A Nakata lança uma cartilha sobre o processo de certificação compulsória do Inmetro para componentes de motocicletas – kits de coroa, pinhão e corrente, determinada por meio da portaria nº 123/2014 de 19/3/2014. A cartilha salienta o prazo, que vai até o dia 19 de março de 2020, para que os estoques com esses produtos sejam zerados. Para identificar os componentes certificados basta ver se a embalagem está com o selo do Inmetro.

A empresa explica que para não correr risco, é muito importante manter o controle do estoque, adotando o sistema PEPS – primeira mercadoria que entra é a primeira que sai (FIFO – FISRT In, FIRST Out). Basta organizar de modo que facilite o fluxo para que as peças mais antigas sejam as que saem primeiro.

O prazo limite para o início da fiscalização do Inmetro ou IPEM em distribuidores, varejos e atacadistas é 19 de setembro de 2021. Isso significa que todos os kits de coroa, pinhão e corrente que não tiverem certificação serão apreendidos e a empresa será autuada. Além disso, após essa data, os componentes em estoque sem certificação não serão aceitos para devolução e deverão ser sucateados.