Volkswagen apresenta a “Kombi da nova era” no Salão de Detroit

626-volks-id_buzz_concept_1

A Volkswagen apresenta durante o Salão de Detroit (NAIAS 2017) o conceito I.D. BUZZ, veículo multiuso elétrico com tração nas quatro rodas e motores elétricos nos eixos dianteiro e traseiro, e modo de condução totalmente autônomo. A fabricante explica que o O I.D. BUZZ é baseado na nova Plataforma Modular Elétrica (MEB) e tem autonomia de 600 quilômetros.

626-volks-id_buzz_concept_0

A potência combinada dos dois motores elétricos é de 374 cv, equivalente a 275 kW (os motores elétricos dianteiro e traseiro têm 150 kW cada). O I.D. BUZZ pode ser reabastecido de forma indutiva ou numa estação de recarga de energia. Com uma potência de carga de 150 kW, são necessários cerca de 30 minutos para recarregar até 80% da bateria, garante a Volkswagen. A versão do I.D. BUZZ apresentada em Detroit alcança 100 km/h em cinco segundos e sua velocidade máxima é limitada a 160 km/h.

626-volks-id_buzz_concept_2

Com 4.942 mm de comprimento, distância entre-eixos (3.300 mm), 1.976 mm de largura e 1.963 mm de altura, o conceito tem espaço para até oito passageiros. A suspensão tem amortecedores regulados eletronicamente.

626-volks-id_buzz_concept_4

A própria Volkswagen chama o veículo de “Kombi da nova era”, mas não declara quando o modelo será lançado, apenas que a linha I.D., anunciada no Salão de Paris, começará a ser fabricada em 2020.

Dr. Herbert Diess e Hinrich J. Woebcken, Chefe da região América do Norte, no I.D. BUZZ

Dr. Herbert Diess e Hinrich J. Woebcken, Chefe da região América do Norte, no I.D. BUZZ


“O I.D. BUZZ simboliza a nova Volkswagen: moderna, positiva, emocionante e voltada para o futuro. Em 2025 queremos vender um milhão de carros elétricos por ano, tornando a mobilidade elétrica a nova marca registrada da Volkswagen”, explicou Dr. Herbert Diess, presidente do Conselho de Administração da Marca Volkswagen. “A partir de 2020, iremos lançar nossa família I.D., uma nova geração de carros totalmente elétricos e totalmente conectados. Eles serão acessíveis para milhões de pessoas”, declarou Diess.