por Raycia LimaA Mobensani, fabricante especializada em metal-borracha, atua no mercado de reposição automotiva desde 1966. Aqui no Brasil, a empresa está presente em todos os estados, além de 20 países na América do Sul, América do Norte, África, Oriente Médio e Europa, que importam toda a linha de Kits, buchas, suportes, calços, batentes e coifas. A empresa comercializa produtos para a linha leve, comercial leve, vans e pesada. A fábrica, localizada em Guarulhos, está instalada em uma área de 30.000 m2.

Para entender a atuação e as pretensões da empresa no mercado automotivo, entrevistamos a diretora Comercial Simone de Azevedo. Ela fala sobre os desafios e investimentos da fabricante no setor.

 

REVISTA O MECÂNICO: A Mobensani está presente em quase todos os continentes, mas qual a história da empresa aqui na América Latina, especialmente no Brasil?

 

SIMONE DE AZEVEDO: A Mobensani é uma empresa genuinamente brasileira e que tem sempre um olhar no futuro, o que chamamos de “pensar grande”. Esse pensar e olhar integram a cultura da empresa, e portanto não se limita apenas a uma visão de exportar peças para várias partes do mundo, mas sim de estar presente nas principais feiras internacionais e rodadas de negócios para que assim esteja conectada com as inovações do mercado global. Aqui no Brasil nossa história no segmento automotivo se inicia em 1.985 (a empresa foi fundada em 1.966), estando sempre focada com a geração de negócios para nossos clientes. Esse foi e é um processo de estabelecimento e reconhecimento da empresa na reposição feito passo a passo e com muito planejamento.

 

O MECÂNICO: Quantos funcionários e colaboradores a Mobensani tem hoje?

 

SIMONE: A empresa conta com 302 colaboradores entre a parte administrativa e operacional. Estamos colocando a tecnologia da informação para ser nossa grande aliada, mas nada substitui o aperto de mão e o comprometimento “físico” da fábrica.

 

O MECÂNICO: Quantas e quais fabricantes de veículos a Mobensani atende no mercado nacional?

 

SIMONE: Atendemos exclusivamente o mercado de reposição para todas as marcas (exceto as chinesas, por enquanto).

 

O MECÂNICO: Hoje, qual é a estrutura da empresa para o mercado de reposição nacional?

 

SIMONE: Trabalhamos com representantes, gestoras de negócios, promotores técnicos e de vendas. Esse time é o que faz o contato direto com a operação das distri buidoras, dos atacados e a comunicação com o mecânico. Participamos de todas as feiras e even tos regionais, buscando construir uma imagem de empresa aberta ao mercado, sendo essa a nossa principal linha estrutural. Costumamos dizer aqui que não ficamos isolados no nosso “mundo”, encastelados, isso nos incomodaria muito.

 

O MECÂNICO: Qual desafio a empresa enfrenta para ter o contato direto com o mecânico?

 

SIMONE: O principal desafio é o tamanho do Brasil versus mão de obra. Estamos colocando a tecnologia da informação para ser nossa grande aliada, mas nada substitui o aperto de mão e o comprometimento “físico” da fábrica.

 

O MECÂNICO: A empresa irá comercializar com exclusividade os produtos da Getoflex. Como está sendo esse processo?

 

SIMONE: Essa é uma das grandes novidades de 2019 aqui na Mobensani. A Getoflex faz parte de um grupo de empresas alemãs que são os maiores fabricantes mundiais de peças em metal borracha. Por isso, fomos escolhidos depois de muitas avaliações. As peças são fabricadas na indústria da Getoflex em Taubaté, no interior de São Paulo e são enviadas para a Mobensani embalar, controlar e comercializar. Sendo assim, a Mobensani é uma unidade de negócio dentro da Getoflex com foco no mercado de reposição, ou seja, unimos a melhor de duas gigantes do mercado de metal borracha, que é toda a logística, expertise e acesso que a Mobensani tem com as peças originais fabricadas pela Getoflex. Há mercado para os dois segmentos, e então no nosso “pensar grande” juntamos estas duas forças. Estamos fazendo história no segmento automotivo brasileiro, pois este modelo de negócio já existe na Europa e Estados Unidos, mas aqui na América do Sul somos a primeira indústria na disrupção do segmento de reposição. Temos muito orgulho de fazer parte deste momento, pois seguimos focados no empoderamento dos clientes com o melhor dos dois mundos. A comunicação com o mecânico é que será diferenciada, cada marca com seu nicho de mercado correspondente.

 

O MECÂNICO: Os códigos dos produtos da Getoflex permanecerão os originais de fábrica ou serão incorporados aos códigos da Mobensani?

 

SIMONE: A linha Getoflex terá uma numeração comercial, que se iniciarão com as letras GTX, assim como da Mobensani se iniciam por MB, porém irão constar com o número original da peça para identificação.

 

O MECÂNICO: Quais meios que o mecânico ou cliente podem adquirir os produtos Mobensani e Getoflex?

 

SIMONE: Através de nossa rede de distribuição atual da Mobensani. O formato de comercialização, vendas e campanhas seguem o mesmo que o da Mobensani junto aos nossos clientes. A comunicação com o mecânico é que será diferenciada, cada marca com seu nicho de mercado correspondente.

 

O MECÂNICO: Quais as expectativas da empresa com o mercado de reposição atual?

 

SIMONE: Costumo dizer que somos uma empresa “fazedora” e nada resiste ao trabalho sério e com propósito. Se eu disser que não criamos expectativas, seria uma “historinha”, pois temos uma super expectativa. Porém, sempre digo ao meu time: pés no chão. Trabalhar pensando no passo a passo, pois não existe nada mais rápido do que o processo e ao mesmo tempo mais demorado.

 

O MECÂNICO: Quais são os planos de expansão da empresa para os próximos anos?

 

SIMONE: Em primeiríssima mão informo que adquirimos mais 10 mil metros quadrados. Até abril, na Automec, havíamos informado da expansão para 20 mil metros quadrados, mas acabamos adquirindo outra parte do quarteirão e agora temos um total de 30 mil metros quadrados. O melhor ainda está por vir. Somos uma empresa criativa e ser criativo é fazer o que todo mundo faz, mas surpreendendo. Muita coisa chegará em breve.

 

O MECÂNICO: Como a empresa vê a presença do mecânico em suas ações?

 

SIMONE: O mecânico é o nosso principal vendedor, pesquisador, termômetro e referência. O mecânico na Mobensani é formador de opinião, pois somos ouvintes desta classe, inclusive temos muitas histórias registradas aqui. O proprietário da empresa, com 78 anos, ainda sai com o time da qualidade para ouvir e conversar com os mecânicos. Por isso, quando falo de propósito, de gerar negócios para os clientes, de “pensar grande”, é disto que estou falando. Aqui nunca esquecemos de onde viemos e o porquê de estarmos aqui.

 

O MECÂNICO: Qual mensagem a Mobensani deixa para o mecânico independente?

 

SIMONE: Tenham a certeza que ainda temos muito a conquistar e, portanto, a melhorar. Os erros virão, mas só erra quem se propõe a fazer. Somos uma empresa criativa e ser criativo é fazer o que todo mundo faz, mas surpreendendo. Muita coisa chegará em breve.