Fras-le renova parceria com a Copa Truck para 2023

Fras-le renova parceria com a Copa Truck para 2023 - Foto: Rafa Catelan/Divulgação Fras-le
Fras-le renova parceria com a Copa Truck para 2023 – Foto: Rafa Catelan/Divulgação Fras-le

Fabricante brasileira será a fornecedora oficial de pastilhas de freio para a categoria 

 

Fras-le anunciou a renovação da parceria com a Copa Truck para a temporada 2023. Com o acordo, a empresa brasileira será pelo terceiro ano consecutivo a fornecedora oficial de pastilhas de freios para a categoria. Com início no dia 19 de março, em Goiânia/GO, o campeonato terá nove etapas disputadas até o mês de novembro.  

O diretor de negócios da linha comercial da Fras-le, Eduardo Manenti Vargas, comemorou a renovação da parceria entre as empresas. “Estamos muito felizes em renovar nossa parceria com a Copa Truck por mais uma temporada. A Fras-le sempre se destacou pela sua qualidade e tecnologia avançada para veículos comerciais, e estamos orgulhosos de poder levar as pastilhas de freio para a maior categoria de caminhões do planeta”, declara Eduardo. 

Para a empresa, a presença na Copa Truck é uma oportunidade para demonstrar a qualidade de seus produtos para os clientes e também ajudar a promover corridas cada vez mais emocionantes ao público que acompanha a categoria nos autódromos e também pela TV.  

“Encarar desafios para promover a mobilidade está no DNA da Fras-le: está em todo processo, nos projetos, nos desenvolvimentos, nos testes, na fabricação e nas aplicações. É o que nos move. E a Copa Truck exige o máximo em termos de desempenho e segurança dos freios”, afirma Eduardo que completa: “estamos sempre em busca de inovações que possam trazer ainda mais benefícios aos competidores e garantir que a competição seja cada vez mais emocionante. Com a Copa Truck, a Fras-le se sente em casa”. 

Quem também comemorou o acordo foi o CEO da Mais Brasil, Carlos Col, que comanda a empresa organizadora da Copa Truck. “A chegada da Fras-le em 2021 trouxe muito à Copa Truck. Ela incrementou a competitividade da categoria, aumentou a segurança de pilotos e equipes e estabeleceu uma importância no trabalho de excelência em freios que até então não era vista, destaca Carlos.  

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php