Giaffone vence pela segunda vez consecutiva

2252Numa corrida em que o calor médio de 40 graus foi o maior adversário dos pilotos, o paulista Felipe Giaffone conquistou sua segunda vitória na F-Truck e ficou apenas dois pontos atrás do líder da competição, Roberval Andrade, que largou da 17ª posição e fez uma corrida de recuperação para terminar em terceiro lugar e manter a liderança do campeonato. Giaffone, que ocupou o segundo lugar no grid, começou a pressionar o pole position Leandro Totti a partir do momento em que foi autorizada a largada. Num ritmo mais forte do que os demais pilotos, os dois começaram a se distanciar  de Wellington Cirino, que vinha na terceira posição em um ritimo mais moderado para poupar o caminhão para as voltas finais da corrida, principalmente a parte de freio, bastante exigida no circuito cearense.

“O começo da prova foi bastante arriscado e o piloto partiu para o ataque dentro de um limite seguro, esperando um erro de Totti, o qual  acabou acontecendo quando ele queimou o radar e teve de passar pelo boxe,” disse o piloto, que acrescentou não ter tentado fazer a ultrapassagem temendo uma possível batida, por se tratar de uma pista muito estreita.  Totti, que defendeu bem seu primeiro lugar na corrida, passou pelo radar a 162 km/hora na 36ª volta, cumpriu a penalização passando pelos boxes a 40km/hora e retornou para a pista na segunda posição. Porém, parou na volta seguinte devido problema de alimentação no motor do caminhão, segundo declarou.

Wellington Cirino, que terminou a corrida na segunda posição, disse que a etapa de Fortaleza lhe deu mais confiança para brigar pelo título, porque sentiu que as modificações feitas em seu caminhão tiveram efeito positivo. Com o resultado, ele que também é paranaense, subiu do quinto para o terceiro lugar na tabela do campeonato.

Outro piloto satisfeito com o resultado obtido em Fortaleza é o paulista Roberval Andrade, que conseguiu manter-se na liderança do campeonato mesmo após fazer uma corrida de recuperação. “O terceiro lugar nesta corrida é como uma vitória para mim, que comecei determinado a segurar minha liderança. Por isso, este resultado tem gosto de vitória”, concluiu o piloto.

Em seu primeiro pódio no ano, Diumar Bueno mostrou que trabalho duro e sério dá resultado na pista, pois mesmo com um motor inferior em potência aos demais engenhos de 12 litros, o paranaense garantiu um bom quarto lugar numa corrida em que dos 25 caminhões que largaram, apenas nove completaram as 53 voltas da prova. “ Nossa equipe é persistente e encontramos o ponto de resistência do caminhão. Apesar de ainda não termos a potência ideal, nosso sistema de freio está bastante eficiente e confiável. Isso contribuiu muito para  o bom resultado nesta etapa”, explicou.

O quinto lugar no pódio foi ocupado pelo paranaense Pedro Muffato, que completou 65 anos neste final de semana e admitiu que conquistou um resultado que nem ele mesmo esperava. “Espero que eu continue com a mesma sorte que tenho aqui na região Nordeste, principalmente na próxima etapa, em Caruaru”, disse Muffato ao fazer menção à sua vitória de ponta a ponta em Fortaleza, na etapa de 2006.

Resultado da corrida

1º Felipe Giaffone (Volkswagen)
2º Wellington Cirino (Volkswagen)
3º  Roberval Andrade (Scania)
4º Diumar Bueno (Volvo)
5º Pedro Muffato (Scania)
6º João Maistro (Volvo)
7º Vinicius Ramires (Mercedes-Benz)
8º Luiz Carlos Zappelini (Ford)
9º Renato Martins (Volkswagen)

16 caminhões não terminaram a prova em Fortaleza

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php