Advertisement


Recente levantamento da ANEF, Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras, aponta um crescimento de 21,8% nos recursos liberados pelo Sistema Financeiro Nacional para compra de veículos a prazo, que saltou de R$ 7,6 bilhões no mesmo período de 2006, para R$ 9,3 bilhões.

A carteira de financiamentos segue em crescimento, atingindo R$ 65,3 bilhões, valor 23% maior se comparado ao primeiro bimestre do ano passado e 2,8% acima do acumulado em 2006. Já a produção no setor automobilístico apresentou aumento de apenas 1% do volume registrado no primeiro bimestre do ano passado, enquanto as vendas bateram a marca dos 15%. Para a entidade, este fenômeno mostra uma pré-disposição maior do consumidor em comprar um automóvel.

“O atual cenário da economia brasileira está proporcionando mais segurança ao consumidor brasileiro, que passou a financiar mais e um valor maior do bem. O mesmo acontece com as empresas financeiras que, cada vez mais, oferecem planos mais longos, de até 72 meses”, afirma Luiz Montenegro, presidente da ANEF.

- Publicidade -

De acordo com a associação, a média dos planos de financiamento no primeiro bimestre deste ano cresceu de 28 meses, no mesmo período de 2006, para 32 meses. Além disso, as taxas de juros para financiamento de automóveis continuam apresentando constante queda. Em fevereiro, os Bancos das Montadoras registraram uma taxa média de 21,1% ao ano. Em fevereiro de 2006, a taxa média praticada era de 26,1% ao ano, o que representa uma queda de cinco pontos percentuais, superior inclusive ao decréscimo da taxa Selic no período.

- Publicidade -