Certificado do Inmetro será obrigatório em mais oito peças automotivas

Mais oito componentes automotivos de reposição deverão ser certificados obrigatoriamente pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial). De acordo com portaria publicada, as peças com reconhecimento da entidade serão comercializadas no varejo a partir de julho de 2014.  O objetivo é garantir o padrão de qualidade dos produtos no mercado.

O selo constará em peças destinadas a veículos montados ou importados a partir de 1º de janeiro de 2000. Serão isentos os componentes voltados para linha de montagem, recall ou de veículos fabricados até 31 de dezembro de 1999. Segundo o coordenador do GMA (Grupo de Manutenção Automotiva), Antônio Carlos Bento, a medida atenderá a 71% da frota circulante do Brasil, estimada em mais de 40 milhões de veículos.

A adaptação das fabricantes e importadoras à portaria  inicia no prazo de 18 meses após a publicação, tendo janeiro de 2013 como limite. O mercado de reposição terá que acatar a obrigatoriedade a partir de julho de 2013. O varejo, por sua vez, terá 36 meses da para se adaptar, com prazo final em julho de 2014.

Confira as peças que receberão selo compulsório do Inmetro:

– Amortecedores de suspensão;
– Bombas elétricas de combustível para motores do ciclo Otto;
– Buzinas ou equipamentos similares utilizados em veículos rodoviários automotores;
– Pistões de liga leve de alumínio;
– Pinos e anéis de trava (retenção);
– Anéis de pistão;
– Bronzinas;
– Lâmpadas para veículos automotivos.

6 comentários em “Certificado do Inmetro será obrigatório em mais oito peças automotivas

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php