Conheça o passo a passo da troca dos filtros de óleo, combustível, ar e de cabine no compacto da General Motors com motor 1.4 Econo.Flex

Texto e fotos: André Schaun

Um dos principais cuidados que o motorista deve ter na manutenção do carro é com o estado dos filtros, não só pela saúde do veículo, mas dos passageiros também. Os filtros de óleo, de combustível, de ar e de cabine são essenciais para o bom funcionamento do motor, e a melhor parte é que eles são baratos e de fácil substituição e instalação.

 

O filtro do óleo tem a finalidade de impedir a circulação de impurezas no motor e deve ser substituído a cada troca do óleo lubrificante, que varia de modelo para modelo, e suas especificações sempre devem seguir o manual de manutenção do veículo. O óleo sujo utilizado além da quilometragem especificada pelo fabricante, causa borra no motor e pode até fundi-lo. Além disso, a não troca do filtro reduz a durabilidade do óleo novo. Portanto, sempre que trocar o óleo, deve-se trocar também o filtro. O filtro de combustível é responsável por agir nas impurezas do combustível, como em partículas de ferrugem e resíduos do tanque, sendo utilizados em todos os motores à combustão, protegendo carburadores, bicos de injeção e agregados extremamente sensíveis do sistema de alimentação do combustível. O filtro de combustível fica entre o tanque e o motor para evitar que partículas acumuladas durante o deslocamento, como pó, ferrugem, água e qualquer tipo de sujeira chegue à bomba de combustível e ao bico injetor. Em média, é recomendado pelas montadoras realizar a troca do filtro de combustível entre 10 mil e 15 mil quilômetros, mas isso deve ser checado no manual do carro e qualquer dúvida deve ser tirada com a própria fabricante do modelo.

 

“O filtro de combustível é extremamente importante especialmente nos motores diesel devido às tolerâncias apertadas e altas pressões a que são submetidos os sistemas de injeção. Além do mais, os motores diesel contam com filtros separadores de água, cuja presença é fatal nos sistemas de injeção por provocar corrosão. Alguns motores diesel possuem mais de um filtro, além do separador de água”, afirma o professor de engenharia mecânica da FMU, Fernando Landulfo. “Os filtros separadores de água, alguns dotados de ‘copo transparente’, devem ser checados e drenados, no mínimo, semanalmente. Alguns tipos podem ser desmontados e limpos”, aponta Landulfo, que também é consultor técnico da Revista O Mecânico.

 

Já a função do filtro de ar do motor é reter as partículas contidas no ar aspirado e cuidar para que somente ar limpo entre na câmara de combustão, evitando desgaste excessivo nas partes móveis do motor como pistão, camisa, anéis e bielas. “Filtros saturados provocam retenção na entrada de ar, provocando não só aumento de consumo de combustível como perda de potência e aumento drástico das emissões de poluentes. As partículas de poeira que passam pelo motor, ao se misturarem com o óleo lubrificante que se encontra dentro do motor, atuam como abrasivo”, alerta o especialista. Nos veículos a diesel, o filtro sujo aumenta o nível de emissão de poluentes (fuligem negra) na atmosfera, prejudicando ainda mais o meio ambiente. Para veículos de passeio, a troca do filtro do ar deve ser realizada de acordo com a recomendação do fabricante do veículo.

 

O que está mais ligado à saúde dos passageiros é o filtro de cabine. No ar, há grandes concentrações de fuligem, poeira e gases tóxicos emitidos pelos motores de caminhões, ônibus, automóveis e pelas indústrias, e esses gases estão chegando até o interior do carro pelo ar-condicionado ou pelo sistema de ventilação. Por isso, um filtro em mau estado afeta diretamente a saúde dos passageiros que circulam em grandes centros urbanos, principalmente.

 

Nesse caso, não tem recomendação de troca por quilometragem. A troca vai variar de acordo com as condições de circulação do carro, que o desgaste vem daí. Como já dissemos, motoristas que circulam em grandes centros urbanos, a troca vai acontecer antes do que de motoristas que circulam no campo, por exemplo. “Filtros de cabine que não são trocados há muito tempo podem estar saturados de bolor, o que pode provocar crises respiratórias”, alerta Landulfo.

 

TROCA DO FILTRO DE ÓLEO

Código: WL51003

1) Com o carro em solo, tire a tampa de abastecimento do óleo (1a) e a vareta indicadora do nível do motor (1b).

 

 

 

2) Após o procedimento, é hora de subir o veículo no elevador automotivo.

 

 

3) Abra o bujão para esgotar o óleo velho. Use ferramenta adequada para não espanar o bujão.

 

 

4) Com uma ferramenta especial para filtros (4a), ajuste-a ao tamanho do filtro e, com movimentos sutis, vá fazendo a soltura da peça (4b).

 

 

 

5) Antes de fazer a remoção por completo do filtro no bloco do motor, coloque um reservatório de captação de óleo embaixo da região de onde o filtro será retirado.

 

 

6) Com o filtro solto e o reservatório posicionado, faça a remoção por completo do filtro com a própria mão.

 

 

7) Durante a remoção, espere o óleo lubrificante escorregar por completo no reservatório.

 

 

8) Para tornar o processo mais limpo, após o óleo escorrer por completo, passe um pano na região para remover o excesso.

