veículo.

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php