Superbanner - Texaco (30/08 a 24/01/24)

Knorr-Bremse celebra 10 anos de sua linha de remanufatura no Brasil

A Knorr-Bremse, fabricante de sistemas de freios e controles para veículos comerciais rodoviários e ferroviários, anunciou que está comemorando dez anos de remanufatura no Brasil. Em uma década realizando esse processo dentro de suas instalações, a Knorr-Bremse afirma que chegou à marca de 250 mil peças remanufaturadas. A área de remanufatura da empresa no país tem capacidade atual para processar 3,5 mil peças por mês e tem crescimento médio de 30% ao ano, calcula a empresa.

20721
Planta da Knorr-Bremse no Brasil

“Implantamos a remanufatura no mercado brasileiro como uma grande iniciativa de recuperação de peças usadas, motivados por uma tendência de sustentabilidade mundial. Iniciamos com compressores. Ao longo dos anos, incluímos no processo os freios a disco, válvulas, acionamentos e servo embreagens. No primeiro semestre de 2015, a empresa passou a remanufaturar cilindros combinados (piggyback). Ainda este ano será lançado o caliper de freio a disco SN5 para aplicações de sete a dez toneladas em veículos comerciais, que também será mais uma excelente opção de peça remanufatura para o usuário. A Knorr-Bremse continuará investindo em infraestutura e tecnologia, visando a expansão do processo de remanufatura com padrão de qualidade global”, disse Pedro Orlando, gerente de engenharia da Knorr-Bremse.

Para o gerente de aftermarket para o Brasil e América Latina da Knorr-Bremse, Jefferson Germano, a economia de recursos é um dos grandes benefícios do processo, fundamental para a preservação do meio ambiente. “Durante todo o processo de remanufatura, os resíduos têm um descarte correto através de práticas em conformidade com as leis ambientais. Em dez anos, a Knorr-Bremse recuperou aproximadamente 700 toneladas de matérias primas. Isto equivale a cerca de 30 caminhões pesados (trucks) com carga máxima de 23 toneladas cada, numa fila de mais de 400 metros!”, comentou.

A remanufatura de peças na Knorr-Bremse tem o objetivo de oferecer ao mercado produtos com garantia, procedência e originalidade, incluindo atualizações tecnológicas de fábrica a um custo mais acessível aos usuários – já que o preço do item remanufaturado é mais baixo do que um produto novo. “A remanufatura de produtos é um processo realizado 100% dentro das nossas instalações. As peças usadas que chegam à fabrica passam por um criterioso processo de restauração, o qual inclui a desmontagem de todos os itens do componente, inspeção e lavagem das partes. Substituímos os itens não mais utilizáveis por outros novos, considerando todas as atualizações tecnológicas. O processo é finalizado com a montagem da peça e testes finais de qualidade. O produto sai da fábrica Knorr-Bremse certificado com a mesma garantia de um item novo. Por isso, nossos produtos remanufaturados são tão seguros, confiáveis e ajudam a estender a vida útil dos veículos”, destacou Germano.

A Knorr-Bremse conta com um programa de logística reversa, pois o retorno da peça usada à fábrica é vital para a remanufatura. Para incentivar o consumidor, a venda do produto remanufaturado é feita a base de troca com a peça usada. Com isso, a empresa afirma promover a conscientização sobre a importância do descarte correto da peça usada, por meio da sua devolução à fábrica.

Para fortalecer as ações nesse mercado, a Knorr-Bremse firmou parceria com a ANRAP – Associação Nacional de Remanufaturadores de Autopeças – uma instituição sem fins lucrativos, fundada há vinte anos, que reúne dez dos principais fabricantes de autopeças da indústria automotiva. De acordo com a ANRAP, em 2014, o setor de produtos remanufaturados cresceu por volta de 15%. “Acreditamos na importância de um trabalho conjunto para disseminar o conceito e os benefícios dos produtos remanufaturados no mercado, tanto para uma manutenção mais segura dos veículos como para a preservação ambiental”, finalizou Jefferson.

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php