Advertisement


Novo Ka 1.0 três cilindros: ótimo desempenho e consumo associados à manutenção simples

 

Raio-X-Ford-Ka-ed-262_AB

 

Motor Ecoboost chega sem turboalimentação, mas não decepciona no uso urbano. Itens de manutenção corriqueira tem fácil acesso, além de correia sincronizadora com prazo de troca estendido

 

Texto: Fernando Naccari
Fotos: Alexandre Villela / Isabelly Otaviano

 

Nem de longe o atual Ford Ka lembra o pequeno hatch que rodou e encantou por nossas vias durante tantos anos. Lançado no país em 1997, o design arredondado era o que mais chamava a atenção.

 

Aliado a isso, bom espaço interno, desempenho surpreendente e economia de combustível eram seus pontos altos, embora não tenha caído no gosto dos reparadores por um motivo óbvio: mecânica de difícil manutenção e com espaço extremamente reduzido para trabalhar.

 

Por dentro do Ka

 

Como dissemos, o Ka não lembra o Ka a que estamos acostumados, mas isso é bom. O excesso de plásticos foi deixado de lado e o refinamento ganhou espaço. O painel de instrumentos com grafia cinza e fundo escuro é maior e apresenta o conta-giros, velocímetro e marcador de combustível analógicos, além do odômetro digital com iluminação azul.

 

Raio-X-Ford-Ka-ed-262_1

 

Raio-X-Ford-Ka-ed-262_2

 

Ao centro do painel há os botões de controle do sistema de áudio My Connection. Os comandos do sistema podem ser feitos através da voz, além de comportar conexão Bluetooth e My Ford Dock, que permite acoplar seu smartphone ao veículo.

 

Raio-X-Ford-Ka-ed-262_3

 

Tecnologia

 

O Ka conta também com o SYNC Media System. Por ele você controla diversas funcionalidades do carro por comandos de voz e pelos comandos no volante. Um dos recursos da tecnologia é contar com Assistência de Emergência que, em caso de acidente, faz contato automaticamente com o serviço de emergência – SAMU.

 

Raio-X-Ford-Ka-ed-262_4

 

Ao volante

 

Testamos a versão SEL equipada com o surpreendente motor 1.0 12V TiVCT de três cilindros com sistema Easy-Start que dispensa o uso de tanque de combustível auxiliar para partida a frio. Com 85 cv, tem potência de sobra para enfrentar o trânsito nas grandes cidades, além de proporcionar economia. Em nossos testes, o Ka apresentou consumo 10 km/l na cidade e cerca de 12,5 km/l na estrada, ambos com etanol no tanque.

 

Raio-X-Ford-Ka-ed-262_5

 

Neste, notamos uma particularidade: o Ecoboost, que na Europa ostenta turboalimentação, no Brasil ganha “uma tampinha” que isola a entrada do componente no sistema de alimentação de ar do motor.

 

Raio-X-Ford-Ka-ed-262_6

 

O conjunto de suspensão dianteira do tipo McPherson associada à suspensão traseira com eixo de torção, absorvem bem as irregularidades da pista, mas são um pouco mais “duras” que dos outros veículos da categoria.

 

Raio-X-Ford-Ka-ed-262_7

 

Raio-X-Ford-Ka-ed-262_8

 

Raio-X-Ford-Ka-ed-262_9

 

No quesito segurança, o Ka se destaca perante os concorrentes: Freios ABS com Distribuição eletrônica de frenagem – EBD, Controle se Frenagem em Curvas – CBC, Airbag duplo, Controle Eletrônico de Estabilidade e Tração (AdvanceTrac), além de Assistência de Partida em Rampas – HLA.

 

Na hora do reparo

 

O Ka, ao contrário de suas versões anteriores, tem manutenção bastante facilitada. Agora, o novo modelo da Ford vem com todas as vantagens da última versão, mas ganha o benefício de ter o espaço no cofre do motor como uma das principais qualidades.

 

MOTOR

 

Três cilindros •• Motorização: 1.0 •• Alimentação: Injeção multi ponto •• Combustível: Etanol/Gasolina •• Potência (cv) : 85.0 (E) / 80.0 (G) •• Cilindrada (cm3): 997 •• Torque (Kgf.m): 10,7 (E) / 10,2 (G).

 

Raio-X-Ford-Ka-ed-262_10

 

Raio-X-Ford-Ka-ed-262_11

 

A Ford recomenda verificar sob possíveis vazamentos a cada 6 meses. A troca do óleo e do filtro deverá ocorrer a cada 6 meses ou 10.000 km. Em caso de uso severo, reduzir o prazo pela metade. Utilizar óleo lubrificante com especificação SAE 5W-20 ou, em caso de falta do primeiro, poderá utilizar o SAE 5W-30.