 

 

9) Antes da instalação do novo filtro, aplique um lubrificante no anel de vedação, para melhor deslizamento (9a). Com a mão, faça a instalação do novo filtro de óleo (9b).

 

 

Obs: Não use nenhuma ferramenta de aperto, pois o excesso de força na aplicação pode danificar o anel de vedação e ocasionar um vazamento futuro do óleo de lubrificação. Em seguida desça o carro do elevador.

 

10) Reabasteça o motor com óleo de acordo com as recomendações de quantidade e viscosidade determinadas pela fabricante do veículo. Neste caso, a Chevrolet recomenda óleo 5W30. Ao fim do abastecimento, meça o nível do cárter.

 

 

 

11) Dê a partida no motor sem acelerar para encher o filtro com lubrificante. Verifique se a luz de advertência da pressão de óleo no painel se apaga em, no máximo, 10 segundos. Após a luz de advertência apagar, desligar o motor, aguarde alguns instantes e meça novamente o nível do cárter com a vareta. Se não apagar, desligar o motor imediatamente para averiguações.

 

 

Obs: Após alguns minutos, verifique se há vazamento do óleo na região da vedação do filtro. Se houver, reaperte o necessário. Caso o vazamento persista, remova o filtro e verifique novamente a área de vedação e em seguida reinstale o filtro, se possível.

 

FILTRO DE COMBUSTÍVEL

Código: WF10295

12) Importante! Depois de subir o carro no elevador, uma dica de antes de começar o processo de troca do filtro de combustível é verificar o tipo de iluminação para realizar o processo. Como se está lidando com líquido inflamável, não use nenhuma lâmpada incandescente: a melhor recomendação é utilizar lâmpadas de LED.

 

13) Também por questão de segurança, desligue o relê da bomba de combustível para desabilitar a corrente elétrica e evitar qualquer risco.

 

 

14) Como é uma área muito exposta, antes de começar o processo, faça uma remoção de excesso de sujeira com um pulverizador de bico fino.

 

 

15) Para completar a limpeza, aplique silicone líquido nas juntas dos parafusos, para que a remoção aconteça de forma mais fácil, sem precisar colocar muita força.

 

 

16) Com um alicate, desacople os conectores das mangueiras, nos dois lados do filtro.

 

 

17) Pegue novamente o reservatório de captação para escorrer o combustível.

 

 

18) Com o filtro desconectado, ele fica preso apenas por um suporte. Com a própria mão, empurre o filtro e vire cuidadosamente para que o combustível caia sobre o reservatório.

 

 

Obs: Note que, neste caso, o combustível está com a coloração escura. Isso é justamente por conta de impurezas retiradas no filtro, reforçando que a troca do filtro era necessária.

 

19) Com o filtro novo em mãos, encaixe-o no suporte (19a). Preste atenção ao sentido de fluxo do filtro. Em seguida, encaixe os conectores com a própria mão (19b).

 

 

 

20) Para se certificar de que o processo foi feito de maneira correta, dê a partida no motor e verifique se há vazamento. Caso haja, aperte novamente. Se não houver, o processo foi concluído de forma correta.

 

 

FILTRO DE AR

Código:WA48845

21) Solte a abraçadeira da tampa do filtro com uma chave torx 6 mm (21a). Em seguida solte a abraçadeira do corpo de aceleração (21b).

 

 

22) Com as abraçadeiras soltas, desconecte a mangueira da tampa com a própria mão (22a). Em seguida solte a mangueira do sistema de aeração também usando a mão (22b).

 

 

 

23) Com as mangueiras desconectadas, solte todos os parafusos da tampa do filtro de ar.

 

 

24) Com a tampa solta, faça a remoção completa da tampa do filtro (24a). E retire o filtro sujo (24b).

 

 

25) Antes de se instalar um elemento novo, limpe o alojamento interno da caixa com aspirador e pano úmido. Em seguida, coloque o filtro novo no lugar do antigo (25a). Conclua o processo colocando a tampa e as mangueiras seguindo o mesmo processo da desmontagem (25b).

 

 

FILTRO DE CABINE

Código:WP24472

26) Com o capô fechado, comece o processo com a remoção das palhetas do limpador de para-brisa usando chave 13 mm.

 

 

27) Com o capô aberto, retire a borracha de acabamento para facilitar o processo.

 

 

28) Faça a remoção da tampa plástica, composta por três parafusos, para ter acesso até o filtro de cabine (28a). Com a mão levante o compartimento de plástico e tenha acesso ao filtro de cabine (28b).

 

 

 

29) Solte as duas travas e remova o filtro de cabine.

 

 

30) Antes de colocar o filtro novo, é aconselhável utilizar um aspirador e um pano úmido para tirar o excesso de sujeira na caixa do filtro.

 

 

31) Com o novo filtro em mãos, observe que há uma seta, que indica o sentido do ar. Então, o mesmo deve ser colocado com a seta virada para a cabine. Conclua o processo colocando os três parafusos na parte plástica, feche o capô e encaixe novamente os limpadores, seguindo o mesmo processo da desmontagem.

 

 

 

Colaboração técnica –
Mingau Automobilística

 

Mais informações – Wix Filtros:
https://wixfilters.com.br/