Superbanner - Texaco (30/08 a 24/01/24)

Anfavea projeta alta de produção e queda da exportação em 2011

Durante o ano de 2010, foram licenciados 3,52 milhões de veículos no Brasil, e a expectativa de crescimento total da produção de veículos no país em 2011 é de 5%. Estes números são da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), que divulgou os resultados da indústria automotiva no último mês de dezembro e em todo o ano de 2010, além de estipular projeções do setor para este ano.

O licenciamento de veículos em dezembro de 2010 (381,6 mil) superou em 16,2% o mês de novembro (328,5 mil). Em todo o ano de 2010, a Renavan registrou 11,3% de automóveis a mais do que em 2009. Considerando o número total de carros produzidos, a diferença sobe para 14,3% entre 2010 (3,52 milhões) e 2009 (3,18 milhões).

No setor de veículos pesados, houve alta significativa nos licenciamentos no mês de dezembro: aumento de 19,9% com relação a novembro de 2010, e 36,4% a mais se comparado com o mesmo período em 2009. Além disso, os números revelam a recuperação do mercado depois da crise econômica: nos últimos doze meses, foram licenciados 157,7 mil caminhões, alta de 43,3% com relação a 2009 e 22,5% a mais do que e 2008.

O presidente da Anfavea, Cledorvino Belini, declarou que a projeção de 5% de aumento da produção de veículos em 2011 foi estimada levando em conta a expectativa de aumento do PIB nacional. Mas Belini demonstrou preocupação com o déficit na balança comercial: em 2010 o Brasil importou cerca de 157 mil carros montados a mais do que exportou. Belini apontou a manuntenção do preço baixo de dólar como a principal responsável pelo déficit.

A expectativa para 2011 é que as exportações de veículos montados caiam ainda mais: cerca de 3,4% menos do que em relação a 2010. Para o presidente Belini, essa perspectiva acende uma “luz amarela” no setor.

Envie um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

css.php