Combustível adulterado compromete velas de ignição, diz NGK

Devido aos altos preços dos combustíveis, muitos postos de abastecimento em todo o Brasil adulteram a gasolina com adição de álcool ou solventes, o que compromete o desempenho das velas de ignição. De acordo com estudos da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biodiesel), 150.454 postos de combustíveis foram fiscalizados entre 1999 e a primeira quinzena de janeiro de 2007, o que resultou em 7.519 estabelecimentos interditados, 46.143 receberam multa e 9.911 foram autuados devido à má qualidade do combustível.

Por esse motivo, a NGK recomenda que os proprietários de veículos abasteçam sempre num posto de confiança. “Para evitar problemas, também é fundamental desconfiar dos locais que oferecem preços muito abaixo dos praticados no mercado e fazer uma revisão completa das velas de ignição , entre outros itens do motor”, alerta Ricardo Namie, chefe de Assistência Técnica da NGK.

A empresa explica que a vela de ignição é responsável pelo início da combustão da mistura ar/combustível. O veículos abastecido com combustível adulterado compromete o funcionamento da vela, causando acúmulo de resíduos, encharcamento e falhas da ignição. “Quando o motor ‘bate pino’ e há sinais de marcha lenta irregular, também é preciso verificar as velas de ignição, pois podem ter sido afetadas pelo combustível de procedência duvidosa”, complementa Namie.

 

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php