 

Nas versões com motor 1.0L de três cilindros, a correia dentada é diferente e trabalha úmida com óleo do motor. Com isso, a recomendação de troca é a cada 260.000 km. O mesmo prazo deve ser respeitado para a de acessórios.

 

A cada 40.000 km, é indicada a troca do filtro de ar. Em regiões com estradas de terra e de pavimentação ruim, reduzir este período pela metade.

 

ALIMENTAÇÃO e IGNIÇÃO

 

Embora o veículo tenha construção projetada para alimentação Flex, a Ford recomenda o uso de gasolina aditivada para garantir a limpeza do sistema de alimentação de combustível e do motor, além de minimizar a formação de depósitos e otimizar o desempenho. Se esta prática não for seguida, a Ford aconselha abastecer o veículo com um tanque de gasolina aditivada a cada 3 meses ou 5.000 km, o que ocorrer primeiro.

 

As velas devem ser substituídas a cada 40.000 km e filtro de combustível a cada 6 meses ou 10.000 km, o que ocorrer primeiro.

 

Raio-X-Ford-Ka-ed-262_12

 

ARREFECIMENTO

 

O líquido do arrefecimento deve ser verificado a cada 6 meses e completado, se necessário. A substituição deve ser realizada a primeira vez aos 160.000 km ou seis anos e, em seguida, a cada 80.000 km ou três anos.

 

A tampa do reservatório de expansão deve ser inspecionada e limpa a cada intervalo de 3 anos.

 

Raio-X-Ford-Ka-ed-262_13

 

TRANSMISSÃO

 

Relação das marchas: 1ª marcha 3,846 •• 2ª marcha 2,038 •• 3ª marcha 1,281 •• 4ª marcha 0,951 •• 5ª marcha 0,756 •• Ré 3,615 •• Relação final: 4,73:1.

 

Verificar quanto a possíveis vazamentos na transmissão a cada 6 meses. Conferir e completar o nível, se necessário do fluido da embreagem a cada 12 meses ou 10.000 km.

 

Troque o fluido da transmissão manual a cada 260.000 km. O fluido recomendado deve ser do tipo SAE 75W-85.

 

SUSPENSÃO

 

Suspensão dianteira: tipo McPherson, roda tipo independente e molas helicoidais •• Suspensão traseira: tipo eixo de torção, roda tipo semi-independente e molas helicoidais.

 

Verificar as condições das suspensões dianteira e traseira a cada 24 meses ou 20.000km e amortecedores a cada 36 meses ou 30.000 km.

 

 

Raio-X-Ford-Ka-ed-262_14

 

FREIOS

 

Hidráulico com freio a disco na dianteira e a tambor autoajustável na traseira •• O cilindro mestre é duplo servoassistido e o fluxo de óleo dirigido por meio de tubulação de aço passando pelo módulo ABS (que permite um controle anti-blocante das rodas) e direcionando os circuitos de forma independentes diagonalmente opostos.

 

Substituir o fluido do freio DOT 4 LV a cada 24 meses. Verificar tubulações de freio e mangueiras flexíveis a cada 36 meses ou 30.000km, consecutivamente até 240.000 km.

 

A cada 36 meses ou 30.000 km remover pneus e rodas para verificar condição das pastilhas e discos de freio e substituir, se necessário. Realizar rodízio dos pneus.

 

Raio-X-Ford-Ka-ed-262_15

 

DIREÇÃO

 

Direção eletroassistida •• Verificar conexões e juntas de direção a cada 36 meses ou 30.000km, consecutivamente até 240.000 km.

 

CARROCERIA, CLIMATIZAÇÃO e ELÉTRICA

 

A Ford recomenda verificar e completar e nível, se necessário, do sistema de refrigeração a cada 36 meses ou 30.000 km, além de conferir fixação dos cabos e das braçadeiras do sistema no mesmo período.

 

Raio-X-Ford-Ka-ed-262_16

 

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

 

A Ford informa a capacidade dos reservatórios e sistemas do veículo: Sistema do lavador do para-brisa e do vidro traseiro – 2,5L •• Sistema de refrigeração do motor – 5,5L •• Tanque de combustível – 51,6L •• Sistema de lubrificação do motor 1.0L – exceto a troca do filtro de óleo – 3,9L •• Sistema de lubrificação do motor 1.5L – exceto a troca do filtro de óleo – 3,7L •• Transmissão manual – 2,1L •• Óleo do compressor do ar-condicionado – 0,12kg •• Refrigerante do ar-condicionado – 0,513 – 0,567 kg.