Entrevista: Renault apresenta linha de produtos Motrio e projetos para o mecânico independente

ed-265-entrevista

 

Diretor de pós-venda da Renault comenta sobre planos para se aproximar do mecânico independente

 

 

A trajetória de Marco Barreiros, novo diretor de pós-venda da Renault no Brasil, é longa e de grande experiência em países que passaram por severa crise econômica. Com 25 anos na montadora, trafegou entre a venda de veículos e o pós-vendas, e disse que a Renault foi seu único “grande emprego”: “Em todos estes anos, meu maior desafio foi superar a crise econômica que assolou a Europa em 2008. Os países da Europa começaram a se afundar – foi terrível. Foi a experiência mais complicada da minha vida. Para se ter ideia, uma das primeiras ações do governo português foi pegar um mês de salário dos habitantes. Lá, eles recebiam 14 meses de salário e, naquele ano, só receberam 13. Na Espanha foi um pouco diferente – o país era um pouco mais rico – mas o país não sofreu menos. Lá, aprendi muito, tive uma experiência fantástica, pois os espanhóis me ensinaram a como assumir e resolver um problema. Agora estou no Brasil e o desafio será enorme, pois o Brasil é um “Continente”.

 

 

Revista O Mecânico: Como você viu o cenário de reposição no Brasil? Como a Motrio se encaixa neste contexto?
Marco Barreiros: A primeira coisa que vi é que nas concessionárias do Brasil nós não vemos veículos da frota antiga em manutenção. Isso acontece, pois, o consumidor tem a impressão de que em uma concessionária o serviço prestado e as peças de reposição são muito caros, além de ser um ambiente restrito a modelos em período de garantia. Com isso, a Motrio veio como uma alternativa para fidelizar estes clientes de frota antiga (veículos com mais de 5 anos de uso), oferecendo um produto de qualidade equivalente aos originais, mas com o preço entre 20% e 30% mais barato.

 

O Mecânico: : Por que não oferecer serviços com custos diferenciados e abranger esta frota?
Marco: Nós somos uma montadora grande, mas não estamos sozinhos no mercado. Há diversas oficinas espalhadas pelo país que prestam serviços de manutenção para o meu cliente, um cliente Renault, e que jamais eu teria estrutura e capacidade para atender a todos, seria impossível. Assim, preciso de uma solução para estas oficinas, para que estas possam servir bem aos meus clientes. Esta alternativa são os produtos Motrio.

 

O Mecânico: Há alguma preocupação no quanto cairão os atendimentos pelos concessionários, já que qualquer um poderá comprar os produtos?
Marco: Não, pois não venderemos peças Motrio para modelos que ainda se encontram em período de garantia. Ou seja, modelos com até três anos de uso não terão peças Motrio para comercialização. Somente para carros mais antigos.

 

O Mecânico: Como a Renault vê a oportunidade de firmar uma parceria com o mecânico?
Marco: O mecânico é visto geralmente como um “bicho-papão” pelas montadoras. Eu não vejo isso. Eu nunca poderei querer estar sozinho no mercado. E eu só posso controlar melhor o meu mercado se eu tiver parceiros aí fora e, se eu só ver inimigos, não crescerei. Dessa forma, preciso ser parceiro do mecânico e lhe oferecer produtos e serviços de qualidade. Por exemplo, geralmente, comprar um equipamento que faz leitura de falhas em diversos veículos é bastante oneroso para o mecânico independente. Eu os tenho em minha rede de concessionária, então porque não posso ajudar ao mecânico? O mecânico não vai “roubar” meus clientes, ele tem uma relação muito mais próxima com seu cliente do que uma montadora tem hoje. Dessa forma, posso dar a condição de que, se o mecânico comprar produtos Motrio, nós o ajudamos com o diagnóstico, empréstimos de equipamento, por exemplo. Mas isso ainda é um projeto mais longo. Nós podemos ajudá-los de outras maneiras. Temos capacidade instalada para oferecer treinamentos e, assim como treinamos nossa rede de concessionárias, podemos treinar o mecânico independente. Podemos dar-lhe a base para gerenciar seu negócio e se atualizar tecnicamente. Para a Renault, o mecânico independente é extremamente importante, pois é um formador de opinião. Quando o cliente dele pergunta: “qual o melhor carro? ”, ele indicará aquele da marca que mais lhe der confiança.

 

O Mecânico: O que a Renault oferecerá para o mercado com os produtos Motrio?
Marco: Teremos produtos de aplicação universal, que chamamos de Commodity e que servem para todas as marcas. Nestes estão óleos (lubrificantes), baterias, palhetas e fluidos do motor. Depois, teremos a gama específica e que envolverá peças multimarcas para os 20 modelos mais vendidos do país. Nisso, teremos peças de manutenção e desgaste, como: pastilhas, discos, velas, amortecedores e filtros. Tudo isso por um simples motivo: são peças fáceis de gerir em nosso armazém e com bom potencial de venda. Eu vou comer no prato da concorrência e queremos tratar nossos clientes bem.

 

O Mecânico: A Renault continuará comercializando peças genuínas e as Motrio ao mesmo tempo?
Marco: Sim, o cliente continuará tendo as duas opções na hora da compra.

 

O Mecânico: Lá fora, o quanto representou para a Renault em faturamento as vendas da Motrio para o mercado de reposição?
Marco: Atingiu 55% do volume de vendas nas concessionárias. No Brasil, atualmente este valor chega a 30% com as peças genuínas, com a Motrio, espero atingir 45% do total de vendas este ano. Criamos a estrutura e queremos chegar lá.

 

O Mecânico: Como funcionará o estoque e a distribuição de peças, será a pronta entrega?
Marco: Vamos trabalhar com dois estoques: um no armazém de Quatro Barras em Curitiba-PR, que será nosso estoque nacional e trabalharemos também com o estoque em concessionária. Vamos trabalhar com a demanda de mercado, portanto teremos alta rotatividade.

 

O Mecânico: O que vocês esperam de retorno do mercado?
Marco: É um projeto super dinâmico. Isso vai mudar a imagem da Renault frente ao mercado independente e vai nos permitir, futuramente, credenciar redes de oficina da Motrio. Nossos planos para isso são já para o início de 2017. Basicamente, consistirá em caracterizar a oficina com a identidade visual da Motrio, além de oferecer treinamentos e condições especiais na compra de peças em nossa rede. Também, como fonte de divulgação da marca, estamos patrocinando um carro na Copa de Marcas com as cores e logos da Motrio.

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php