Freios

Substituição dos materiais de atrito no Kia Soul

 

Confira o processo completo de troca dos discos e pastilhas dianteiros e regulagem das lonas traseiras no  sistema de freios do crossover coreano

por Gustavo de Sá   fotos Fernando Lalli

O sistema de freios é um item que sempre requer atenção. Em carros automáticos, esse cuidado deve ser redobrado. Isso porque, em veículos sem embreagem, o motorista naturalmente utiliza mais o pedal de freio para reduzir a velocidade. E esse desgaste pode ser ainda mais acentuado quando a transmissão não permite mudanças sequenciais de marcha na alavanca ou por meio de aletas atrás do volante, o que ajuda a desacelerar usando o freio-motor.
É o caso do Kia Soul 2009/2010 desta matéria, que tem câmbio automático de 4 velocidades. Aos 113 mil quilômetros, os discos de freio (já substituídos uma vez) apresentavam desgaste elevado. De acordo com o proprietário, o sistema fazia ruídos nas frenagens. No processo de desmontagem, constatou-se que, os discos dianteiros estavam com desgaste maior do que a espessura mínima permitida pelo fabricante.
“É importante sempre atentar ao desgaste dos discos e pastilhas. Nesse carro foi possível comprovar que o disco está no fim da vida útil somente com a apuração visual”, afirma o técnico Comercial da Fremax, Henrique Antonio Modolo, que realizou todo o procedimento de manutenção do sistema de freios no Kia Soul.

 

Desmontagem do freio dianteiro

1) Use uma pneumática para aliviar o torque dos cinco parafusos da roda.

 

2) Realize a medição da espessura do disco de freio com um paquímetro ou um micrômetro para avaliar o desgaste. No caso deste Kia Soul, é possível comprovar o desgaste no visual.

 

 

3) Com uma chave estrela 14 mm, solte os dois parafusos de fixação da pinça.

 

 

4) Para fazer o retorno do êmbolo, é necessário abrir o sangrador. Com uma chave de 10 mm, solte o parafuso do sangrador. Use um sargento para realizar o retorno. Se utilizar uma chave de fenda, faça o retorno devagar e o mais uniforme possível.

 

 

5) Remova os dois parafusos da pinça e solte-a.

 

 

6) Importante: jamais deixe a pinça suspensa pelo flexível. O flexível é um componente projetado para suportar a pressão do sistema, e não a tensão em sustentar o peso da pinça durante a manutenção. Com o auxílio de um arame ou uma abraçadeira plástica, fixe a pinça à mola.

 

 

7) Verifique se os deslizantes não estão engripados.

 

 

8) Remova as pastilhas. No Kia Soul, elas têm limitador de curso.

 

 

9) Retire os parafusos de fixação do cavalete com chave 17 mm.

 

 

10) Remova o cavalete.

 

 

11) Utilize uma chave philips para retirar os dois parafusos de fixação do disco.

 

 

12) Para facilitar a remoção do disco, aplique desengripante no cubo de roda e, se houver necessidade, bata com um macete para removê-lo.

 

 

13) Remova o disco de freio.

 

 

 

Preparação para montagem 

14) Apesar de o desgaste ser visível a olho nu, realizamos a medição da espessura do disco antigo com um micrômero. Ele estava com 23,6 mm, valor abaixo da espessura mínima recomendada, de 24,4 mm. O disco novo tem 26,0 mm.

 

 

15) Lixe o cubo de roda para fazer a limpeza e prepará-lo para receber o disco novo.

 

 

16) Use um relógio comparador com base magnética articulada para medir o empenamento do cubo e do disco. A tolerância máxima é de 0,05 mm – para efeito de comparação, um fio de cabelo tem aproximadamente 0,07 mm de espessura.

 

 

Montagem

17) Coloque o disco novo no cubo e prenda os parafusos-guia com a chave phillips. Observação: o disco da Fremax utilizado neste veículo não precisa de limpeza prévia.

 

18) Verifique o empenamento do disco com a ajuda do relógio comparador. Neste carro, o resultado da medição foi o mesmo do cubo: 0,02mm.

 

 

19) Assim como no cubo de roda, utilize a lixa para limpar o cavalete. Use graxa à base de sabão de lítio ou graxa náutica nos pinos deslizantes. Esse tipo de graxa tem uma melhor resistência a altas temperaturas, mantendo suas propriedades quando os freios são exigidos. Jamais utilize graxa derivada do petróleo, pois elas podem derreter com o calor e agredir as borrachas.

 

 

20) Recoloque o cavalete no carro.

 

 

21) Aplique a graxa à base de sabão de lítio nos pontos de apoio das pastilhas novas e aplique-as ao carro.

 

 

22) Lubrifique o êmbolo, que é o ponto de apoio.

 

 

23) Insira a pinça no cavalete e fixe-a com os parafusos. Faça o aperto com o auxílio de uma chave 15 mm. Cheque se todas as fixações estão apertadas e verifique se os deslizantes estão livres.

 

 

Lonas traseiras

24) Depois de remover as rodas, afrouxe os dois parafusos de fixação do tambor traseiro com uma chave philips. Aplique desengripante para lubrificar e, se necessário, utilize o macete para remover o tambor.

 

 

25) Com a lixa, limpe a face externa da lona. Faça o mesmo no lado interno do tambor.

 

 

26) Use água e um pincel limpo para realizar a limpeza do sistema traseiro e verifique se o cilindro não está engripado.

 

 

27) Levante os dois guarda-pós das coifas para se certificar de que não há invasão de sujeira.

 

 

28) Com duas chaves de fenda, lubrifique o espelho com a graxa à base de sabão de lítio.

 

 

29) Faça a regulagem manual do sistema. Recoloque a panela e verifique se não está com muita folga ou muito justo. Prenda os parafusos de fixação.

 

 

30) Limpe o reservatório de fluído de freio para inserir o novo fluído e realizar a sangria. Como é um líquido hidroscópico (que absorve a umidade do ar), ele perde suas propriedades com o tempo. Por isso, a troca é recomendada, em média, a cada 15 mil quilômetros ou 12 meses.

 

 

31) Em carros com ABS (sistema antitravamento dos freios), como no Soul desta matéria, comece a sangria pela roda mais próxima ao cilindro-mestre e à central eletrônica do ABS. Identificada a primeira roda, siga a sequência da sangria em “Z”. Neste caso, essa é a ordem: 1–roda dianteira esquerda, 2–roda dianteira direita; 3–roda traseira esquerda; 4–roda traseira direita. Aperte o pedal de freio até o meio do curso. Observe a cor do fluído na mangueira, que deve passar da cor marrom (fluído velho) para cor rosa (fluído novo).

 

 

32) No interior do veículo, retire o acabamento plástico com uma chave de fenda e faça a regulagem do sistema de freio de estacionamento com o auxílio de uma chave estrela 12 mm.

 

 

Colaboração técnica – Dr. American Car: (11) 3637-3764
Mais informações – Fremax: 0800 474 090