JAC T40, que será lançado no Brasil em junho com motor 1.5 VVT


No próximo dia 3 de julho, a JAC Motors apresenta o T40, modelo SUV que será posicionado abaixo do T5, na faixa de R$ 60 mil, mas com dimensões parecidas e o mesmo motor. O carro possui 4,135 metros de comprimento, 1,75 m de largura, 1,568 m de altura e 2,49 m de distância entre-eixos; e será equipado com motor 1.5 16V VVT JetFlex, que desenvolve 125/127 cv de potência.

Na lista de equipamentos do T40, a JAC enumera o controle eletrônico de tração e estabilidade, luzes diurnas em LED, hill assist (assistente de partidas em rampas), rodas de liga leve aro 16, cruise control, sensor de estacionamento, kit multimídia em português com tela de 8 polegadas e conexão Bluetooth, leitor de MP3, entradas USB, SD Card e auxiliar.

80 mil unidades vendidas no Brasil


Com pouco mais de 6 anos de atividade no mercado brasileiro, a JAC Motors atingiu recentemente a marca de 80 mil unidades vendidas. Neste período, a SNS Importadora Ltda, filiada ao Grupo SHC, e responsável pela atuação da marca no Brasil, promoveu o lançamento de 18 modelos.

Para 2018, a marca promete 6 novos modelos no mercado brasileiro, sendo que 3 deles ocuparão segmentos ainda não preenchidos pela marca. “Apesar da retração do mercado nos últimos anos, a qual a JAC também foi atingida, jamais abandonamos nossa vocação de entregar uma família completa de produtos ao consumidor brasileiro. Teremos 10 modelos diferentes à disposição no ano que vem”, antecipa Sergio Habib, presidente da JAC Motors.

Em paralelo ao plano de lançamento de produtos, a JAC Motors também trabalha na expansão da rede de concessionários da marca, com a abertura, já em 2017, de 9 novos pontos de vendas – Santo André, Sorocaba, Ribeirão Preto e Campinas, no Estado de São Paulo, além de Caxias do Sul (RS), Manaus (AM), Natal (RN), Aracaju (SE) e Vitória (ES). Para 2018, a marca tem o plano de abrir outras 15 concessionárias.

Quanto à fábrica no Brasil, a JAC Motors sustenta que permanece trabalhando junto às autoridades, no sentido de viabilizar o projeto de investimento de R$ 200 milhões para a produção anual de 20 mil unidades. “Demos um primeiro passo importante, que foi a reinscrição no Inovar-Auto. O governo tem compreendido nossas demandas e a necessidade de um novo cronograma para nosso projeto de produção no Brasil. Estamos otimistas e muito próximos de uma definição”, garante Habib.