GM baterias e plataforma para carros elétricos

Projeto inclui ainda uma plataforma modular e pode ser aplicado a modelos como picapes, SUVs e veículos comerciais

 

A General Motors anunciou uma nova estratégia para aumentar as suas vendas de veículos elétricos, que consiste em uma plataforma modular global de terceira geração e um sistema de propulsão modular ultra flexível, alimentado por baterias que trazem o exclusivo conceito Ultium.

Segundo a empresa, isso permitirá atender qualquer perfil de consumidor, de um veículo utilitário a um automóvel de alta performance. “Nosso time aceitou o desafio de transformar o desenvolvimento de produtos da GM e de posicionar a empresa para um futuro totalmente elétrico”, disse Mary Barra, Chairman e CEO da GM. “O que fizemos foi criar uma estratégia multimarcas e multissegmentos de veículos elétricos com economia de escala comparável com a do nosso negócio de picapes e SUVs, menor complexidade e ainda maior flexibilidade”.

Esse conceito de baterias Ultium é inovador pelo formato e estilo das células, que podem ser dispostas verticalmente ou horizontalmente no módulo. Sua potência varia de 50 a 200 kW, entregando autonomia estimada superior a 660 quilômetros e aceleração de 0 a 100 km/h em menos de 3 segundos. A empresa informa ainda que os motores desenvolvidos pela própria GM podem ser usados em veículos de tração dianteira, traseira ou integrais, como os 4×4.

As baterias Ultium também são compatíveis com carregadores rápidos residenciais e de eletro-postos. Segundo a própria GM, a maioria dos veículos usarão baterias de 400 volts e capacidade de carregamento rápido de até 200 kW, enquanto nos veículos maiores, como picapes, serão de 800 volts com capacidade de carregamento rápido de 350 kW.

Entre os benefícios dessa estratégia estão o desenvolvimento e a produção em massa de baterias, com redução nos custos, maior flexibilidade de aplicação em modelos como picapes, SUVs, crossovers, automóveis de passeio e veículos comerciais, além de menor complexidade e quantidade de componentes em relação aos veículos elétricos atuais. Como exemplo, a GM planeja criar inicialmente 19 configurações de baterias e propulsores para seus elétricos, comparado com as 550 diferentes combinações entre motores e transmissões para os veículos tradicionais disponíveis hoje.

As projeções atuais estimam que o volume de carros elétricos irá mais do que dobrar de 2025 até 2030, atingindo um volume em torno de 3 milhões de unidades. E com o projeto anunciado agora, a GM terá capacidade de escala para atender demandas superiores a 1 milhão de unidades globais na metade da década.

Próximos lançamentos

Serão lançados modelos de carros elétricos de Chevrolet, Cadillac, GMC e Buick a partir deste ano, começando com uma nova versão do Bolt EV, que chega ao mercado no fim de 2020. Já na metade do ano seguinte será a vez do Bolt EUV, o primeiro modelo da marca equipado com o Super Cruise, pioneiro sistema de direção autônoma em rodovias já disponível para a Cadillac. A GM informa que, até 2023, a tecnologia estará disponível para 22 modelos, incluindo 10 que serão lançados em 2021.

A terceira geração de plataforma de veículos elétricos da GM estrou no Cruise Orign, carro autônomo apresentado em janeiro. O próximo será o Cadillac Lyriq, SUV de luxo a ser apresentado em abril. Na sequência, o GMC HUMMER EV será apresentado em maio, lembrando que a fábrica de Detroit-Hamtramck será a primeira da empresa exclusivamente dedicada para veículos elétricos.