Mercedes-Benz Accelo

Novidade está presente nos modelos 1016 e 1316, oferecendo menor consumo de combustível em aplicações mistas e rodoviárias

 

A Mercedes-Benz anuncia novidades na linha de caminhões Accelo: os modelos 1016, do segmento de leves, e 1316 6×2, da categoria de médios, passam a ter uma nova relação de eixo traseiro nas versões com câmbio automatizado. A novidade chega para atender uma necessidade dos clientes, que utilizam esses modelos cada vez mais em aplicações mistas e rodoviárias de curtas distâncias, além do uso nas cidades.

De acordo com Ari de Carvalho, diretor de Vendas e Marketing Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil, a relação i=3,909 proporciona menor consumo de combustível nas aplicações mistas, que intercalam trechos urbanos e rodoviários com velocidades operacionais até 90 km/h. “Além disso, essa mudança contribui para aumentar a vida útil do motor. Dessa forma, ampliamos as vantagens para o cliente, que ganha em redução de custos operacionais”, completa.

Versatilidade da linha Accelo

A linha é composta pelos modelos leves 815 (8.300 kg de PBT – peso bruto total) e 1016 (9.600 kg de PBT) e o médio 1316 (13.000 kg de PBT), todos equipados com o motor OM 924 LA de 4,8 litros – o mesmo usado nos semipesados Atego de 17 toneladas de PBT. Outro destaque, segundo a própria Mercedes-Benz, são o Accelo 1016 e 1316, que têm o maior torque da categoria, com 62,2 kgfm.

O câmbio automatizado é opcional: no 815 está disponível o modelo Eaton 6106A, enquanto no 1016 e no 1316 é o Eaton 6206A. Ambos têm seis marchas, com a primeira reduzida de 6,20 e última marcha com overdrive 0,78. A fabricante afirma que, no caso do Accelo, essa transmissão oferece redução de consumo de combustível de até 3% em operações urbanas.

A linha também possui a opção de cabine estendida, lembrando que a cabine curta continua a ser oferecida em algumas versões. A cabine estendida possui prolongamento de 180 mm na parte traseira, de modo que o banco do motorista fica em uma nova posição recuada em 25 mm e com ajuste longitudinal de 210 mm. A regulagem do encosto foi aumentada para 25 graus, um ganho de 13 graus, além de contar com banco pneumático oferecido como opcional nessa versão com cabine estendida.

Mercedes-Benz Accelo

O Accelo tem as maiores plataformas de carga da categoria, com até 0,2 metro a mais que seus principais concorrentes nos modelos 815 e 1016, equivalendo a cerca de 1 m³ a mais de volume de carga. No modelo 1316 a diferença é até 1,85 metro maior que seus principais concorrentes, o que equivale a 7 m³ a mais de volume de carga. Vale destacar que algumas versões do caminhão atendem às legislações de restrição de circulação, como o VUC (Veículo Urbano de Carga).