Advertisement


Bateria Heliar caminhões

Cuidados na instalação de equipamentos, revisão periódica no sistema elétrico e atenção no dia a dia podem ajudar a aumentar a vida útil da bateria

 

A Heliar alerta para os cuidados necessários para manter a vida útil da bateria em caminhões. A primeira recomendação é ter cuidado ao instalar equipamentos como aparelhos de som e sistemas de GPS, que podem exceder a demanda elétrica do veículo e sobrecarregar a bateria. Por isso, procure sempre utilizar equipamentos originais ou que possuam selo de certificação do Inmetro, com a instalação feita por um especialista capaz de fazer a adequação necessária no sistema.

Além disso, a empresa orienta a sempre realizar revisões periódicas, verificando se há fuga de corrente elétrica, ou seja, se não há nenhum componente que está sugando energia mesmo quando desligado. Isso inclui a análise do alternador quanto à tensão e corrente e todos os consumidores de energia do veículo.

No dia a dia, também é importante desligar equipamentos como som e luzes antes de dar a partida no motor, visto que esse momento exige bastante da bateria. A Heliar recomenda ainda não utilizar equipamentos eletrônicos com o motor desligado, pois isso fará com que o alternador não exerça sua função de enviar energia para o funcionamento dos equipamentos do caminhão, demandando toda a carga elétrica para a bateria e provocando uma descarga.

Evite também desligar o motor em congestionamentos, o que também exige muito da bateria. Se esse processo for realizado muitas vezes, poderá fazer com que a bateria apresente falhas. Por outro lado, se o veículo for ficar muito tempo parado, desconecte o polo negativo da bateria, visto que alguns equipamentos demandam energia mesmo que o caminhão esteja desligado – como o sistema de alarme, por exemplo.

“Ressaltamos sempre a necessidade de consultar técnicos e especialistas, para fazer as checagens de rotina dos equipamentos, para que o caminhoneiro possa fazer suas viagens de forma segura e sem se preocupar com problemas no trajeto”, afirma Adelmo Leite, coordenador de Assistência Técnica da Clarios.