Superbanner - Texaco (30/08 a 24/01/24)

Cobreq foca em crescimento interno e instalação em outros mercados

As exportações de pastilhas e lonas de freio da fabricante Cobreq/TMD Friction vem apresentando queda desde 2008, quando registrou o nível mais elevado, com 45% das vendas. “Este percentual caiu para 35% em 2009, para 30% em 2010 e deverá prosseguir em queda neste ano. É que a TMD, além de continuar crescendo no mercado interno, também está investindo em plantas da China, México e Romênia”, informou o presidente da TMD Friction do Brasil, Feres Macul Net. O objetivo da empresa é abastecer alguns mercados antes servidos somente pela unidade brasileira.

De acordo com Feres, o Brasil ainda continuará a exportar componentes que não são fabricados em outros países. “As perspectivas são ótimas para a TMD no mercado doméstico e América do Sul. E ainda vamos continuar a fabricar aqui o que o grupo não tem condições de produzir em outras de suas plantas”. Recentemente o mercado norte-americano liberou a entrada de lonas para veículos comerciais produzidas na planta brasileira. “Assim, a TMD continuará a utilizar a unidade brasileira como centro de exportação e desenvolvimento de produtos para todo o grupo. O que muda é a estratégia para a unidade local, que estará, cada vez mais, focada em produtos de maior valor agregado e conteúdo tecnológico”, diz Feres.

Com foco no crescimento a companhia está investindo em modernas linhas automatizadas de produção e equipamentos para o seu centro de pesquisa e desenvolvimento. O processo de modernização e ampliação das unidades deverá atingir todas as áreas como laboratórios de pesquisa/desenvolvimento e o setor de misturação até o processamento e a montagem final dos produtos. “Além de privilegiar o alto nível de qualidade e desempenho dos produtos, o conceito do investimento também considera a proteção ao meio ambiente e melhores condições de trabalho para seus colaboradores. Na realidade, é uma prova da confiança do Grupo TMD na capacidade da unidade brasileira e a de acreditar no desenvolvimento positivo do mercado nacional”, finaliza.

 

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php