Motores da FPT com materiais nobres

FPT-10,3LA FPT Industrial aplica o DLC (Diamond-Like Carbon) em itens como os balancins e adota liga de metal capaz de suportar temperaturas acima dos 600º C. As ligas são de titânio AT650 e silício molibdênio, utilizados para aumentar a resistência a altas temperaturas. O resultado das aplicações é a melhor performance dos componentes, além de ligas de alumínio que conferem mais leveza ao conjunto, item considerado de grande importância para se alcançar a melhor produtividade às operações.

O DLC (Diamond-Like Carbon), assim como todos os outros materiais nobres utilizados nos motores Cursor, fazem parte do diferencial desta família. As versões são empregadas em caminhões pesados como Iveco Stralis e Ford Cargo Extrapesado, e também em máquinas agrícolas e de construção no segmento off road.  O DLC pertence a uma nova classe de material para uso industrial, com propriedades físicas e químicas próximas às do diamante. Ele pode ser aplicado em grandes áreas e possui alta aderência em aços de baixa e alta liga.

BalancinsAinda na linha Cursor, há outras tecnologias que garantem a resistência dos motores. Uma delas é a aplicação da liga de titânio AT650 na produção dos parafusos dos coletores de exaustão, este um diferencial da marca FPT Industrial. O AT650 é uma liga de metal capaz de suportar temperaturas acima dos 600°C. E em todos os motores a FPT Industrial aplica ligas de silício e molibdênio nos coletores, pois esses materiais também são capazes de resistir a temperaturas extremas (sem expandir significativamente ou amolecer), além de mudanças bruscas de temperaturas, que podem comprometer significativamente o funcionamento do conjunto.

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php