por Fernando Landulfo

Toda vez é a mesma coisa: se cadastrar pela Internet, desmarcar compromissos (às vezes importantes), deixar a oficina sem supervisão quase o dia todo, aguentar as “caras e bocas” da esposa ou da namorada (quando não acompanham), enfrentar um trânsito “brabo” (e/ou enfrentar uma viagem e todos os seus problemas e despesas) e para finalizar: enfrentar uma baita fila para entrar.

 

 

Tudo isso para poder participar de uma Automec. Mas será que todo esse sacrifício e despesa valem a pena para visitar uma feira? Afinal de contas, os produtos e autopeças podem ser vistos e orçados nos sites dos fabricantes. O mesmo ocorre com as ferramentas e equipamentos, cujos representantes até vão a oficina. O que há de tão especial nessa feira de negócios?

 

 

A resposta é: tudo depende de como o evento é encarado. É verdade que muita gente encara a Automec como uma simples feira de negócios e muito raramente a visitam. Nada contra essa forma de pensar. Mas, com o devido respeito, ao declinar de uma visita, por mais trabalhosa e incômoda que ela possa parecer, perde-se muito mais do que uma simples exposição.

 

 

A Automec é uma oportunidade única onde o “Guerreiro das Oficinas” pode ter contato direto com os fabricantes: autopeças, ferramentas e equipamentos. Sim, é nesse evento que se pode fazer elogios, reclamações, e também tirar dúvidas do dia a dia.

 

 

E sabe de uma coisa? Os fabricantes ficam ansiosos pelo feedback dos seus clientes. Saber a realidade. O que o mecânico pensa deles e do seu produto. É por isso que os estandes contam com a presença de engenheiros e chefias. Eles sabem que nem tudo chega pelos canais de comunicação (SAC). E essas ocasiões especiais são perfeitas para um estreitamento de relações, ou mesmo, lavar uma roupa suja. Mas tudo dentro dos limites da cortesia e da boa educação.

 

 

A Automec também é lugar de reencontrar amigos: novos e velhos. E como divertidas são as surpresas desses reencontros: cabelos brancos, falta de cabelo, barrigas que foram perdidas (para fora da calça), e tentas outras. Hora de abraçar, rir, por a conversa em dia e reatar contatos perdidos. Isso sem falar na diversão: jogos, brincadeiras, concursos e brindes. Tudo para fazer o mecânico relaxar e se sentir em casa. E se ele der sorte, pode até fazer uma selfie com uma celebridade que estiver por ali (trabalhando ou passeando). O evento também é lugar de aprender e se atualizar: quantas palestras e cursos interessantes e extremamente úteis, além de um monte de novidades expostas. Afinal de contas, a tecnologia não para. Isso sem falar nos expositores internacionais.

 

 

A Automec também é lugar de se fazer bons negócios: descontos e formas de pagamento especiais são criados especialmente para essa ocasião. Isso sem falar dos fabricantes e comerciantes internacionais, que costumam trazer “aquilo”, para aquele bendito carro importado, que não se encontra facilmente no mercado. Ou seja: Uma excelente oportunidade para desenvolver novos fornecedores.

 

 

Depois de tudo isso: será que você ainda pensa que a Automec é uma simples feira de negócios? Acho que não. E mais, acho que você não vê a hora de chegar a próxima. Te vejo em 2021.