Manutenção Preventiva

Troca dos Amortecedores Mille 07/08

 

Nesta edição mostramos o passo a passo para a troca dos amortecedores do Mille 2007/2008, após a revisão de 60 mil km

Por: Edison Ragassi
Por: Vanderlei Vicário

 

O amortecedores são os principais elementos de ligação entre a suspensão e a carroceria do veículo. Estas peças têm a função de manter a aderência da roda ao solo e são importantes itens do sistema de suspensão destinados ao controle das oscilações da mola e ficam localizados na região inferior do veículo (undercar). Eles sofrem desgaste menor ou maior, de acordo com o terreno em que o veículo é utilizado. Geralmente, a vida útil das peças pode ultrapassar os 40 mil km, desde que o O proprietário faça a revisão preventiva dos componentes que trabalham em conjunto na suspensão.

 

No caso do Mille 2007/2008, eles chegaram aos 60 mil km, porém, como mostramos na edição passada, os componentes encontrados com desgaste, sendo um deles a caixa de direção, foram substituídos.

 

Com a colaboração de Warner Gonçalves, técnico de Suspensão da Magneti Marelli Cofap, agora mostramos os procedimentos de diagnóstico e substituição dos amortecedores e periféricos.

 

DIAGNÓSTICO PARA A TROCA DOS AMORTECEDORES DIANTEIROS E TRASEIROS DO FIAT MILLE 2007/2008

 

Antes de iniciar o diagnóstico utilize EPI – Equipamento de Proteção Individual (luvas, óculos, calçado com ponta dura).

 

1. Faça uma checagem geral em todos os itens do veículo que possam causar barulhos e ruídos. Inicie no compartimento do motor. Itens a serem checados: fixação da bateria, módulo, reservatórios, caixa do filtro do ar, suportes que possam apresentar problemas, como o radiador (se não está solto), reservatório do limpador de para-brisas, coxins do câmbio e motor.

 

Obs.: Este procedimento é necessário, pois, estes itens produzem ruídos que são confundidos com barulhos da suspensão e pode ocasionar a troca de peças desnecessárias.

 

2. Levante o carro no elevador a meia altura e inicie a avaliação das folgas dos kits do amortecedor, terminal axial, terminal de direção e caixa de direção.

 

ed-268-motor

 

3. Neste caso o veículo rodou por muito tempo sem fazer as revisões preventivas, o que acelerou o desgaste dos componentes do sistema de suspensão, sendo necessário a substituição dos kits.

 

Obs.: É recomendado avaliar os kits dos amortecedores a cada 10 mil km, pois, se danificados comprometem a vida útil do amortecedor.

 

ed-268-motor

 

4. Verifique a parte traseira do veículo. O rolamento é de pista dupla e caso apresente desgaste ou ruído, é necessário substituí-lo.

 

ed-268-motor

 

5. Verifique o amortecedor traseiro. Neste caso, apresenta um pequeno vazamento, o qual pode ser percebido por uma mancha de óleo na peça.

 

ed-268-motor

 

6. Examine o coxim superior do amortecedor traseiro. Se apresentar desgaste, é necessário trocá-lo.

 

ed-268-motor

 

7. Levante o veículo e com uma alavanca verifique
– Pivôs;
– Bucha da bandeja;
– Barra estabilizadora;
– Coxim, o qual apresentou folga. Neste caso, a troca deve ser imediata.

 

ed-268-motor

 

8. Examine, na parte traseira, o que pode causar barulho, como:
– Fixação do filtro de combustível;
– Tanque de combustível (se há alguma anomalia);
– Escapamento, coxins de escapamento e amortecedor;
– Buchas das bandejas traseiras.

 

ed-268-motor

 

PROCEDIMENTO DE TROCA DOS AMORTECEDORES DIANTEIROS

 

9. Com o carro no elevador, retire as rodas.

 

ed-268-motor

 

10. Solte os parafusos fixadores inferiores do amortecedor.

 

ed-268-motor

 

11. Afaste levemente o módulo de injeção que fica no lado direito do veiculo.

 

ed-268-motor

 

12. Solte os parafusos de fixações superiores dos amortecedores.

 

ed-268-motor

 

13. Retire o amortecedor.

 

ed-268-motor

 

14. Leve o conjunto mola/amortecedor para a bancada e instale os encolhedores. Eles devem ficar um de frente para o outro para não escaparem da mola quando encolhida.

