Entrevista: Investir para Crescer

 

Texto: Edson Ragassi
Foto: Divulgação

 

Fundada em 1972 na Itália, a UFI FILTERS está no Brasil desde 2016. Instalada na cidade de Jundiaí/SP, produz módulos de filtragem do óleo para veículos diesel da linha General Motors. A empresa acredita no potencial do mercado brasileiro, tanto que anuncia investimentos e irá ampliar a unidade produtiva brasileira. Sua linha de atuação contempla o fornecimento para as fabricantes de veículos e o aftermarket, inclusive com ações voltadas ao mecânico independente, as quais terão estratégias desenvolvidas pelo Gerente de Vendas Pedro Henrique Almeida. O comando da operação brasileira está a cargo do General Manager Eugenio Marianno, o qual concedeu entrevista exclusiva para a Revista O Mecânico. Ele fala sobre o planejamento e as estratégias da empresa para crescer em um segmento tão competitivo como o de filtros automotivos.

 

Revista O Mecânico: A UFI FILTERS inicia processo de expansão e investe no Brasil. Quais as linhas de produtos do segmento de filtros automotivos com perspectiva de crescer nos próximos anos?

Eugenio Marianno: A UFI FILTERS do Brasil já produz desde 2016 módulos de filtragem do óleo para veículos diesel da marca GM, a expansão, com a construção da nova fábrica, em Jundiaí/SP, visa ampliar o portfólio de produtos com filtros do ar, cabine, óleo e combustível para veículos leves e pesados, inclusive máquinas agrícolas. Já somos fornecedores de equipamento original para as principais montadoras instaladas no Brasil. Por isso, a decisão da companhia foi investir para atender montadoras, reposição e exportação para América Latina e Estados Unidos.

 

O Mecânico: Atualmente, a unidade produtiva instalada em Jundiaí/SP, opera com quantos colaboradores? Este número será ampliado com a nova unidade entrando em operação?

Marianno: A nossa unidade opera com 13 efetivos. Com a nova fábrica, esperamos chegar a 300 colaboradores.

 

“A expansão, com a construção da nova fábrica, em Jundiaí/SP, visa oferecer variado portfólio de produtos, como filtros do ar, cabine, óleo e combustível para veículos leves, pesados, o que inclui máquinas agrícolas”

 

O Mecânico:A UFI FILTERS possui 14 fábricas espalhadas pelo mundo. Em outros mercados ela atua com mais ênfase na reposição ou fornecendo para as fabricantes de veículos?

Marianno: Estamos presentes em mais de 70 países e somos líderes em fabricação de filtros do combustível para veículos diesel no OEM (Original Equipment Manufacturer- fabricante do equipamento original) com 25% de participação, de cada quatro veículos diesel produzidos no mundo, um vem com filtro UFI. Com essa expressiva atuação como fornecedor de equipamento original, pretendemos atender as montadoras localmente e também atuar no aftermarket, como fazemos em outros países. A ideia e estar presente com forte atuação nos dois canais.

 

O Mecânico: E no Brasil a expectativa é de manter a mesma estratégia?

Marianno:Como disse anteriormente a atuação da UFI FILTERS no mundo contempla as duas operações, OEM e aftermarket, pois estar presente no mercado original é importante para fortalecer a marca na reposição. Vamos manter o equilíbrio para atender bem montadoras e aftermarket. Para isso, temos estratégias já definidas de atuação nos dois segmentos, além de nossa experiência bem sucedida em outros países.

 

O Mecânico: O segmento de filtros automotivos é amplo. Temos indústrias consagradas atuando. Quais as estratégias para se consolidar no mercado tão competitivo?

Marianno: Além da qualidade de nossa linha de produtos com mais 3.000 itens, centro de desenvolvimento tecnológico, mas sem dúvida é necessário um trabalho de marketing para tornar a marca mais conhecida no País. Somos fornecedores de muitos veículos que rodam no país e precisamos comunicar isso ao mercado.

 

O Mecânico: A frota nacional tem idade média de 9 anos e 3 meses. Qual porcentagem destes modelos que circulam a UFI FILTERS já atende e com a ampliação, quantos irá atender?

Marianno: Temos portfólio com ampla cobertura para veículos leves e pesados e máquinas agrícolas e vamos intensificar lançamentos para atender a frota local no mercado de reposição, de acordo com a necessidade. Mais disponibilidade de itens garante melhor participação de mercado.

 

“UFI FILTERS no mundo contempla as duas operações, OEM e aftermarket, pois estar presente no mercado original é importante para fortalecer a marca na reposição”

 

O Mecânico: Em um país continental como o Brasil uma ampla rede de distribuição é fundamental. O planejamento da empresa prevê trabalhar com quantos distribuidores? Em quais regiões?

Marianno: Estamos desenvolvendo nossa unidade de negócios do Aftermarket, sob responsabilidade de nosso Gerente de Vendas, Pedro Henrique Almeida e pretendemos trabalhar com distribuidores de todas as regiões do País. Ainda não temos um número exato, mas formamos uma rede distribuição que tenha ampla abrangência para que o produto seja ofertado em larga escala de Norte a Sul do País.

 

O Mecânico: A nova fábrica tem previsão de iniciar as operações em 2020. Atualmente a empresa já fornece módulos de filtragem do óleo para motores diesel à General Motors. Até a nova linha de produção começar a operar vocês pretendem importar produtos e atender outras fabricantes?

Marianno: Esse processo acontecerá paulatinamente, à medida que a demanda de mercado exigir poderemos importar. Contudo, a produção local é nosso foco de atuação e nesses dois anos vamos concentrar nossos esforços em trabalhar as negociações com distribuidores e a aproximação com o mercado.

 

O Mecânico: Globalmente a UFI FILTERS contempla ações com os mecânicos independes?

Marianno: Sim, temos uma atuação bem consistente no aftermarket, com ampla rede de distribuição e ações voltadas às lojas e oficinas independentes, com equipe de vendas e suporte técnico. E é nesta linha que vamos trabalhar no Brasil também.
 

O Mecânico: no Brasil, qual a percepção que a empresa tem deste profissional?

Marianno: O mecânico tem papel fundamental para toda a cadeia produtiva do afertmarket. Ele escolhe a peça a ser aplicada no veículo que está na oficina. Portanto, comunicação e informação técnica, catálogos eletrônicos e treinamentos são a base de todo o relacionamento que teremos com este profissional.
 

O Mecânico: O planejamento prevê ações de treinamento e aproximação com os mecânicos independentes? Quais?

Marianno: Sim, esta questão é primordial. Treinamentos e disponibilizar informações técnicas das mais diferentes maneiras, incluindo os meios digitais permite a aproximação com mecânico.

 

“Sim, temos uma atuação bem consistente no aftermarket, com ampla rede de distribuição e ações voltadas às lojas e oficinas independentes”

 

O Mecânico: Depois de um período de forte crise, o mercado apresenta reação. Qual a expectativa da UFI FILTERS para 2018? Teremos um ano bom?

Marianno: O Brasil é um mercado em evolução e apresenta oportunidades, mesmo com a queda nas vendas de veículos novos nos últimos anos. O mercado de reposição tem reagido bem e a previsão é que se mantenha nesta linha. Por isso, vemos boas perspectivas para os próximos anos no Brasil.

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php