Superbanner - Texaco (30/08 a 24/01/24)

Cummins apoia programa da ONU Mulheres para a igualdade de gênero

Da esq. para a dir: Adriana Carvalho (assessora para os princípios de empoderamento da mulher - à esquerda), Luis Pasquotto, presidente da Cummins Brasil e vice-presidente da Cummins Inc, e Nadine Gasman (representante da ONU Mulheres para América Latina)
Da esq. para a dir: Adriana Carvalho (assessora para os princípios de empoderamento da mulher – à esquerda), Luis Pasquotto, presidente da Cummins Brasil e vice-presidente da Cummins Inc, e Nadine Gasman (representante da ONU Mulheres para América Latina)


A Cummins Brasil tornou-se signatária dos WEPs (sigla em inglês para Women’s Empowerment Principles), programa criado pela ONU Mulheres e o Pacto Global das Nações Unidas para promover a igualdade de gênero. Em cerimônia realizada em 1º de março, a Cummins assinou o documento de apoio aos Sete Princípios de Empoderamento das Mulheres. Com isso, a fabricante de motores Diesel, componentes e grupos geradores assume o compromisso público com os princípios, desenvolvendo iniciativas em prol da igualdade de gênero, participando de discussões e compartilhando as suas ações âmbito global e na América Latina.

“Trata-se de uma nova fase dentro de nossa prática em diversidade, já que temos há mais de 15 anos grupos globais de afinidades de mulheres e aqui na América do Sul há quatro anos, com muitas iniciativas de sucesso. Mas agora, vamos para uma nova fase na qual a Cummins tem a promessa e a missão de se tornar mais influente na transformação de uma sociedade e ser mais ativa para construção de um coletivo mais equilibrado, por um planeta 50-50, onde não haja mais barreiras entre homens e mulheres”, disse Luis Pasquotto, presidente da Cummins Brasil e vice-presidente da Cummins Inc.

Esses princípios são um conjunto de diretrizes que ajudam a comunidade empresarial a incorporar em seus negócios valores e práticas que visem à equidade de gênero e ao empoderamento de mulheres. Foi criado com ciência do papel das empresas para o crescimento das economias e para o desenvolvimento humano com foco em empoderar mulheres e promover a equidade de gênero em todas as atividades sociais e da economia.

O evento na sede da Cummins contou com a participação de Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres para América Latina. “Queremos um planeta que seja bom para todos e todas e nosso objetivo é falar das mulheres em suas diversidades, pois acreditamos neste potencial para a construção de um mundo melhor. A Cummins assume agora uma decisão de comprometimento público como uma forma de viver e de olhar o mundo. Os principios de empoderamento das mulheres são muito importantes, não só para o desenvolvimento da empresa, mas também para os negócios e para a sociedade”, disse a representante.

Em 2012, a fabricante de motores a diesel, componentes e grupos geradores criou o Grupo de Afinidades de Mulheres (WAG: Women’s Affinity Group), que, segundo a empresa, tem o objetivo de atrair, desenvolver e reter o público feminino em todas as áreas da companhia, também com foco nas áreas técnicas – engenharias de aplicação, produção e desenvolvimento.

626-CUMMINS-ONU-MULHERES01

A Cummins declara que a diversidade traz melhoria aos resultados finais e crescimento da corporação. O grupo conta com a participação ativa de aproximadamente 50 pessoas, homens e mulheres, entre profissionais administrativos, engenheiros, supervisores e gerentes e tem metas para promover o fomento da competitividade e permeabilidade das mulheres em todos os níveis hierárquicos.

Atualmente, o público feminino dentro da Cummins representa cerca de 30% e a empresa trabalha para atingir a equidade de gênero. Por isso, atividades em redes sociais, feiras e sites de recrutamento são realizados com frequência. A fabricante de motores também promove debates, conferências, sessões de mentoring e palestras com foco no incentivo ao desenvolvimento do uso das habilidades. A missão da Cummins é estimular todo o potencial das mulheres para que possa atingir equidade de gênero, independente do nível hierárquico, criando um ambiente igualmente atrativo e correto.

O trabalho tem sido cada vez mais intensificado e, com isso, a Cummins, no ano de 2014, ampliou o foco de atuação do grupo para países da América do Sul, como Colômbia, Chile e Argentina. Para a fabricante de motores, a diversidade de pensamentos permite maior robustez nas tomadas de decisões, além de enriquecer o conhecimento.

Conheça os sete princípios de Empoderamento das Mulheres:
1. Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível.
2. Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não-discriminação.
3. Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa.
4. Promover educação, capacitação e desenvolvimento profissional para as mulheres.
5. Apoiar empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres por meio das cadeias de suprimentos e marketing.
6. Promover a igualdade de gênero por meio de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social.
7. Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero.

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php