 

ed-268-motor

 

15. Solte a porca superior.

 

Obs.: Ao desmontar os componentes, coloque-os na ordem de montagem, isso facilita o trabalho.

 

ed-268-motor

 

16. Retire a mola, o batente e a coifa.

 

Obs.: Os amortecedores Cofap têm na caixa um certificado de garantia. Este traz instruções de como deve ser montado e escorvado. É necessário retirar a etiqueta com o código de barras que está na caixa, fixá-la no certificado e preenchê-lo para validar a garantia.

 

ed-268-motor

 

17. Faça o processo de escorvamento. Com as mãos, feche o amortecedor até o final. Em seguida, abra até em cima e feche novamente. Este procedimento deve ser feito até que o processo esteja uniforme. Isso significa que o tubo de pressão do amortecedor está cheio de óleo e vai trabalhar corretamente.

 

ed-268-motor

 

18. No caso do Mille, coloque a coifa no primeiro elo (inferior) do batente.

 

ed-268-motor

 

19. Coloque o batente até encostar no amortecedor,
para que a haste fique aberta.

 

ed-268-motor

 

20. Monte os outros componentes. Inicie com a mola.

 

ed-268-motor

 

21. Instale o calço de apoio da mola.

 

ed-268-motor

 

22. Encaixe o novo rolamento.

 

ed-268-motor

 

23. Aplique o calço superior.

 

ed-268-motor

 

24. Coloque o complemento do coxim.

 

25. Coloque o coxim e a porca.

 

Obs.: Não utilize a máquina pneumática para o aperto, já que o travante do pistão que está dentro do amortecedor é químico e a vibração produzida pela máquina pode quebrar quebrá-lo e soltar o pistão.

 

ed-268-motor

 

26. Com uma chave 19 mm e uma allen 6 mm, faça o aperto até encostar. O aperto final deve ser feito no veículo com as rodas apoiadas no solo.

 

ed-268-motor

 

27. Retire o encolhedor da mola.

 

ed-268-motor

 

28. Coloque o conjunto mola/amortecedor a aponte as porcas do coxim superior.

 

 

 

29. Coloque os parafusos de fixação inferior e faça o aperto final manualmente.

 

ed-268-motor

 

30. Coloque a roda. Para apontar os parafusos pode ser utilizada a pneumática, mas o aperto final deve ser feito com o carro no chão e com um torquímetro.

 

ed-268-motor

 

TROCA DO AMORTECEDOR TRASEIRO

 

31. Retire a roda traseira.

 

32. Retire a cupilha do freio de estacionamento. Cuidado para não perder a arruela.

 

ed-268-motor

 

33. Com o alicate de bico retire a trava do flexível.

 

ed-268-motor
34. Retire o cabo do freio de estacionamento do suporte.

 

35. Retire o parafuso inferior.

 

ed-268-motor

 

36. Retire o tambor de freio e prenda-o para não ficar solto.

 

ed-268-motor

 

37. Dentro do porta-malas, solte a porca de fixação do amortecedor.

 

ed-268-motor

 

38. Retire o amortecedor.

 

ed-268-motor

 

39. Na bancada, faça o processo de escorvamento no amortecedor traseiro novo.

 

ed-268-motor

 

40. Instale o amortecedor e o tambor de freio, inicie pelos parafusos inferiores.

 

ed-268-motor

 

41. Coloque o flexível na posição correta e coloque a trava.

 

ed-268-motor

 

42. Coloque e encaixe o cabo do freio de estacionamento.

 

ed-268-motor

 

43. Encoste os parafusos de fixação inferior do amortecedor, pois, o aperto final deve ser feito em condições semelhantes às do carro no chão.

 

ed-268-motor

 

44. Utilize o macaco hidráulico como suporte para elevar a suspensão traseira simulando o mesmo condição do veículo no solo e faça manualmente o aperto final.

 

ed-268-motor

 

45. Coloque a roda, abaixe o carro e faça aperto final em todas as rodas com o torquímetro.
No caso do Mille, como os parafusos são de rosca fina, o recomendado é utilizar 15 Nm.

 

ed-268-motor

 

46. Faça o aperto final em todos os suportes superiores dianteiro e traseiro.

 

ed-268-motor

 

47. Posicione o módulo de injeção no suporte correto.

 

ed-268-motor

 

Mais informações – Magneti Marelli Cofap
mmcofap.com.br – Tel: 0800 0194054
assistenciatecnica.cofap@magnetimarelli.com