Superbanner - Texaco (30/08 a 24/01/24)

Basf esclarece mitos e verdades sobre catalisadores em veículos diesel

Empresa responde dúvidas sobre catalisadores em caminhões e ônibus, incluindo performance, legislação e vida útil do componente

 

Os catalisadores têm papel fundamental ao reduzir em mais de 95% as emissões de poluentes nos veículos, inclusive daqueles movidos a diesel. Segundo a empresa, os caminhões e ônibus são responsáveis por cerca de 47% do particulado e outras substâncias prejudiciais à saúde lançadas na cidade de São Paulo.

“Quando se mantém a peça e a manutenção preventiva correta, além da garantia e bom funcionamento do veículo, também se contribui para a redução das emissões atmosféricas de poluentes. E isso também evita a parada do veículo por problemas eletrônicos, adaptações malfeitas e garante a economia de combustível a longo prazo”, explica Eduardo Nogueira Dias, engenheiro de aplicação de Catalisadores da Basf.

Vale lembrar que a remoção dos catalisadores de ônibus e caminhões com fabricações acima de 2012 causam o aumento significativo das emissões de Óxido Nitroso (NOx), ou seja, os veículos ficam sujeitos a multa por adulteração de característica original do veículo e crime ambiental por emissões acima do estipulado em lei. Se você achou pouco, essa prática também causa a perda de garantia do motor.

Catalisadores de caminhões e ônibus diminuem a performance do motor?

Mito. Os catalisadores e a injeção dos motores são dimensionados de modo a otimizar a performance, economia de combustível e durabilidade, além de cumprir com os limites de emissões de poluentes impostos por lei.

A remoção do catalisador pode prejudicar o motor do veículo?

Verdade. A remoção do catalisador altera a leitura dos sensores e o correto funcionamento da injeção eletrônica do motor, fazendo o motor perder potência repentinamente (modo de corte de potência).

Rodar sem Arla32, com Arla32 adulterado ou com sistema de burla de injeção pode dar multa?

Verdade. Adulterar as características originais do veículo é passível de multa e apreensão do veículo, previsto no código de trânsito brasileiro, além de caracterizar crime ambiental, tanto pela adulteração do veículo como pela ausência de ARLA32 no tanque.

Usar diesel S500 em um veículo P7 (EuroV) pode danificar o catalisador?

Verdade. O combustível recomendado para caminhões e ônibus é o S10, pois o maior teor de enxofre contido no diesel S500 pode prejudicar o funcionamento do catalisador. O enxofre promove o envenenamento da peça, que perde performance e deixa de exercer sua função de conversão de gases nocivos em gases inertes.

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php